facebook
Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Principais passos para ter um Investimento-Anjo

LoadingFavorito

O processo pode ser dividido em duas partes: estruturação do negócio e captação de investimento.

O processo de obtenção de investimento-anjo para criação de uma nova empresa (chamada de startup) pode ser divido em duas etapas: a primeira de estruturação do negócio e a segunda de captação do investimento. Assim, o empreendedor que necessita dele para criação e desenvolvimento de sua startup deve começar pela preparação e modelamento de seu negócio, conforme apresentado a seguir:

1. Primeiro o empreendedor deve conhecer o que é o investimento-anjo, para compreender no que poderá ajudar no seu negócio, como deverá ser preparar, quais os requisitos e principais termos da negociação, bem como o que ele deverá oferecer para o investidor-anjo para se interessar pela startup dele.

2. Contratar um Conselheiro (também chamado de advisor), profissional experiente que possa orientá-lo no desenvolvimento de todas estas etapas em troca de uma pequena participação no negócio; o Conselheiro pode ser inclusive um investidor-anjo, que posteriormente pode até se tornar o investidor-líder da sua startup.

3. Pesquisar o mercado em que irá atuar, conversando com potenciais clientes e principalmente testando e validando se suas ideias realmente atendem às expectativas e necessidades deles, bem como que concorrentes já atuam em seu segmento, para comparar suas vantagens competitivas.

4. Montar o time certo, isto é, avaliar quais competências (ex.: técnicas, de negócios, operacionais, etc.) são essenciais para o seu negócio, se os fundadores têm as mesmas e assim se será necessário buscar novos colaboradores para complementarem.

5. Desenvolver um protótipo ou prova de conceito do principal produto/serviço que irá ofertar com objetivo tanto de apresentar para os consumidores potenciais para sua validação, quanto para o investidor-anjo, a fim de dar maior clareza da sua proposta, bem como demonstrar sua capacidade de execução.

6. Elaborar um pitch e uma apresentação de seu modelo de negócio, que contenham os itens mais relevantes dele, como qual necessidade seu produto/serviço atende, como irá atender esta necessidade, qual o mercado-alvo/perfil do cliente, como irá divulgar/comercializar, como/quanto espera faturar e qual valor de investimento precisa e para que será utilizado.

No próximo artigo daremos continuidade apresentando os passos para captação do investimento.

Cassio A. Spina foi empreendedor por 25 anos, sendo atualmente investidor-anjo. É o fundador da Anjos do Brasil e autor do livro “Investidor-Anjo – Guia Prático para Empreendedores e Investidores”

Leia mais:
Afinal, o que é Investidor-Anjo?
3 dicas para apresentar suas ideias a investidores

, Anjos do Brasil, Fundador

Cassio A. Spina foi empreendedor por 25 anos, e atualmente é Investidor-Anjo. É o fundador da Anjos do Brasil (www.anjosdobrasil.net) e autor do livro “Investidor-Anjo – Guia Prático para Empreendedores e Investidores”.

Deixe seu comentário

1 Comentário

Faça login para deixar seu comentário sobre este conteúdo
ordernar por: mais votados mais recentes
  1. Denise oliveira - says:

    0 curtidas
     
    Curtir

    Tenho uma ideia inovadora, mais não tenho investimento.
    denisejcc1@hotmail.com

Parceiros
Criação e desenvolvimento: