Como recrutar jovens talentos?

Sofia Esteves
Sofia Esteves Endeavor Brasil - Time de Conteúdo

Um dos grandes desafios enfrentados por praticamente todas as empresas em gestão de recursos humanos é a escassez de jovens talentos. Conheça formas de atraí-los para contratar as melhores pessoas.

Há quem diga que a geração Y (nascidos a partir da década de 80) não tem sua revolução, que os seus representantes não lutaram para modificar algo no mundo. Basta analisar rapidamente o cenário ao nosso redor para concluirmos que essa afirmação é um equívoco. Os jovens talentos têm mudado – e muito – o mundo pessoal e profissional de todos nós, independente da geração a qual pertencemos. Aliás, o acesso e uso constante da tecnologia fez com que essa barreira entre pessoal e profissional fosse demolida e uma nova forma de encarar carreira, negócios e qualidade de vida foi construída.

Na tabela abaixo apresentamos um comparativo entre o contexto anterior e o atual e os principais impactos que essa transição trouxe ao mercado de trabalho.

Diante desse novo contexto, o primeiro desafio que uma empresa enfrenta é a definição do que considera talento e a partir dessa definição, desenhar um modelo de atração que tenha uma proposta clara e assertiva. Ou seja, que atraia os talentos desejados já que a escassez deles no mercado é enfrentada por praticamente todas as empresas, é a tal guerra de talentos tão discutida nos mais diferentes fóruns de RH.

E o que atrai esse jovem? Por que ele escolhe uma empresa? Uma vez por ano a Cia de Talentos em parceria com a NextView People realizam uma pesquisa sobre quais são as empresa dos sonhos dos profissionais em início de carreira do Brasil, Argentina, México e Colômbia. O principal questionamento feito é em qual empresa aquele jovem gostaria de começar sua trajetória profissional, o que ela oferece e como ele sabe que ela oferece esses itens que ele tanto valoriza. No ano de 2011, os principais itens citados pelo jovem como motivo de escolha da empresa dos sonhos foram: Desenvolvimento profissional, desafios constantes, boa imagem no mercado, bom ambiente de trabalho e carreira internacional.

E quer saber qual foi o principal canal de divulgação de que a empresa dos sonhos do jovem talento oferece esses itens? Uma pessoa que trabalho ou trabalhou na empresa. É preciso que as empresas cuidem de como estão retendo e demitindo pessoas, elas serão sua principal fonte de captação de novos talentos.

E por falar em retenção, os jovens elencaram os valores e crenças das empresas com os quais eles se identificam: Crescimento e inovação sustentáveis, responsabilidade social e comunidade, ser reconhecida como referência em seu segmento, qualidade do produto, conduta ética, cliente como razão de ser. Uma conclusão importante é que hoje, o jovem talento não escolhe mais a empresa pelo seu porte, pelo segmento de atuação e sim, por sua proposta de valor. Qual proposta de valor os seus processos de atração, seleção e retenção de pessoas estão apresentando aos jovens talentos?

Sofia Esteves é psicóloga, presidente do Grupo DMRH e Cia de Talentos, professora de Captação de pessoas do MBA de RH da FIA e autora do livro Virando Gente Grande – Como orientar jovens em inicio de carreira.