Empreendedor: arrume a casa que teremos visita

Paulo Sérgio Dortas
Paulo Sérgio Dortas Endeavor Brasil - Time de Conteúdo

 

Em um momento tão único na história da economia brasileira, algumas dicas para deixar as finanças da sua empresa em ordem na busca por capital para crescimento.

 

O Brasil está vivendo um momento ímpar na sua economia: a realização de grandes eventos esportivos, como a Copa do Mundo 2014 e a Olimpíada; o desenvolvimento de um novo mercado com a exploração do pré-sal; e, talvez, o mais importante de todos, o aumento do consumo nas classes sociais C, D e E. Esses fatores têm como principal consequência o crescimento da demanda por produtos e serviços, acarretando às empresas envolvidas nessa cadeia produtiva a necessidade de revisão de seus planos de crescimento. O sentido de urgência passa a fazer parte da agenda dos empreendedores e gestores das companhias brasileiras.

Neste momento, são analisadas as fontes de recursos para o financiamento da expansão. O empreendedor se depara com a decisão de atrair recursos para financiar o crescimento e atender à demanda que se anuncia ou deixar a “janela” se fechar. Conhecendo o sentimento e as razões do empreendedor, dificilmente ele deixará passar essa oportunidade.

Inicia-se, então, a avaliação das opções para financiar o crescimento. Seja com a atração de um sócio estratégico, um fundo de private equity, abertura do capital na Bolsa ou até mesmo por meio de tradicionais fontes do mercado de dívida, é fundamental que a empresa esteja pronta para prestar informações sobre suas operações. Quanto mais bem preparado estiver o empreendedor para prestar contas sobre sua empresa, maior será a facilidade na avaliação das possibilidades e no custo ou desconto da operação.

Para que o empreendedor já comece a agir, deixo algumas dicas: faça a contratação do seu contador, seja terceirizado ou interno, avaliando a capacidade de atendimento ao seu negócio não somente no momento atual, mas considerando um horizonte de crescimento mínimo de três anos, com isso será possível evitar a rotação desse profissional; tenha mapeados os principais riscos fiscais e trabalhistas, estabelecendo um plano para que eles sejam mitigados ou eliminados; estabeleça e integre controles de tesouraria com sua área contábil, gerando relatórios confiáveis e tempestivos; e, finalmente, tenha um plano de negócios alinhado com seu planejamento de crescimento.

Com essas providências, o empreendedor se habilitará a fazer parte deste momento histórico, o qual o Brasil vivencia. A principal característica dos empresários de sucesso em todo o mundo é a contínua busca por novas oportunidades para fomentar seu crescimento. Estruturar o seu negócio de forma a atrair investimento certamente será fator decisivo para se posicionar com atributos vantajosos em seu mercado e se tornar cada vez mais competitivo.

 

Paulo Sérgio Dortas é especialista em Auditoria e Suporte a Transações.