Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Observatório do Empreendedorismo

LoadingFavorito
Observatório do Empreendedorismo

Relatório e ferramenta online comparam o ambiente empreendedor em vários países do mundo como fonte para empreendedores, governo, imprensa e outras organizações.

A Endeavor Brasil e a empresa alemã SAP, em parceria com a UNCTAD (ONU), lançam o Observatório do Empreendedorismo. A plataforma online pretende ser a principal fonte de conhecimento sobre o ambiente empreendedor do Brasil, reunindo dados de diversos relatórios internacionais como: Banco Mundial, Global Entrepreneurship Monitor, Fórum Econômico Mundial e Organização das Nações Unidas (ONU), entre outros. O relatório disponível junto à ferramenta de visualização de dados apresenta, ainda, a visão do empreendedor sobre os desafios brasileiros e casos de melhores práticas que podem ser replicados por organizações, governos e universidades.

As análises inéditas possibilitam a observação de grandes contradições no ambiente empreendedor nacional. Enquanto o Brasil é o quarto maior mercado doméstico (ou seja, um grande mercado consumidor) dentre os dez países comparados, por exemplo, ele se posiciona em último lugar em relação à carga de regulamentação governamental. Esses dados evidenciam, assim, o quanto o empreendedor brasileiro encontra no país grandes oportunidades e, no entanto, grandes barreiras. Da mesma forma, há incoerência quando observa-se a cultura do país. O brasileiro vê o “empreendedorismo como carreira desejável” mais do que nos outros nove países comparados. No entanto, somos o terceiro pior no ranking de educação e preparo, com nota 2,4 (em uma escala de zero a dez) em “número de alunos no ensino superior”.

A partir de um software disponibilizado pela SAP, hospedado no portal Endeavor, é possível estudar a situação do Brasil em relação ao ambiente empreendedor, sugerindo quais são os pontos positivos e negativos do país. O Observatório analisa 35 indicadores, baseados nos seis eixos determinantes para se criar um país mais empreendedor, estabelecidos pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE): ambiente regulatório, mercado, acesso a capital, inovação, capacitação e cultura.

Uma empresa brasileira média gasta 2.600 horas (ou 108 dias) por ano para declarar e pagar impostos, de longe a taxa mais alta do mundo

Para estabelecer uma comparação com o Brasil, foram selecionados países com níveis similares de desenvolvimento: Rússia, Índia, China e África do Sul (representando os BRICS), somados a Chile, Argentina e México (da América Latina), além de Turquia e Estados Unidos – estes por serem referência quanto ao assunto empreendedorismo. Dessa forma, uma das visualizações possíveis é mensurar, por exemplo, qual é a intenção de empreender do brasileiro, do argentino ou de outras populações; assim como examinar quantos dias são necessários para se abrir uma empresa nos países comparáveis.

Os dados reunidos proveem de fontes diferentes que, pela primeira vez, poderão ser comparados entre si. A padronização das escalas foi um processo importante na criação da ferramenta, pois atualmente existem inúmeros dados e referências destinados a identificar os problemas do ambiente empreendedor de um país, mas estes permanecem dispersos em diferentes fontes e relatórios. Além disso, estão geralmente dissociados das soluções possíveis já criadas por formuladores de políticas públicas. Dessa forma, para facilitar a análise e comparação, os dados foram padronizados para uma escala que varia entre 0, o pior cenário possível, e 10, o melhor; e compreendem o período de 2000 a 2012.

“O Brasil tem uma das culturas mais empreendedoras do mundo, mas tem desafios enormes que impedem a criação de empresas de alto crescimento. Queremos disponibilizar em um único canal todas as informações necessárias para dar suporte a outras organizações que compartilham conosco o desejo de desenvolver o país através empreendedorismo”, diz Pamella Gonçalves, gerente da área de Pesquisa e Políticas Públicas da Endeavor. A plataforma contribui para o propósito da Endeavor de auxiliar a criação de políticas públicas direcionadas ao empreendedorismo e, assim,promover um ecossistema mais favorável a abertura e crescimento de negócios no país.

A SAP, líder mundial no mercado de software empresarial, aposta na criação de um ambiente mais favorável para que os empreendedores alcancem o sucesso. “A SAP fomenta a inovação e o empreendedorismo no Brasil e acredita que a ferramenta é uma importante fonte de informação para o empreendedor alcançar um ambiente mais favorável para o seu negócio. Por isso, estamos muito satisfeitos em participar desse projeto com a Endeavor, explica Cristiana Brito, diretora de Comunicação da SAP Southern Latin America (SoLA).

A Endeavor é a organização líder no apoio a empreendedores de alto impacto ao redor do mundo. Presente em mais de 20 países, e com 8 escritórios em diversas regiões do Brasil.

Acreditamos que a força do exemplo é o caminho para multiplicar empreendedores que transformam o Brasil e por isso trazemos aprendizados práticos e histórias de superação de grandes nomes do empreendedorismo para que se disseminem e ajudem empreendedores a transformarem seus sonhos grandes e negócios de alto impacto.

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: