facebook
Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Você Pode Ser Um Empreendedor?

LoadingFavorito

O que caracteriza um empreendedor em potencial é o “Senso de Propriedade”: colocar sua marca em tudo que faz.

Muitos jovens estudantes universitários e recém-formados manifestam seu desejo de ser um empreendedor. Em recentes contatos com grupos específicos destes jovens, cerca de 80% deles indicaram ter esta vontade profissional

Existem estudos realizados com outros jovens pelas universidades, associações e pela Endeavor, que apontam que o interesse é mais generalizado entre os universitários. Veja uma pesquisa interessante realizada pela Endeavor no sul.

Universidades, associações, entidades públicas, empresas privadas, ONG’s e órgãos de comunicação já adotaram o tema em apoio ao empreendedorismo nos últimos anos. Todos debatem sobre quem é empreendedor e quem pode vir a ser um empreendedor.

É fácil identificar um empreendedor a partir do seu sucesso empresarial ou corporativo. Mas identificar quem pode vir a ser um empreendedor é uma tarefa mais difícil.

Recentemente, ouvi em numa entrevista na mídia uma pergunta sobre que características um jovem com interesse em se tornar um empreendedor deveria ter. Achei que mais uma vez a resposta foi muito vaga e pouco esclarecedora.

Na minha visão, o que diferencia um jovem com este potencial é o “Sentido de Propriedade”. Ouvi este termo pela primeira vez muitos anos atrás, durante uma viagem à Venezuela. Comentávamos sobre a situação econômica e política na América do Sul, que dificultava e desmotivava qualquer iniciativa de empreendedorismo.

Discutíamos a real motivação que alguém teria para ser um empreendedor, correndo riscos financeiros ou de carreira profissional, mesmo sob condições desfavoráveis. Foi quando o termo “Sentido de Propriedade” surgiu como a motivação fundamental.

O tal termo, “Sentido de Propriedade”, foi cunhado para descrever o desejo inexplicável que algumas pessoas têm de colocar a sua própria marca em tudo que faz. Seriam pessoas para as quais fazer as coisas bem feitas e ter bons resultados ainda não é suficiente. As coisas teriam de ser identificadas pelas mãos que construíram o fato, e pelo estilo com que foram elaboradas.

A satisfação de deixar a sua marca na obra seria o verdadeiro motivador do espírito empreendedor.

Comentamos sobre a similaridade entre alguém que arrisca o seu capital num empreendimento próprio e outro que arrisca a sua carreira profissional num empreendimento corporativo.

O empreendedor individual arrisca um valor que pode ter levado anos de trabalho para criar, e nem todo mundo seria atraído para a aventura. O empreendedor corporativo arrisca uma reputação construída ao longo de muitos anos de trabalho dedicado. Estes só alcançam a credibilidade necessária dentro da empresa para empreender quando o seu potencial de perda já é muito significativo.

Qualquer que seja a área, o “Sentido de Propriedade” é semelhante e a ambição relacionada é muito semelhante. Ela extrapola a questão do retorno financeiro e salta alguns degraus da famosa escala de Maslow. É a vontade de chegar mais rapidamente no alto desta famosa pirâmide que motiva os empreendedores.

O empreendedorismo é uma escolha feita pela pessoa, seja no âmbito empresarial ou corporativo. O termo não deve ser associado apenas ao âmbito empresarial, como muitas vezes acontece, mas sim, identificado com este espírito de “fazer” as coisas acontecerem, em qualquer ambiente.

Este impulso, ou talvez compulsão, em tomar iniciativas para fazer coisas diferentes, de maneiras diferentes, é o elemento a ser observado quando se busca saber se a pessoa tem características para vir a ser um empreendedor.

Assumir riscos, gostar de socializar profissionalmente, aceitar longas horas de dedicação, parecem ser mais consequências ou aspectos derivados do espírito empreendedor que move algumas pessoas.

Portanto, se você se identifica com esta necessidade de tomar as iniciativas para fazer as coisas, se a sua vontade de colocar a sua marca pessoal no que você faz está sempre presente e se você sente que é muito importante realizá-las com seu próprio estilo, assuma ser um empreendedor e siga em frente.

Yoshio Kawakami é Presidente da Volvo Construction Equipment Latin America e também escreve no blog yoskaw.blogspot.com

, Volvo Constr. Eq., Presidente
Yoshio Kawakami é ex-Presidente da Volvo Construction Equipment Latin America, onde foi responsável pela atuação da empresa em um território total equivalente a mais de duas vezes o tamanho da Europa. Sob seu comando desenvolveu o processo de reestruturação, crescimento e desenvolvimento da rede de distribuidores Volvo, assim como a expansão dos pontos de Marketing Hubs, buscando o crescimento contínuo através da excelência em produtos e serviços. Foi Presidente da Cummins Japan, sediada em Tóquio. Formado pela Faculdade de Engenharia Industrial, no curso de Engenharia Mecânica e de Produção e pós-graduado pela ESPM - Escola Superior de Propaganda e Marketing e pelo PDG - Programa de Desenvolvimento Gerencial.

Deixe seu comentário

4 Comentários

Faça login para deixar seu comentário sobre este conteúdo
ordernar por: mais votados mais recentes
  1. Ricardinho Leandro - says:

    0 curtidas
     
    Curtir

    Show de artigo! Gostei da expressão “senso de propriedade”, vai de encontro com a ideia que o Lemann propaga sempre por aí: “cabeça de dono”!

  2. Felipe Francisco - says:

    0 curtidas
     
    Curtir

    Muito bom! Muito focado e esclarecedor!!
    Obrigado!

  3. unibahiaeventosesportivos@gmail.com - says:

    1 curtidas
     
    Curtir

    O empreendedor individual arrisca um valor que pode ter levado anos de trabalho para criar, e nem todo mundo seria atraído para a aventura.
    Este cara Sou Eu!Estou conseguindo a realização das ideias depois que conheci o Triunvirato e li o Sonho Grande.A partir dai me retroalimento com os cursos da ENDEAVOUR esta Ajudando bastante nos objetivos

  4. Sandra Abreu Queiroga - says:

    2 curtidas
     
    Curtir

    ser empreendedor é realmente significativo seja na busca de um negócio próprio seja no apoio nas organizações em que trabalha.
    acredito sinceramente que todas as pessoas deveriam sentir a necessidade de desenvolver essas características se quiserem ter sucesso profissional.

    Sandra de Abreu Queiroga

Parceiros
Criação e desenvolvimento: