facebook
Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

O que (não) fazer para sabotar sua produtividade, segundo a CIA

LoadingFavorito
O que (não) fazer para sabotar sua produtividade, segundo a CIA

O que a agência de inteligência norte-americana tem a ver com a produtividade da sua empresa? Entenda.

Sabotar os países inimigos faz parte da atribuição das agências de espionagem. Por isso, em 1944, durante a Segunda Guerra Mundial, a agência precursora da CIA (a OSS – Office of Strategic Services) criou o Manual Simples para Sabotagem de Campo (Simple Sabotage Field Manual), utilizado para treinar os espiões em técnicas simples de sabotagem de organizações.

O manual, divulgado pela CIA em 2012,  lista uma série de dicas sobre como sabotar a produtividade de uma organização, seja nas fábricas ou em reuniões. A lista impressiona por ser atemporal e por remeter a práticas reais de muitas empresas e profissionais até hoje.

O manual funciona como uma lista de “piores práticas” ou intruções anti-produtividade, como se este tipo de comportamento não ocorresse de maneira espontânea nas organizações.

Muitos não pensam desta maneira, mas postura burocrática, reuniões ineficientes, demora na tomada de decisão e maus gestores estão diretamente sabotando o sucesso da empresa.

Seja a lista da CIA e avalie se sua empresa está se sabotando

Na sessão sobre como sabotar reuniões, minimizando a sua produtividade, o manual lista estas oito dicas:

1. Insista em fazer tudo pelos “canais oficiais”. Nunca permita atalhos que possam acelerar decisões.

2. Faça “discursos”. Fale tão frequentemente quanto possível e longamente. Ilustre seus “pontos” com longos exemplos e histórias de experiências pessoais. Nunca hesite em fazer alguns comentários “patrióticos” apropriados.

3. Sempre que possível, envie todas as questões para comitês, ou “para análise mais aprofundada”. Tente fazer os comitês tão grandes quanto possível – nunca menores que  cinco pessoas.

4. Levante questões irrelevantes tão frequentemente quanto possível.

5. Barganhe sobre a redação precisa de comuncações, minutas e decisões.

6. Remeta novamente a questões decididas na última reunião e tente voltar a abrir a questão da conveniência dessa decisão.

7. Defenda “cautela”. Seja “razoável” e exorte os seus companheiros de reunião a serem “razoáveis” e a evitar a pressa que pode resultar em constrangimentos ou dificuldades mais tarde.

8. Fique preocupado com a adequação de qualquer decisão – levante a questão de se tal ação como está contemplada está dentro da jurisdição do grupo ou se pode entrar em conflito com a política de algum escalão superior.

O manual lista também dicas dicas sobre como gerentes e supervisores podem sabotar a produtividade de suas equipes. Entre elas estão:

1. Ao distribuir o trabalho, sempre atribua as tarefas de pouca importância em primeiro lugar. Garanta que o trabalho importante seja atribuído a trabalhadores ineficientes.

2. Ao treinar novos trabalhadores, dê instruções incompletas ou enganosas.

3. Para abaixar a moral e com isso, a produção, seja agradável para os trabalhadores ineficientes; dê-lhes promoções não merecidas. Discrimine os trabalhadores eficientes; injustamente reclame sobre o seu trabalho.

4. Agende reuniões quando há um trabalho mais crítico para ser feito.

Como usar o Manual para melhorar sua empresa

Uma maneira interessante de utilizar este manual é utilizá-lo como uma lista do que não fazer.  Sempre que você encontrar uma destas “piores práticas”, remeta ao manual e faça com que sua empresa pare de se sabotar.

Leia mais:

Como eu ganhei 10 horas por mês eliminando reuniões sem sentido

3 passos para se tornar um ninja da produtividade

[eBook] Criando equipes altamente produtivas

, Lean Performance, Sócio
Felipe Castro (Twitter @meetfelipe) é OKR Coach é sócio da Lean Performance, consultoria focada em ajudar empresas a construírem culturas Focadas em Resultado, Data Driven e Baseadas em Validação de Hipóteses. Felipe é Engenheiro de Computação pela PUC-Rio.

Deixe seu comentário

1 Comentário

Faça login para deixar seu comentário sobre este conteúdo
ordernar por: mais votados mais recentes
  1. alessandra serra - says:

    2 curtidas
     
    Curtir

    fantástico!!!!!!! amei….

Parceiros
Criação e desenvolvimento: