facebook
Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Aumente suas chances de receber investimento

LoadingFavorito

Saiba o que costuma arruinar o sonho de conseguir investimento e aumente as chances de sua startup acessar capital para crescer.

A chegada de novos fundos de investimento e o cenário positivo para startups com projetos inovadores não garante vida fácil para empreendedores em busca de capital. O Segundo Censo da Indústria Brasileira de Private Equity e Venture Capital, elaborado pela FGV-EAESP, a pedido da ABDI (Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial), junto a 88 organizações gestoras (60% do universo total), registra a diferença entre o número de propostas recebidas e o número de investimentos realizados.

Embora os dados usados sejam do ano de 2009, esta é uma realidade bastante atual. Foi a partir dessa percepção, inclusive, que surgiram empresas como a norte-americana EquityNet, que se propõe a acelerar o processo de financiamento das empresas por meio do conceito de equity crowdfunding – segundo o qual o empreendedor consegue o dinheiro necessário para a sua startup por meio de pequenos aportes vindos de muitos pequenos investidores.

Uma boa notícia para quem não pode esperar que esse modelo chegue ao Brasil e pretende submeter o seu projeto à análise de um fundo de venture capital é que, no último mês, o fundo norte-americano Bessemer Venture Partners anunciou que busca ativamente realizar investimentos de até US$ 50 milhões em empresas brasileiras de tecnologia.

Estão na mira do Bessemer Venture Partners, que abriu um escritório em São Paulo em 2012, empresas desenvolvedoras de software e prestadoras de serviços de tecnologia da informação, que atendam as necessidades específicas do mercado corporativo brasileiro, bem como startups de internet que buscam atender as necessidades de consumo da população. No caso das startups, o ideal é que já tenham recebido uma rodada de capital de algum fundo e estejam em busca de uma segunda, entre US$ 3 milhões e US$ 5 milhões.

Fazendo uma análise do portfólio do Bessemer, é possível consultar bons exemplos de startups que receberam investimentos, como a israelense Fiverr, um marketplace para pequenos serviços. Nela, encontra-se de tudo, até mesmo um radialista que se oferece para gravar um MP3 com a frase que você desejar, por US$ 5. Outro exemplo já conhecido, que contou com um aporte de capital do Bessemer, foi a Pinterest, plataforma que funciona como um quadro de avisos, no qual os usuários podem anexar qualquer conteúdo na internet e depois compartilhar com outros usuários.

O mesmo censo sobre a indústria brasileira de private equity e venture capital, citado no início do artigo, aponta que o principal obstáculo do processo de investimento é a dificuldade em obter informações sobre o negócio, a proposta de valor e as características do empreendedor e do seu time gerencial. Por isso, apresenta também informações que podem ajudar os empreendedores a aumentar suas chances de fazer parte do seleto grupo de 1%.

Wagner Rodrigues é responsável pelo mercado brasieliro na área de Research and Business Intelligence do TTR – Transactional Track Record

 

Wagner Rodrigues é responsável pelo mercado brasieliro na área de Research and Business Intelligence do TTR - Transactional Track Record, um serviço premium online de apoio à decisão / estratégia para investidores, empresários e assessores. Engenheiro de telecomunicações formado pela UFF - Universidade Federal Fluminense, Wagner possui um MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas - FGV RJ, um MBA executivo em Business Intelligence pela EOI Business School – Madrid e uma especialização em Gestão de Negócios Digitais pela UPM - Universidad Politécnica de Madrid. Trabalhou em empresas como IBM Brasil e Star One - Grupo Embratel.

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: