Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Venture Capital: o que é e como conseguir

LoadingFavorito
Venture Capital: o que é e como conseguir

Venture Capital ou Capital de Risco: esse tipo de investimento é o melhor para sua empresa?

Você está pensando em buscar um investidor para o seu negócio. Aí, começou a conversar com um e outro sobre o tema, e descobriu que existem diferentes modalidades de investimento: investidor anjo, venture capital, private equity e capital semente. Qual será a melhor para o seu negócio?

Bom, depende. Depende do momento e da maturidade da sua empresa, na verdade. Cada tipo de investidor busca um tipo de investimento, e você precisa conhecer cada modalidade para não perder nem o seu tempo, e nem o dele.

Antes de mais nada, você precisa saber que um fundo de investimento pode ser um parceiro importante para o seu negócio. E estamos falando de muito mais do que receber capital para sua empresa. Estamos falando de ganhar um forte aliado para sua empresa, que te ajudará, junto com um time de gestores experientes, na tomada de decisão. E não é segredo para ninguém que duas cabeças pensam melhor do que uma.

A seguir, vamos passar pelas diferentes modalidades de investimento.

Investidor-anjo: para o empreendedor que está começando

Aqui no Brasil, a figura do investidor-anjo ainda não é muito comum. Como o nome já diz, será de grande ajuda para o seu negócio. Ele é uma pessoa física que não apenas pode investir, por meio de capital próprio, na sua empresa nascente – desde que ela apresente um alto potencial de crescimento.

O investidor-anjo é alguém que vai te acompanhar e apoiar no sentido de aumentar suas chances de sucesso, apoiando você e a sua empresa também com a própria experiência, com o conhecimento no campo dos negócios, e sobretudo com uma valiosa rede de relacionamentos.

Além de serem participativos, o conhecimento sobre a sua empresa e seu modo de gerenciar para contribuir de forma efetiva – afinal, o interesse (e o capital) é dele também. Mas, é importante enfatizar que este movimento não tem nenhum caráter filantrópico ou assistencialista. O investidor-anjo vê a possibilidade de investir na sua empresa como negócio – pensando também, claro, no lucro.

Capital Semente: um passo à frente do investidor anjo

Tanto o investidor anjo, quanto o capital semente buscam negócios em fase embrionária. A grande diferença é que, em geral, o investidor anjo é uma pessoa física e o capital semente vem de uma pessoa jurídica, por meio de um fundo de investimento. As empresas que esse tipo de investidor foca, ao contrário dos investidores anjo,  já possuem clientes, produtos definidos, mas ainda dependem de investimento para expandirem o consumo e se estabelecerem no mercado.

Private Equity; capital para grandes empresas

Em geral, fundos de private equity – um tipo de capital de risco – assim como o venture capital, são focados em investir em operações de fusões e vendas de grandes empresas. Mais especificamente, esses fundos buscam empresas de capital aberto ou prestes a abrir seu capital.

Capital Venture: na medida para o seu negócio

Bom, se capital semente e investidores anjo buscam empresas em início de operação e private equity procuram empresas grandes, onde estão os investidores para PMEs? A resposta está no fundos de investimento de Capital Venture.

Venture capital (VC) é o nome usado para descrever todas as classes de investidores de risco. Mesmo assim, em geral, os fundos de venture capital investem em empresas de médio porte, que já tem um faturamento expressivo, mas que ainda precisam dar um salto de crescimento. Com o investimento, o objetivo é ajudar essas empresas a expandir e alcançar o seu potencial máximo.

O que você precisa fazer antes de buscar capital para o seu negócio

Mas, antes de sair em busca de venture capital para o seu negócio, você precisa conhecer as regras do jogo. A seguir estão alguns pontos importantes para encontrar um investidor para a sua empresa:

Deixar a casa em ordem: organize a sua empresa. O seu investidor vai querer saber se o seu negócio é lucrativo, qual a perspectiva de crescimento e como andou a vida nos últimos anos. Você precisa ter todos esses dados organizados e sistematizados para apresentar para ele. O mínimo que você precisa ter é o conjunto completo de dados financeiros por ano desde o início do negócio, o que inclui o DRE, o Balanço e o Fluxo de Caixa. Certifique-se de mostrar a sua margem bruta. Separe as despesas por função (P&D, vendas, marketing, serviços e administração). Outra coisa, você precisa saber bem as métricas chave para a execução do negócio.

Saber quanto vale a sua empresa: isso se chama valuation, e é um cálculo do valor real da sua empresa. Esse dado é muito importante na hora de negociar com investidores, pois possibilita que você explore os aspectos que valorizam a empresa (e tenha conhecimento daqueles que a fazem valer menos). Além disso, entender o valor de uma empresa historicamente permite que você tenha uma ideia do comportamento da empresa ao longo do tempo, o que é fundamental para a construção de estratégias futuras.

Preparar o seu pitch: você precisa montar uma boa apresentação da sua empresa para convencer o investidor do potencial de expansão do negócio.  Se você não tem um bom discurso – atrativo, objetivo, relevante e cativante – pronto na ponta da língua, você pode dizer adeus à sua chance. Então, não espere esse momento acontecer e você ser pego de calças curtas. Prepare-se com antecedência, treine seu pitch, grave e se escute, faça novamente, até ficar 100% intuitivo para você.

Arrumar um advogado: para que essa parceria seja bacana, é preciso que ambas as partes entendam exatamente onde estão se enfiando. E é nesse ponto que entra a figura do advogado. Peça ajuda para o seu. Ele vai te preparar, juntando o que é normalmente necessário em uma due dilligence jurídica. Isso pode incluir o seu plano de opções atual, acordos de confidencialidade dos empregados, marcas, patentes e outros documentos de propriedade intelectual, documentos societários, as resoluções do conselho, contratos de clientes, acordos de licenciamento de software, etc.

Bom, agora que você já sabe o que é Venture Capital e os demais tipos de investimento, bem como o que precisa fazer antes de sair atrás de um investidor, é hora de arrumar a casa e se preparar para dar mais esse passo. Não se engane: será um momento de crescimento, mas também será mais um momento cheio de desafios. Boa sorte!

Leia mais: Fundos de Investimento: mais força para o seu negócio

Saiba mais:

O investidor anjo no Brasil

Quem é o investidor anjo? 

 

A Endeavor é a organização líder no apoio a empreendedores de alto impacto ao redor do mundo. Presente em mais de 20 países, e com 8 escritórios em diversas regiões do Brasil.

Acreditamos que a força do exemplo é o caminho para multiplicar empreendedores que transformam o Brasil e por isso trazemos aprendizados práticos e histórias de superação de grandes nomes do empreendedorismo para que se disseminem e ajudem empreendedores a transformarem seus sonhos grandes e negócios de alto impacto.

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: