Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Payback, ou melhor: quando você terá o seu dinheiro de volta

LoadingFavorito

Payback é um indicador muito importante para você planejar o futuro do seu negócio e também para conquistar investidores. Saiba mais sobre isso neste artigo.

Começar um negócio é uma tarefa cheia de desafios. Validar um modelo de negócio, montar um canvas, testar e validar hipóteses com um MVP, fazer um planejamento financeiro para ter ideia do seu payback, buscar investidores. Enfim, muitas coisas.

Talvez payback seja um dos detalhes mais importantes, pois está diretamente relacionado com a viabilidade do seu negócio, com o fôlego financeiro que você precisa ter para conseguir que ele deslanche e com o retorno do seu investimento.

De maneira bem básica, payback é um indicador que te dá a informação (em tempo) de quando você terá o seu investimento de volta. Ou seja, em quanto tempo aquele dinheiro que foi investido retornará para o bolso do investidor.

Fluxo de caixa: a primeira coisa que você precisa fazer bem para calcular o seu payback

Para calcular o payback, é preciso entender o que é fluxo de caixa - pois será a partir do fluxo de caixa que você vai calcular o tempo para o investimento retornar. Fazer o fluxo de caixa significa que você vai controlar, equilibrar e destinar com qualidade tudo que entra e sai de valores da sua empresa. O fluxo de caixa bem feito é aquele que programa bem seus gastos com seus ganhos, faz investimentos corretos para formar uma empresa sustentável e está sempre em dia com os valores e oportunidades que envolvem o negócio.

O fluxo de caixa é um elemento de gestão e planejamento do seu dia a dia. Neste artigo, o especialista em auditoria e consultor da Endeavor, Paulo Sérgio Dortas, dá algumas dicas sobre o tema:

  • Inventário: Faça um levantamento de todas suas despesas e receitas, atuais e futuras, planos de investimento e expansão, preferencialmente alinhado com seu Plano de Negócios, e os organize por natureza: operacional, não operacional e investimentos.
  • Horizonte: O ideal é que o fluxo de caixa contemple um horizonte correspondente ao ciclo operacional da empresa. Geralmente este ciclo compreende o período de um ano, mas atividades de ciclo mais longo exigirão um horizonte maior. Empresas que trabalham com encomenda ou por safra, por exemplo, devem considerar o tempo médio da encomenda ou safra como seu ciclo operacional.
  • Detalhamento: Geralmente, para o primeiro ciclo operacional, é feito um nível de abertura das despesas, receitas e investimentos bem detalhado. A partir daí, e até o horizonte definido pelo Orçamento e Plano de Negócios – geralmente de 3 a 5 anos – estes itens são agrupados.
  • Atualização: Assim como todos os outros instrumentos de gestão, Orçamento e Plano de Negócios, o fluxo de caixa deve ser atualizado periodicamente. O horizonte de um ciclo operacional deve ser atualizado mensalmente, enquanto que para os demais períodos, a atualização deve ser efetuada concomitantemente à revisão do Orçamento e Plano de Negócios.
  • Conservadorismo: Evite otimismo nas previsões das entradas e receitas. Um bom fluxo de caixa deve considerar o fato de que alguns clientes não pagarão na data do vencimento ou mesmo que alguns não efetuarão o pagamento, exigindo a necessidade da aplicação de um percentual de perdas sobre as entradas.
  • Acompanhamento: Antecipe-se a eventos operacionais que impactam o seu fluxo de caixa, atraso na inauguração de uma nova linha de produção, perda de um cliente, para que você possa atuar de forma proativa no seu fluxo de pagamentos. Desta forma, você poderá negociar com alguns fornecedores a postergação de vencimentos, ou mesmo a contratação de um empréstimo com taxas de juros mais atrativas do que ficar com a conta negativa no banco.

A partir do fluxo de caixa, você consegue calcular o seu lucro, e calcular em quanto tempo obterá a quantia suficiente para reaver o seu investimento sem deixar de pagar as contas do dia a dia.

Neste link, você confere um exemplo do cálculo com números.

Confira outras dicas de planejamento financeiro

Controlar seu fluxo de caixa, projetar cenários, desenvolver planos de ação. Ter um planejamento financeiro bem estruturado é fundamental para sua empresa crescer. O planejamento financeiro serve para projetar as receitas e as despesas da sua empresa, com a finalidade de indicar a situação econômica dos seus negócios. Ao realizá-lo, você consegue visualizar claramente quanto você pretende faturar, gastar, investir e lucrar, podendo assim planejar a melhor forma que utilizará seus recursos.

O planejamento financeiro é mais do que importante; é indispensável. Porque, no fundo, é a base para quase todas as práticas da sua empresa. Sem realizá-lo corretamente, você não conseguirá tomar decisões estratégicas no seu negócio. Caso não tenha avaliado suas projeções, se verá incapaz de analisar e aplicar seus investimentos no momento certo, revisar custos e identificar as melhores oportunidades para otimizar suas atividades. Por isso, nenhum negócio – tenha o tamanho que tiver – pode prescindir de um planejamento financeiro completo e realista.

Bom, saber qual é o seu payback é muito importante pois, além de te ajudar a planejar os próximos passos do seu investimento, também é uma informação chave para um potencial investidor. Então, organize suas finanças e trate de calcular o seu. Boa sorte!

Leia mais:

No artigo Planejamento financeiro: um passo a passo indispensável, você encontra um breve passo a passo para mandar bem na hora de planejar suas finanças e tocar sua gestão.

O artigo Controle financeiro: dicas e ferramentas para manter suas contas sempre em ordem traz mais dicas e ferramentas para você organizar o seu planejamento financeiro

 

A Endeavor é a organização líder no apoio a empreendedores de alto impacto ao redor do mundo. Presente em mais de 20 países, e com 8 escritórios em diversas regiões do Brasil.

Acreditamos que a força do exemplo é o caminho para multiplicar empreendedores que transformam o Brasil e por isso trazemos aprendizados práticos e histórias de superação de grandes nomes do empreendedorismo para que se disseminem e ajudem empreendedores a transformarem seus sonhos grandes e negócios de alto impacto.

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: