Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Recursos tecnológicos para empreendedores

LoadingFavorito

Monitorar tendências tecnológicas é uma poderosa ferramenta para os empreendedores.

A dinâmica global está em transição, com mudanças demográficas, crescimento do BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China) e novas tendências tecnológicas que criam centros político-econômicos nos países emergentes.Inovações em computação em nuvem, redes sociais, big data, mobilidade, segurança da informação e tecnologia verde revolucionam a economia e a sociedade, transformam os modelos de negócio e reconfiguram as relações de trabalho.

O papel de tecnologia da informação (TI) na economia, sociedade e governo deve se intensificar, dadas as inovações fomentadas pelos diversos setores econômicos. O conjunto das tendências tecnológicas define o futuro das empresas, pois cria novos modelos de negócio, potencializa o desempenho das organizações, além de reduzir custos e prazos. Também estende aos empreendedores recursos até então acessíveis apenas às médias e grandes organizações, sem a necessidade de infraestrutura própria para apoiar os sistemas e aplicações.

A computação em nuvem visa disponibilizar, pela internet, as mais variadas aplicações e dados, independente da plataforma utilizada. Os empreendedores podem utilizar a computação como serviço para reduzir custos e obter ganhos de escala e eficiência, desde funções mais básicas de uma empresa, como e-mail, até a utilização de sistemas integrados de gestão empresarial (ERP) e gestão de relacionamento com o cliente (CRM).

As mídias sociais fornecem informações instantâneas sobre comportamento, localização e preferência dos indivíduos, além de estimularem novos comportamentos e aspirações. A criação de comunidade entre clientes, funcionários e parceiros possibilita o desenvolvimento de soluções de forma colaborativa e interativa. As redes sociais se consolidam, ainda, como importante ferramenta de recrutamento.

Os dispositivos móveis ampliam o acesso da população a informações. Com a mobilidade, as empresas podem acompanhar seus clientes de maneira personalizada em tempo real e desenvolver modelos de negócios móveis, ao redor de seus consumidores e funcionários.

A abundância de dados na era da informação transforma os negócios e a tomada de decisão, com as ferramentas de big data – banco de dados e tecnologia de alta escala que armazenam dados estruturados e não estruturados. Elas proporcionam análises e previsões integradas, que aceleram a tomada de decisão.

Monitorar as tendências tecnológicas e entender as oportunidades que podem trazer aos produtos e serviços é uma poderosa ferramenta para os empreendedores. Nos próximos artigos, abordarei cada uma dessas tecnologias, para que os leitores possam aproveitá-las no desenvolvimento dos negócios e utilizá-las para endereçar seus desafios. 

 

Antonio Gil é graduado em Engenharia de Produção pelo ITA, Presidente da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom) e membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), ligado à Presidência da República.

 

Mais de Antonio Gil:
Inovação e empreendedorismo em tecnologia

 

 

 

 

, Brasscom, Presidente
Graduado em Engenharia de Produção pelo ITA, Antonio Carlos Rego Gil iniciou sua carreira na IBM, onde alcançou o cargo de COO (Chief Operations Officer) no Brasil e CEO (Chief Executive Officer) na Venezuela. Em 1986, tornou-se presidente da SID e, em 1993, assumiu a presidência da Lucent Technologies do Brasil. A partir de 1998, Gil passou a trabalhar em parceria com o grupo de investidores IT Partners com o objetivo de procurar oportunidades no segmento de IT e Telecom no Brasil. Como fruto deste relacionamento, tornou-se presidente da CPM (atual CPM Braxis CapGemini), empresa que em julho de 2000 passou a fazer parte do IT Partners, na América Latina. Desde 2007, é presidente executivo da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (BRASSCOM). Gil é membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES) , ligado à Presidência da República e do Conselho de Competitividade do Plano Brasil Maior, também ligado a Presidência.

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: