facebook
Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

O Código de Conduta Corporativa

LoadingFavorito

Ele é fundamental para pautar o padrão de conduta na empresa e deve ser o principal instrumento para eliminar dúvidas de natureza ética.

Como assegurar que todos na minha empresa tenham condutas similares diante de eventos que possam ferir princípios éticos e consequentemente trazer riscos para o meu negócio? Sem dúvida essa é uma questão que aflige muitos administradores e empresários. 

Em nosso artigo anterior, abordamos a importância de definirmos princípios e valores que devem reger os negócios, mas temos que ir além disso. Precisamos assegurar que todos na organização saibam como agir diante de eventos que possam gerar dúvidas de natureza ética, do tipo: Posso receber presentes de fornecedores? Posso contratar um parente para trabalhar no meu Depto? Posso contratar a empresa do meu pai como fornecedora? Posso exercer atividades políticas nas dependências da empresa? Posso usar o sistema de e-mail da empresa para fins particulares? E por aí vai… 

Os Códigos de Conduta Corporativa, também chamados de Código de Ética, são de fundamental importância para pautar o padrão de conduta na empresa e devem ser o principal instrumento para eliminar dúvidas de natureza ética. Portanto, ao fazer isso, eles dão segurança a todos os que trabalham na organização. Mas não basta ter o código. É necessário que se estabeleça um processo de gestão eficaz da conduta corporativa para que, no longo prazo, ela se incorpore naturalmente à cultura da organização.

Nesse sentido alguns passos são fundamentais: 1) Possuir um código escrito, de forma clara e objetiva, que abranja ao máximo os temas que possam gerar dúvidas de natureza ética; 2) Assegurar que todos na organização tenham pleno conhecimento e entendimento do código, incluindo também clientes, fornecedores e investidores; 3) Manter uma comissão de ética para orientar a conduta em relação a temas eventualmente não contemplados no código, promover o seu contínuo aprimoramento e avaliar situações de exceção; 4) Manter canal para acolher eventuais denúncias de infração ao código, com garantia de absoluto sigilo e confidencialidade; 5) Punir exemplarmente os infratores do código; 6) Manter permanentemente atividades que relembrem a importância do código e seus diversos tópicos; 7) Monitorar a conduta corporativa através de auditorias periódicas; e, principalmente, 8) Assegurar que as lideranças “vivam o código” no dia a dia e que, portanto, as condutas éticas dos líderes falem mais alto do que seus discursos. O exemplo das lideranças constitui o mais importante elemento de formação de cultura ética nas organizações. Portanto, “Walk the Talk”.

 

 

, Governance Solutions

Prof. Carlos Airton é Diretor-Presidente da Governance Solutions, empresa de consultoria e treinamento em Governança, Conselheiro de Empresas e Professor de programas de MBA da BSP- Business School de São Paulo, onde leciona disciplinas de Governança Corporativa e Governança de Tecnologia da Informação. Por mais de 2 décadas atuou como CIO de organizações internacionais e nacionais como Laboratórios Wyeth, ABB- Asea Brown Boveri e Braskem.  É bacharel de Administração de Empresas pela USP e possui MBA pelo IMD - Institute of Management Development em Lausanne- Suiça. É mentor da Endeavor desde  2003.

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: