facebook
Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Que executivos você quer ter ao seu lado: tarefeiros ou executores?

LoadingFavorito
Que executivos você quer ter ao seu lado: tarefeiros ou executores?

Para todas as funções da empresa, ser um bom executor de tarefas é fundamental. Menos para o C-Level que você quer ter ao seu lado.

Hoje, umas das habilidades mais procuradas nos executivos no mundo corporativo é a capacidade de execução. Um executivo que tem alta capacidade de execução tem grande possibilidade de conseguir um bom emprego e, se já está empregado, de conseguir crescer na empresa.

Mas o que é ter alta execução? Qual a diferença entre um executivo com alta execução e um executivo com alta capacidade de executar tarefas?

Em primeiro lugar, alta execução significa ter a habilidade de planejar, definir, entender e implementar uma estratégia. É ter a visão sistêmica do seu trabalho, seja da sua área, seja de processos ou da sua empresa. Quanto mais alto o nível hierárquico, mais esta habilidade tem que ser dominada.

O CEO tem que ser mestre nesse assunto. Não adianta ser bom na implementação da estratégia se a estratégia está errada.

Também não adianta nada ter uma excelente estratégia se a implementação é fraca.

Já o tarefeiro tem muita dificuldade em ter esta estratégia clara. Ele foca na atividade e não no resultado.

O tarefeiro começa pelo fazer e não pelo planejar, investe pouco tempo neste capítulo da gestão.

Hoje vivemos muito o momento do “Desenvolve, testa e aprende”, mas mesmo neste modelo é necessário planejar para que o desperdício seja o menor possível.

Outro aspecto que destaca o bom executor é o alinhamento do time à estratégia, até porque uma boa implementação é executada por meio das pessoas. Então executor é aquele que dá propósito à estratégia, alinha o time, cobra pela execução, facilita o caminho a ser trilhado, entra nos momentos difíceis para contribuir com a solução e, principalmente, dá autonomia ao time e faz ele crescer.

O tarefeiro, por sua vez, assume para si a execução das tarefas. Com isso, ele se destaca como o solucionador de problemas, assumindo todos os riscos.

O resultado disso é um time na zona de conforto que não cresce e que não vê propósito no que faz.

Esse é o líder super-herói, aquele que se sente insubstituível. Sem ele saber, já foi mapeado pelo time, trabalha duro, muito duro, já o time… Mas isso o realiza.

Mas afinal, se queremos ao nosso lado executivos focados na estratégia, o que é estratégia?

Se procurarmos na literatura, vamos encontrar várias definições. De todas, a que mais gosto é:

Estratégia é você ter uma visão clara de onde quer chegar.

Isto é, decidir hoje o que vai ser amanhã, e definir de uma forma estruturada o caminho a ser trilhado para chegar a esta visão. Mas, com uma condição, esse caminho tem que ser muito claro e factível para que os outros se engajem nessa estratégia.

Agora, voltando à provocação inicial, eu pergunto: que tipo de executivos você quer ter ao seu lado? Se é um executor, procure pessoas com esse perfil, conheça a história delas, converse com as pessoas do time que respondem a ela, questione sobre direção, veja se tem metas claras, se o time conhece suas metas, se estão engajadas, se há propósito no trabalho, se a empresa e/ou área/processo tem uma visão e está claro para o executivo como chegar lá.

Certa vez, uma pessoa chegou a um prédio e entrou no elevador, então o ascensorista perguntou:

- Para qual andar você vai?

E ele respondeu:

- Tanto faz, já estou no prédio errado mesmo.

Boa reflexão.

Na prática, o que você pode fazer?

1) Será que esse é o melhor momento para você ter líderes C-Level ao seu lado? Faça o Quiz Check-Up e receba o diagnóstico sobre o estágio de maturidade do seu negócio.

2) Se já tem líderes executivos ao seu lado, veja se todos apresentam as características de um executor como foi descrito acima. Se têm clareza da estratégia, ou se gastam mais energia na execução das tarefas em si. Lembre-se: trabalhar duro não é o mesmo que trabalhar de forma inteligente.

3) Se você está em busca desses executores, comece conversando com o time que eles lideram hoje. A percepção do time vai ajudá-lo a ter clareza das competências que ele tem como executor. E se ele é a pessoa que você procura para tomar decisões ao seu lado.

Check up - CTA Em quais desafios - 740x120

, DUO Tecnologia / ProJuris, CEO
Sérgio é empreendedor da área de tecnologia, software e inovação, com mais de 26 anos de experiência nas áreas de desenvolvimento, consultoria, gestão, suporte a clientes e financeiro. Iniciou sua carreira como programador na Datasul. Em 1999, fundou e dirigiu a Futura Soluções em Finanças, franquia da Datasul e, posteriormente, da TOTVS.

Fundou também a EUAX, empresa especializada em gestão de estratégia, projetos e processos, a Drimio, uma rede social focada no engajamento de pessoas através das marcas, a NOUS Software, que desenvolve software para gestão da inovação e a DUO Tecnologia proprietária da marca ProJuris focada em software para departamento Jurídico e Escritórios de Advocacia.

Deixe seu comentário

Criação e desenvolvimento: