Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Os Números Devem Refletir as Operações

LoadingFavorito

O seu contador deve ter a capacidade de absorver todo o crescimento e complexidade futura da empresa.

Ao longo dos diversos projetos que temos desenvolvido junto a empresas em diferentes estágios de maturidade, um aspecto tem se mostrado recorrente: a quase inexistência de um profissional ou de um prestador de serviço competente na área contábil. Este parece ser um pequeno detalhe diante dos desafios que o empreendedor enfrenta no seu dia a dia, mas, acredite, este tema pode se tornar uma grande dor de cabeça. Especialmente após a emissão das novas normas contábeis internacionais, que adaptaram a contabilidade brasileira ao padrão do IFRS, os profissionais desta área ficaram bastante defasados.

É extremamente frustrante ver processos se estenderem além do razoável ou mesmo não ocorrerem devido à impossibilidade de se obter números que reflitam as operações das empresas com qualidade. Isso pode ocorrer, por exemplo, em uma operação de dívida, contratação de um empréstimo, ou de capital, como a entrada de um novo sócio, investimento de um fundo de private equity ou acesso ao mercado de capitais.

Para evitar estas frustrações, aí vão algumas dicas:

1. Antes de contratar o profissional ou o prestador de serviços contábeis, faça uma pesquisa junto aos seus empregos anteriores ou carteira de clientes. Com certeza isto lhe dará uma ideia da qualidade do serviço a ser prestado.

2. Tenha a tesouraria, que é a encarregada pelos recebimentos e pagamentos, conectada com sua contabilidade. Assim, direitos e obrigações serão corretamente reconhecidos.

3. Estabeleça uma estrutura de controles internos que permita a adequada captura e registro das transações: desde a realização de uma venda até a ocorrência de uma contingência, ou o ajuizamento de uma reclamação trabalhista, por exemplo. Assim serão evitadas surpresas.

4. Acompanhe o desempenho da sua empresa por meio dos demonstrativos contábeis. Afinal, além de servirem para a apuração dos impostos, encargos etc, podem se mostrar um excelente instrumento de gestão.

5. Evite a troca rotineira deste profissional. Isto acarretará uma melhora dos seus arquivos, memória das operações, dentre outros benefícios.

E, finalmente, quando for realmente imperativa a troca deste profissional ou prestador de serviço, que seja por decorrência do aumento e complexidade das operações ou por deficiência nos serviços prestados; nunca faça a escolha considerando somente o aspecto custo. Tenha em mente que sua empresa está crescendo e, consequentemente, aumentando sua complexidade. Assim, um assessor contábil de melhor qualidade será requerido em um futuro próximo. Com isso, o assessor deverá ter a capacidade de absorver todo este crescimento e complexidade futuro, ou você será obrigado a, mais uma vez, trocar seu assessor.

E lembre-se, além de ser a base para a apuração dos impostos e encargos, sua contabilidade é um instrumento de prestação de contas aos seus sócios e parceiros!

 

Paulo Sérgio Dortas é especialista em Auditoria e Suporte a Transações.


 

Paulo Sergio Dortas conta com mais de 25 anos de experiência em auditoria financeira e em revisão e avaliação de procedimentos de controles internos para companhias globais. Sua experiência inclui ainda a liderança em projetos de due diligence para fundos de private equity eventure capital. Atualmente, Dortas foi sócio de Strategic Growth Markets (SGM) da Ernst & Young Terco, focada no desenvolvimento de oportunidades para empresas de diferentes indústrias e também no processo de abertura de capital (IPOs). O executivo é membro do Instituto dos Auditores Independentes do Brasil (IBRACON) e do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (IBEF).

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: