facebook
Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Plano de Negócios: tudo o que deve ter em um Business Plan

LoadingFavorito
Plano de Negócios: tudo o que deve ter em um Business Plan

Como um dos maiores aliados do empreendedor na hora de realizar a avaliação da empresa, o Plano de Negócios deve ter uma estrutura sólida, mas não existe conteúdo padrão.

Em minha coluna anterior abordei o conceito de avaliação de empresas que tem, em uma de suas metodologias básicas (rentabilidade futura, utilizando-se de fluxos de caixa projetados) um forte suporte no Plano de Negócios (“Business Plan”) da empresa. Nesta coluna, dada a importância do Plano de Negócios, desenvolverei um pouco mais o tema.

Faça o download da ferramenta: Plano de Negócios Simplificado

O Plano de Negócios é uma poderosa ferramenta gerencial para as empresas desde seu nascimento (startup) até sua maturidade. Este material tem o objetivo de “olhar para frente”, alocando recursos humanos, tecnológicos e financeiros, observando os pontos chaves, identificando as oportunidades e antecipando possíveis dificuldades. Essa ferramenta é vital para a continuidade da empresa, mesmo para aquelas que não buscam qualquer tipo de recurso financeiro, capitalização ou posicionamento de mercado. Independente do tamanho de sua empresa ou projeto é fundamental elaborar um Plano de Negócios.

MAT_ plano de negócios  - Post de link do facebook  -CTA do Porta - 740x120 copiar 3

Um Plano de Negócios bem estruturado tem por objetivo ajudar o empreendedor/ executivo a planejar e focar suas idéias, tomando as ações pensadas para sua empresa, ao mesmo tempo em que é uma ferramenta de acompanhamento e definição de metas e gerenciamento de riscos.

Existem diversas formas de elaborar um Plano de Negócios, mas não existe uma formatação única ou um padrão. A seguir, um sumário dos itens que acredito podem ser utilizados como um guia simplificado e eficaz.

  1. Sumário executivo
  2. História da empresa/ ou do projeto
  3. O produto/serviço
  4. O mercado
  5. A concorrência
  6. Marketing
  7. Manufatura e operações
  8. Equipe de gestão
  9. Resultados históricos (quando disponíveis) e projeções financeiras

O empreendedor e sua equipe devem assumir a preparação do Plano de Negócios, estabelecendo a visão geral do plano, sua aplicação, seus prazos e objetivos. Esse exercício é parte importante do planejamento estratégico das organizações que se encontram melhor estruturadas.

Ao mesmo tempo em que todo o material é importante, faço alguns comentários específicos sobre a seção de resultados históricos e projeções financeiras. Nesta seção, todos os pressupostos e os dados quantitativos apresentados em outras partes são submetidos a um teste numérico. Em outras palavras, as projeções financeiras são elaboradas com todas as estimativas de vendas da empresa, todos os custos de produção, distribuição, logística e despesas comerciais e administrativas em um resumo de tipo financeiro. Devemos elaborar as projeções financeiras para um período de três a cinco anos para que estas sirvam como orientação para a equipe de gestão sobre os objetivos da organização nesse período e também para comunicá-las a instituições financeiras ou possíveis investidores. O plano financeiro deve ser elaborado em padrões mínimos conhecidos, podendo ser mais simplificado ou detalhado de acordo com seu segmento de mercado e a qualidade das informações obtidas em toda sua pesquisa, mas em resumo conter como resultados (“output”):

Demonstrações financeiras (balanço patrimonial, demonstrativo de resultados/ lucros e perdas e fluxo de caixa) dos últimos anos (se disponível);

Projeções financeiras e fluxo de caixa para o período de três anos;

• Análises econômicas: ponto de equilíbrio, lucratividade, retorno sobre investimento, etc.

Quando houver a necessidade de recursos financeiros externos por meio de financiamento, é importante incluir em suas projeções um resumo desde a utilização até a liquidação dos recursos. Potenciais investidores e financiadores querem ver quanto recurso financeiro seu negócio irá precisar e a capacidade de pagamento e geração de valor do negócio.

Para se aprofundar mais neste conteúdo veja também:

MAT_ plano de negócios  - Post de link do facebook  -CTA do Porta - 740x120 copiar 3

, Duff & Phelps, Managing Director de Corporate Finance/M&A
Alexandre Pierantoni é Managing Director de Corporate Finance/M&A da Duff & Phelps no Brasil. Anteriormente foi sócio da Pactor Finanças Corporativas, boutique especializada em fusões e aquisições. Com mais de 20 anos de experiência na área de Corporate Finance, Alexandre desenvolveu carreira na área de M&A da PwC com atuação em transações em diversos setores e liderando as indústrias de Private Equity e Educação.

Graduado em administração de empresas na Alemanha (IHK) e ciências econômicas no Brasil, onde também concluiu, pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo da FGV MBA com especialização em finanças. Recentemente realizou cursos de especialização em negociação de empresas e liderança em Northwestern/ Kellogg e MIT, ambas nos EUA. Alexandre é membro voluntário da Endeavor no Brasil desde o ano 2001

Deixe seu comentário

1 Comentário

Faça login para deixar seu comentário sobre este conteúdo
ordernar por: mais votados mais recentes
  1. jeronimo brito jeronimo - says:

    0 curtidas
     
    Curtir

    fabricabraslumi@gmail.com.

    montei uma fabrica de fabricar esquadrias de alumínio. e preciso montar um plano de negocio . gostaria qual a dica e qual procedimento tenho que seguir. obrigado att.jeronimo Brito.