Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

5 fatos sobre scale-ups que todo político deveria saber

LoadingFavorito
5 fatos sobre scale-ups que todo político deveria saber

Políticos que desejam se beneficiar do crescimento de scale-ups devem primeiro entendê-las.

Scale-ups – também conhecidas como empresas de alto crescimento – são empresas que crescem muito rápido, no mínimo 20% ao ano por um período de três anos. Essas empresas contribuem de forma essencial para o crescimento econômico e, nos últimos anos, elas têm sido cada vez mais o foco nas discussões sobre políticas econômicas. No Brasil, menos de 1% das empresas são scale-ups, mas elas são responsáveis por gerar quase 60% dos novos empregos.

Uma equipe de pesquisadores da Universidade de Sussex conduziu uma extensa revisão da literatura acadêmica para identificar as principais conclusões sobre esse tipo de empresa. Aqui está o que eles descobriram:

1. Scale-ups não são exclusivas do setor de tecnologia. Elas estão igualmente representadas em todos os setores; aliás, alguns pesquisadores acreditam que elas estão mais concentradas na indústria de serviços.

2. As poucas companhias que crescem rapidamente também criam a maiorias dos novos empregos. Os acadêmicos certamente concordam em algo: não importa como você define as empresas de alto crescimento, elas são responsáveis por uma surpreendente porção de novos empregos das economias.

3. Tudo se resume a pessoas. Entre as companhias de alto crescimento, destacam-se as nas indústrias baseadas em conhecimento, dado que aponta para a importância do capital humano no estímulo ao alto crescimento.

4. Idade importa: empresas de alto crescimento são mais jovens que suas colegas. E não é só isso; parece haver uma relação inversa entre a idade e a taxa de crescimento: quanto mais jovens são as companhias, mais rápido elas crescem em média.

5. Altas taxas de crescimento são raras. Scale-ups raramente sustentam altas taxas de crescimento, o que faz sentido: após alguns anos de crescimento muito alto, as empresas podem precisar desacelerar para ajustar sua estrutura organizacional. Há exceções a esta regra, é claro.

O artigo original foi escrito por Fabiana Moreno e Alex Coad, “High-Growth Firms: Stylized Facts and Conflicting Results”, e está disponível aqui (em inglês).

Artigo originalmente publicado e gentilmente cedido pela Endeavor Insights.

*Nota: Em relação ao quarto ponto deste artigo, realmente há mais chances de se encontrar Scale-ups entre o grupo de empresas mais jovens elegíveis. Isso acontece porque entre empresas jovens, o grupo que possui mais de 10 funcionários é muito pequeno – e é necessário para ser uma Scale-up, além de crescimento, que uma empresa tenha 10 ou mais funcionários. Em grupos de empresas com mais de 10 anos, o número bruto de Scale-ups aumenta, mas sua participação no total de empresas com mais de 10 funcionários diminui. A pesquisa “Scale-ups no Brasil” da Endeavor também fala mais sobre esses e outros pontos.

Para mais informações sobre companhias scale-up e seus impactos, leia:

Como o governo pode ajudar as empresas de alto crescimento?

3 Lições do Vale do Silício: Como Cultivar Scale-ups

Guilherme Afif: “Precisamos eliminar o medo dos pequenos negócios de crescer”

A Endeavor é a organização líder no apoio a empreendedores de alto impacto ao redor do mundo. Presente em mais de 20 países, e com 8 escritórios em diversas regiões do Brasil.

Acreditamos que a força do exemplo é o caminho para multiplicar empreendedores que transformam o Brasil e por isso trazemos aprendizados práticos e histórias de superação de grandes nomes do empreendedorismo para que se disseminem e ajudem empreendedores a transformarem seus sonhos grandes e negócios de alto impacto.

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: