facebook
Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Você sabe o que é e para que serve o patrimônio da sua empresa?

LoadingFavorito

O patrimônio e o balanço patrimonial são muito importantes pois têm relação direta com o sucesso financeiro da sua empresa. Saiba mais sobre isso

Que fique claro: nenhuma empresa sobrevive sem uma boa gestão financeira. Então, sim, você precisa estar familiarizado com os principais conceitos ligados à contabilidade. Nesse sentido, saber qual é o patrimônio da sua empresa, como fazer o seu balanço patrimonial e, mais do que isso, conseguir usar as informações retiradas desse demonstrativo em seu favor é fundamental.

A partir do cálculo do patrimônio (que pode ser o ativo, passivo ou situação líquida), você consegue fazer um raio X da saúde financeira do seu negócio e isso te ajuda a avaliar aspectos fundamentais como a liquidez ou endividamento da sua empresa. Sim, vai muito além de contar quantas cadeiras e computadores você tem no seu escritório.

Ok. Mas como calculo o meu patrimônio?

Bom, pode-se dizer que quando falamos do patrimônio de uma empresa estamos falando de três coisas diferentes: de seus bens, de seus direitos e de suas obrigações.

Aspectos ligados à valores, como a reputação de uma marca, por exemplo, apesar de serem muito importantes, não entram nessa conta de patrimônio. Quando falamos de patrimônio, estamos falando de dinheiro, de tudo aquilo que tem valor econômico e pode ser usado para gerar lucro.

Para começar, temos os bens da empresa. É tudo aquilo que a empresa possui. Há diferentes tipos de bens e, mais uma vez, é preciso prestar atenção nesse detalhe para não deixar passar nada:

  • Bens numerários: todos os bens que estão disponíveis na empresa. Dinheiro disponível em caixa ou em bancos são bons exemplos de bens numerários;
  • Bens de renda: aqueles bens que foram adquiridos pela empresa para gerar renda, tais como imóveis para aluguel, participações permanentes em sociedades etc;
  • Bens fixos ou bens de capital: aqueles que têm durabilidade maior que um ano e que fazem parte da rotina operacional da empresa. Temos como exemplos: imóveis, maquinário, veículos e outros.
  • Bens de venda: os bens que a empresa possui destinados à venda. Produtos em estoque são considerados bens de venda.
  • Bens intangíveis: aqueles que não têm uma forma física, mas compõe a participação social na empresa. Marcas e patentes, direitos autorais, benfeitorias em prédios de terceiros, são bons exemplos que se enquadram nessa categoria.
  • Bens de consumo: não duráveis que são usados no processo produtivo, que ao seu final, geram despesas para a empresa. São exemplos de bens de consumo: produtos de limpeza, combustível, material de escritório etc.

Há também aqueles ativos que não estão em posse da empresa, mas pertencem à ela. Uma venda feita a prazo ilustra esse cenário. O valor total da venda pertence à empresa –e a venda já foi realizada – mas como o dinheiro ainda não está com a empresa, ele não pode ser caracterizado como um bem, mas sim como um direito.

As obrigações são bens de terceiros que a empresa utiliza. A mesma lógica dos direitos se aplica às obrigações. Se você pegou um empréstimo com um banco ou fez uma compra de fornecedor à prazo, esses são bens que você está utilizando para gerar lucro para sua empresa, mas que não te pertencem, e que você precisará devolver em algum momento. Então, ao fazer um balanço financeiro, é importante ficar atento à esse detalhe.

As informações relativas ao patrimônio são divulgadas em um demonstrativo chamado Balanço Patrimonial –feito, em geral, anualmente. Esse demonstrativo vai mostrar tudo aquilo que a empresa possui (os ativos), o quanto ela deve a terceiros (os passivos) e quanto capital foi investido na empresa (o seu patrimônio líquido).

A partir do balanço patrimonial é possível fazer um diagnóstico da saúde financeira da empresa.

De forma geral, para entender um balanço patrimonial, usamos a seguinte equação:

Bens + Direitos (ativos) – Obrigações (passivos) = Patrimônio Líquido.

Patrimônio líquido? Como assim?

O patrimônio líquido é relativo aos valores que os sócios ou acionistas possuem na empresa em questão, em um determinado momento. No Brasil, ele é dividido entre capital social, reservas de capital, ajustes de avaliação patrimonial, reservas de lucros, ações em tesouraria e prejuízos acumulados.

Mas como faço meu balanço patrimonial?

O balanço patrimonial tem como principal função fornecer um quadro preciso da contabilidade e situação financeira da empresa em um certo período. E é  feito, geralmente, todo ano. O cálculo é feito com a ajuda de uma planilha. Aqui você encontra um modelo disponibilizado gratuitamente pela Conta Azul.

Fiquei com uma dúvida: o patrimônio da minha empresa corresponde ao quanto ela vale?

Não! O patrimônio e o balanço patrimonial da sua empresa indicam o valor contábil dela, e são informações importantes para você acompanhar o desempenho da empresa e entender que rumos ela está tomando.

O valor da sua empresa, ou valuation é outra coisa. Valuation é um cálculo que te ajuda a chegar ao valor de mercado da sua empresa. Esse cálculo se baseia em algumas informações, entre elas o balanço patrimonial o fluxo de caixa e o custo de capital.

Alguma outra dica? Sim: saiba a importância da contabilidade gerencial

A contabilidade gerencial é extremamente importante para pequenas, médias e grandes empresas, pois é por meio dela que se tem controle de todas as atividades financeiras. A grande distinção entre contabilidade financeira e contabilidade gerencial é a sua amplitude.

Antigamente, um contador era responsável por desenrolar o imenso novelo de complicações burocráticas e fiscais que implica ter uma empresa no Brasil; Hoje, o responsável pela contabilidade gerencial é o profissional que detém o controle de todas as atividades financeiras, tais como empréstimos, contratações, investimentos, saídas ou entradas de sócios, declaração de impostos, controle de patrimônio e balanço patrimonial. Para saber mais, leia o artigo Contabilidade gerencial é muito mais do que calcular impostos. É informação para decidir estrategicamente.

A Endeavor é a organização líder no apoio a empreendedores de alto impacto ao redor do mundo. Presente em mais de 20 países, e com 8 escritórios em diversas regiões do Brasil.

Acreditamos que a força do exemplo é o caminho para multiplicar empreendedores que transformam o Brasil e por isso trazemos aprendizados práticos e histórias de superação de grandes nomes do empreendedorismo para que se disseminem e ajudem empreendedores a transformarem seus sonhos grandes e negócios de alto impacto.

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: