facebook
Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Microeconomia: aprenda sobre seus clientes, demanda e preço

LoadingFavorito
Microeconomia: aprenda sobre seus clientes, demanda e preço

O que microeconomia tem a ver com seu negócio? Tudo. Ela é a ciência que estuda o comportamento de consumo e está diretamente ligada aos preços dos seus produtos

Na definição do dicionário: “microeconomia é parte da economia que estuda as características e o comportamento de cada unidade econômica (produtores e consumidores) e as relações que ocorrem entre elas (mercados)”. No dia a dia do seu negócio: microeconomia é a ciência por trás da formação dos seus preços, do entendimento do comportamento dos seus clientes, de como esses dois aspectos se relacionam com a sua oferta-demanda e das premissas do seu planejamento de marketing.

A seguir, separamos as lições básicas sobre demanda, precificação e público-alvo – temas ligados à microeconomia para te ajudar a riscar esse tema do seu check list de assuntos para googar.

Demanda: o quanto seus consumidores querem seu produto

Primeira lição da microeconomia: de forma bem direta, demanda é a quantidade de produtos ou serviços que os consumidores estão dispostos a comprar. E é ela que vai estabelecer a oferta, ou seja, o quanto você vai produzir para atender a essa quantidade.

Esta relação está diretamente ligada a diversas operações, como a gestão da cadeia de produção e operação logística, precificação de produtos, organização de estoque e planejamento de compra com fornecedores.

Fazer a projeção de demanda é muito importante para qualquer negócio. A partir dessa projeção, é possível preparar toda a operação de produção e saber, exatamente, qual será o custo de produção. Para isso, não tem segredo, você precisa ter informações precisas sobre o seu negócio.

Então, faça controle de estoque, saiba quanto você vendeu de cada produto, por quanto, em quanto tempo e quando. Quanto mais informações você tiver sobre a sua empresa e o mercado de inserção, melhor conseguirá entender como a sua demanda funciona, ajustar sua oferta e alcançar um equilíbrio.

Mas, tem um problema: a demanda é afetada por aspectos que fogem ao universo da microeconomia, como crises globais, por exemplo. Uma alternativa para lidar com essa imprevisibilidade de demanda é fazer estoque de segurança. O estoque de segurança existe e é calculado apenas para diminuir o risco de você não ter os produtos procurados pelo cliente por conta de problemas inesperados, como imprevistos com o fornecedor, atrasos na entrega, ou até uma demanda fora de previsão.

Mais demanda, mais complexidade

As empresas começam a crescer, a demanda aumenta e junto aparecem os desafios operacionais. Como produzir mais em menos tempo? Como entregar mais rápido? Fazer mais com menos é o espírito de todo bom empreendedor. Mas como você é um grande empreendedor, com certeza só de olhar para esse desafio você está fervilhando de ideias para transformá-lo em uma oportunidade. Não? Então aqui vai uma dica: invista em logística.

Quando você planeja bem a logística e o contato com fornecedores, testa novas soluções e aprimora sua cadeia de suprimentos, você está investindo em garantir uma entrega melhor para o seu cliente. Com essa postura, consegue negociar preços, prazos, condições de entrega e até alinhar ações estratégicas que beneficiem ambos.

Preço: custo de produção + margem + valor agregado

Segunda lição da microeconomia: a precificação é uma etapa crucial de todo negócio, mas também um ponto onde muitos empreendedores derrapam por não saberem quais critérios exatamente usar para definir o preço de seus produtos e serviços.

Você sabe precificar? Como se faz isso? A fórmula básica para colocar um preço é: “custo do produto + percentuais de custos + despesas fixas e variáveis + percentual de lucro = preço ”

Mas, em muitos casos essa fórmula não chega a um preço ideal. Antes de mais nada, a precificação deve ser vista e pensada como um fator estratégico da empresa. Portanto, além do seu custo, o empreendedor deve ter em mente que objetivo quer alcançar com aquele produto: penetração no mercado? Recuperação de caixa? Promoção de linha de produtos? Maximização do lucro? Diferenciação no mercado?

Outro ponto importante é que há uma (grande) diferença entre o preço do seu produto e o valor.  O preço está ligado ao custo de produção (aquela fórmula anterior), enquanto o valor é calculado a partir da análise dos benefícios que aquele produto traz, ou seja, como o seu cliente vê o seu produto.

Na percepção do valor podem ser levados em conta diferentes pontos (e isso você descobre falando com o seu consumidor) ligados a aspectos como status da marca, qualidade do produto, necessidade do cliente, inovação e exclusividade.

Os artigos Precificação: você considera o valor que o seu cliente vê no produto?  e Como o processo de precificação pode aumentar seus lucros  estão recheados de informação relevante sobre o tema.

Público alvo: você realmente conhece o seu?

O comportamento dos consumidores é outro campo de estudo da microeconomia. Para atender alguma necessidade específica de seus clientes, você tem que entender qual é essa necessidade. Então,  para ter sucesso nos negócios, você deve conhecer bem o seu público de interesse.

Só assim conseguirá oferecer aquilo que ele realmente busca, aquilo que realmente fará a diferença. Precisa conhecer a fundo o que quer seu público, quais são suas aspirações, seus desejos, seus valores; em suma, precisa ter uma ideia bem precisa do comportamento do consumidor.

Há vários recursos para te auxiliar a acompanhar de perto o comportamento do seu consumidor. Essas ferramentas são importantes para te ajudar a entender quando, porquê, como e onde eles decidem ou não pela compra de um produto ou de um serviço. Uma dica valiosa é saber que você precisa considerar o comportamento cultural, social e pessoal deles.

Bom, agora que você já passou pelos três aspectos principais da microeconomia, boa sorte no seu negócio!

A Endeavor é a organização líder no apoio a empreendedores de alto impacto ao redor do mundo. Presente em mais de 20 países, e com 8 escritórios em diversas regiões do Brasil.

Acreditamos que a força do exemplo é o caminho para multiplicar empreendedores que transformam o Brasil e por isso trazemos aprendizados práticos e histórias de superação de grandes nomes do empreendedorismo para que se disseminem e ajudem empreendedores a transformarem seus sonhos grandes e negócios de alto impacto.

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: