facebook
Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Pare de ignorar as redes sociais!

LoadingFavorito

Facebook, Twitter, Google+ e Pinterest deram mais voz ao consumidor. Você vai ter coragem de ignorá-lo?

Estamos em 2012 e não dá mais pra fugir do fato de que redes sociais podem ser decisivas tanto para o sucesso quanto para o fracasso de uma empresa, principalmente porque o Brasil é um dos países ao redor do globo que possui mais gente conectada, segundo pesquisa do Ibope. Uma reclamação que viralize, por exemplo, pode acabar com sua reputação, ao mesmo tempo em que uma ação de marketing surpreendente pode arrecadar milhares de fãs (veja o exemplo do Spoleto clicando nos links). Existem também ferramentas como o Google Analytics, de análise de impacto e engajamento. Com ele, é possível medir a diferença e o retorno de estar online.

“Eu não respeito empresa que não tem site. E estou chegando nesse ponto com o Twitter”, define Rafael Zatti, durante um e-Talk Endeavor no qual o tema foi crowdsourcing. A rede social do passarinho pode estar perdendo para o Facebook entre os brasileiros, mas ainda permite um canal de comunicação com o cliente de forma ágil e transparente.

“Já o Facebook, em especial, oferece provavelmente as mais poderosas ferramentas para atingir públicos específicos com seu sistema de anúncios”, aponta o consultor Brett Mackie, especialista em mídias sociais. “Eu não acredito que os dólares de uma empresa poderiam ser mais bem investidos, com a mesma eficiência e foco, do que anunciando no Facebook”.

No Brasil e no mundo, atualmente quem vem ganhando espaço também é o Pinterest – uma rede social de compartilhamento de fotos, baseada nos principais interesses e recomendações de quem usa. Sua maior base de usuários está na América Latina e, desse total, 27% são brasileiros.

“A plataforma é interessante também porque transcende as barreiras entre distintos países, mercados, línguas, e tem a capacidade de estabelecer uma comunicação sucinta entre as pessoas, semelhante ao Twitter, mas com um visual inovador, que conduz as pessoas a uma espécie de estado de descoberta: elas querem ver mais”, completa Mackie.

Quem ganhou muito com o advento das mídias sociaisfoi o cliente, que passou a ter mais voz e a unir-se com outros consumidores. “Anos atrás, você enviava a cartinha para empresa, ligava ou preenchia aquele formulário e, três, dez ou vinte dias depois ela respondia, quando respondia. Mas sua insatisfação, sua dor, ficava somente contigo”, explica Gustavo Arjones, da SocialMetrix, em um e-Talk realizado em (?),sobre atendimento ao cliente.

Não dá mais para ficar longe de seus clientes: eles estão perto da sua empresa e estão unidos. A escolha é sua entre ficar calado ou ser transparente o suficiente para ouvir e conversar com eles, seja para receber elogios, sugestões ou críticas. Lembre-se ainda de que aquele que demonstra insatisfação é quem pode ajudá-lo a melhorar cada vez mais seu produto ou serviço.

Quer saber como atender melhor seu cliente por meio das redes sociais? Assista ao e-Talk de Gustavo Arjones, da SocialMetrix:

 

Por Vinícius Victorino, com a colaboração de Carolina Pezzoni.

 

 

 

 

A Endeavor é a organização líder no apoio a empreendedores de alto impacto ao redor do mundo. Presente em mais de 20 países, e com 8 escritórios em diversas regiões do Brasil.

Acreditamos que a força do exemplo é o caminho para multiplicar empreendedores que transformam o Brasil e por isso trazemos aprendizados práticos e histórias de superação de grandes nomes do empreendedorismo para que se disseminem e ajudem empreendedores a transformarem seus sonhos grandes e negócios de alto impacto.

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: