Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Quando o sonho grande é a saída da crise

LoadingFavorito
sonhar-grande

A crise chegou, mas algumas empresas decidiram não entrar nessa onda e continuam sonhando grande.

Brian Requarth empreendeu desde pequeno. Com os anos passando, ele trocou a bancada em que vendia limonadas quando pequeno por um negócio de tecnologia, na Colômbia, que tinha a maioria de seus clientes do mercado imobiliário americano. Tudo ia bem até que, em 2008, estoura a bolha imobiliária e ele se vê em meio ao caos. Em poucos meses, aquele sonho grande parecia estar chegando ao fim. Parecia, mas não foi bem isso que aconteceu.

Das cinzas, o empreendedor juntou todas as suas forças e fez ressurgir um novo modelo de negócio. Isso no meio de uma das maiores crises que o mercado imobiliário já enfrentou. Dessa inovação, saiu a ideia de uma das empresas que mais crescem no Brasil, a Viva Real. Ou seja, Brian viu sua empresa morrer na crise, mas também criou uma que nasceu em meio a ela. E por que estamos falando isso para você? É simples:

Na crise ou fora dela, os empreendedores que crescem são aqueles que sonham grande e vão além.

Sonhar grande e ter visão de futuro faz toda a diferença nos negócios, sejam eles quais forem. Segundo a nossa Pesquisa de Desafios dos Empreendedores, os empreendedores que crescem são aqueles que fazem a mudança acontecer da sua porta para dentro e querem, cada vez mais, mudar o mundo. E se você ainda não está acreditando, vamos aos dados:

Quando perguntamos aos empreendedores gerais, segmento que representa a grande maioria dos empreendedores brasileiros, quanto a crise e a competência da empresa influenciam os resultados do negócio, a resposta que tivemos foi: a crise influencia em 60% os resultados da empresa, contra 40% de influência da competência do seu negócio. Ou seja, os empreendedores gerais, a maioria no Brasil, acreditam que a crise é a maior culpada pela sua falta de bons resultados e não o desempenho do negócio.

Por outro lado, quando analisamos as respostas dos empreendedores de alto impacto, grupo composto por empresas que crescem muito por mais tempo, existe um grande constraste. Os empreendedores declararam que a crise influencia em apenas 43% nos seus resultados, contra 57% de competência da empresa. Aqui, vemos que esse grupo de empresas está mais preocupado em analisar o seu desempenho do que fatores externos, com a crise.

E você sabe o que isso quer dizer?

As empresas que crescem mais e por mais tempo dão menos importância à crise e focam seus esforços no dia a dia do negócio. Pode parecer óbvio, mas, no bom e belo português, empreendedores de alto impacto, em vez de apontar o dedo para a crise, se olham no espelho e pensam se os resultados que estão entregando são realmente os melhores.

E esse pensamento tem tudo a ver com visão de futuro. Enquanto 46% dos empreendedores gerais querem que seu negócio seja apenas uma garantia de renda própria ao longo dos anos, empreendedores de alto impacto olham além e sonham em ser as maiores e melhores empresas do setor. Essa visão move e molda o pensamento de todo o negócio, fazendo com que exista uma busca constante na melhora de serviços, produtos e até mesmo uma melhor imagem no mercado.

E se você acha que esses empreendedores estão “sonhando alto demais”, você já parou para pensar que as empresas de alto impacto, aquelas que crescem continuamente ao longo dos anos por sonharem grande, estão entre as maiores soluções para a crise? Você  não sabe como? Vamos voltar aos dados:

Em 2016, milhares de trabalhadores perderam seus trabalhos, fazendo com que a taxa de desemprego chegasse ao seu mais alto índice nos últimos anos. Quando empreendedores de alto impacto responderam sobre a sua perspectiva de geração de empregos, até o fim de 2016, a maioria deles (54,8%) espera aumentar o número de funcionários da empresa. Agora, quando analisamos o grupo de empreendedores Gerais, apenas 22% dizem o mesmo.

Pensar grande faz diferença não só para o próprio negócio, como também tem um impacto direto na sociedade e na economia. A visão de futuro do empreendedor tem uma relação direta com o ritmo de crescimento de suas empresas.

Tendo tudo isso em mente, será que não é a hora de repensar por qual caminho o seu negócio está seguindo? Empreender vai muito além do que só ter uma boa ideia e colocá-la em prática. Empreender é uma verdadeira arte que exige comprometimento e muita vontade de aprender, e isso significa ter que refazer, muitas vezes, o que você achava ser a solução perfeita para um desafio.

Não estamos dizendo que vivenciar uma crise é fácil, mas acreditamos muito no que Sam Walton, fundador do Walmart disse uma vez: “Me perguntaram o que eu achava da crise. Pensei a respeito e decidi que não iria participar dela.”  E, para a nossa felicidade, todos os grupos entrevistados, principalmente o de empreendedores gerais, afirmaram que  o medo de fechar o negócio, mesmo em tempos de crise, é pequeno. Portanto, continuemos otimistas e vai que dá!

Se você quer entender melhor quais as dores dos empreendedores e as amarras que dificultam seu crescimento, não deixe de baixar a Pesquisa de Desafios dos Empreendedores.

bota-pesquis

A Endeavor é a organização líder no apoio a empreendedores de alto impacto ao redor do mundo. Presente em mais de 20 países, e com 8 escritórios em diversas regiões do Brasil.

Acreditamos que a força do exemplo é o caminho para multiplicar empreendedores que transformam o Brasil e por isso trazemos aprendizados práticos e histórias de superação de grandes nomes do empreendedorismo para que se disseminem e ajudem empreendedores a transformarem seus sonhos grandes e negócios de alto impacto.

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: