facebook
Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Políticas para o empreendedorismo: uma análise sobre nove países

LoadingFavorito
Políticas para o empreendedorismo: uma análise sobre nove países

De acordo com uma pesquisa sobre programas de suporte a empresas de alto crescimento em nove países, políticas para fomentar o empreendedorismo devem ser menos focadas em programas universitários e redução de impostos. Em um interessante relatório realizado anos atrás, pesquisadores da Finlândia analisaram políticas públicas destinadas ao suporte de empresas no Brasil, Austrália, Finlândia, Hong Kong, Hungria, Itália, Holanda, Espanha e Reino Unido. O resumo de algumas de suas principais descobertas foi compilado aqui, abaixo.

A maioria das políticas foca em aumentar a quantidade, ao invés da qualidade, das novas empresas. Políticas tradicionais de desenvolvimento econômico querem “proporcionar um pouco de ajuda para todos”. Mas governos podem ajudar a criar mais empregos sendo mais seletivos e destinando mais meios para que empresas com potencial de alto crescimento de fato se desenvolvam.

Políticas que se concentram em diminuir impostos de pequenos negócios podem inibir o crescimento

É raro universitários e recém-formados começaram empresas de alto crescimento. Mesmo assim, muitos governos tentam apoiar empresas de alto crescimento ajudando universidades e seus estudantes. Por outro lado, governos deveriam considerar a promoção de spin-offs de ideias, investimentos e talentos de empresas já existentes. O típico empreendedor de alto crescimento está empregado e tem entre 35 e 44 anos de idade. Embora os autores não tenham achado qualquer iniciativa dirigida para esse grupo, spin-offs de empresas já existentes lideradas por esse público específico podem se tornar fontes de grande crescimento de emprego e renda.

Políticas que se concentram em diminuir impostos, especialmente para pequenos negócios, podem gerar consequências inesperadas e inibir o crescimento. Por exemplo, se o governo reduzir impostos apenas para empresas com menos de 50 funcionários, isso pode reduzir o incentivo de pequenas empresas crescerem além de 49 funcionários. Isso não será um problema para empreendedores que realmente querem construir grandes empresas, mas também não incentiva o crescimento.

Para saber mais sobre o estudo, faça o download do relatório completo neste link, em inglês.

Artigo originalmente publicado e gentilmente cedido pela Endeavor Insights.

A Endeavor é a organização líder no apoio a empreendedores de alto impacto ao redor do mundo. Presente em mais de 20 países, e com 8 escritórios em diversas regiões do Brasil.

Acreditamos que a força do exemplo é o caminho para multiplicar empreendedores que transformam o Brasil e por isso trazemos aprendizados práticos e histórias de superação de grandes nomes do empreendedorismo para que se disseminem e ajudem empreendedores a transformarem seus sonhos grandes e negócios de alto impacto.

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: