Privacidade e uso de dados: como essa scale-up trata o assunto desde o dia 1

Endeavor Brasil
Endeavor Brasil

A Endeavor é a organização líder no apoio a empreendedores de alto impacto ao redor do mundo. Presente em mais de 30 países, e com 8 escritórios em diversas regiões do Brasil.

Entenda os impactos do mau uso de dados para as scale-ups e como a In Loco trata privacidade como um fundamento desde o dia 1.

Alan Gomes, cofundador da In Loco Media, não teve celular até entrar da faculdade. Nunca teve WhatsApp, Facebook ou Instagram. Quando precisa pedir um Uber, ele nunca coloca o endereço de casa. E não é uma simples neurose, é uma batalha diária de preservação de sua privacidade.

Nossa superfície de contato com computação só aumenta, e com ela o compartilhamento de dados.

Se você já recebeu alguma ligação de um número desconhecido, seja para pedir suas informações pessoais, seja para vender algo com base em informações que eles já têm, você conhece isso de perto.

Há muitas vantagens de compartilhar seus dados: um desconto em uma compra, uma entrega conveniente em casa, um ingresso em um evento… mas o impacto dessas pequenas ações está na nossa privacidade e segurança, o que inclui desde spams por e-mail até golpes e roubos.

Em sua fala, Alan inclusive propõe um desafio: se você procurar por “vazamento de dados” em qualquer buscador, você vai encontrar um vazamento que tenha acontecido hoje. E essa é uma tendência que cresce exponencialmente no Brasil.

Por isso, a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) vem para reagir aos erros cometidos por empresas no tratamento de dados. Ela entra em vigor em 2020, mas também há várias consequências não planejadas às quais empreendedores devem estar atentos.

A In Loco preza pela privacidade como um fundamento desde sua criação, e Alan quer provar que é possível empresas tratarem dados com inteligência, tendo privacidade como um princípio, em vez de uma obrigação imposta pela LGPD. Saiba mais no vídeo de seu painel do Scale-up Summit 2019!