facebook
Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Margem bruta, líquida e de contribuição: indicadores para avaliar a rentabilidade do seu negócio

LoadingFavorito
Margem bruta, líquida e de contribuição: indicadores para avaliar a rentabilidade do seu negócio

Descubra como calcular a margem bruta, líquida e de contribuição e entenda o que esses índices te dizem sobre a saúde financeira da sua empresa

A margem de lucro é um indicador essencial para o empreendedor conhecer e dominar para poder avaliar a rentabilidade do seu negócio. Muitas vezes, o empreendedor faz uma “conta de padeiro” sobre o que faturou e o quanto sobrou no fim do mês e pensa que está lucrando. No entanto, sem calcular a margem, pode estar se enganando. Um produto pode estar “levando os outros nas costas”, mascarando uma rentabilidade negativa de outros ou um cliente pode estar fazendo o negócio perder dinheiro. Agora, há três tipos de margem de lucro: a margem bruta, a líquida e a de contribuição.  A seguir, vamos passar pelos principais pontos de cada um deles.

1. Margem bruta: o que é, por que é importante e como calcular

A margem bruta mede a rentabilidade do seu negócio, ou seja, qual a porcentagem de lucro que você ganha com cada venda. Por exemplo, se você vende seus produtos a R$40 mas gasta R$20 para colocá-los nas lojas, você está ganhando apenas R$20.

É interessante analisar sua margem pois você pode descobrir que determinado produto tem uma margem bruta muito menor do que outro, então talvez seja melhor rever sua estratégia. Agora, não significa que você deve priorizar, necessariamente, produtos com a margem mais alta. Isso é relativo dependendo da sua estratégia. Se você quiser ganhar volume ou abrir novos canais de venda, pode escolher abrir mão de margem, por exemplo. Saiba mais sobre como entender se sua margem está adequada aqui.

Além disso, a margem bruta é um dos principais fatores que um empreendedor deve considerar no momento de colocar preço no seu produto.

Agora, é importante saber que a margem bruta é um conceito diferente do de lucro. Lucro é o valor total que você ganha em cada venda, ou seja, o valor que sobra da venda de cada produto depois que você paga todas as contas envolvidas na produção e comercialização do mesmo. Atente-se que para calcular os custos, você deve considerar APENAS aqueles envolvidos diretamente na produção e venda do produto (como custo de matéria prima, frete, manutenção da fábrica) ou na execução de um serviço (salário das pessoas que executam o serviço, despesas de materiais para a execução). Não considere custos administrativos totais do negócio, impostos, etc.

Apesar de haver uma diferença, para calcular a sua margem bruta, você vai precisar calcular o seu lucro bruto.

A margem bruta = Lucro bruto/receita total x 100

Um exemplo de cálculo: 

Considere que uma empresa de ecommerce tem uma receita bruta de R$ 15.000,00.

Para executar essas vendas, é preciso descontar os custos diretamente envolvidos como R$ 4.000 de matéria prima, R$ 1.000 de frete e R$ 4.000,00 de armazenamento. Então, o lucro bruto seria  R$6.000,00.

Então, assumindo o mesmo exemplo acima, teríamos:

R$6.000 (lucro bruto) /R$15.000 (receita total) x 100 = 40% de margem bruta.

2. Margem líquida: o que é, por que é importante e como calcular

Aprofundando o conceito de margem, temos outro índice muito relevante: a margem líquida.

A margem líquida é o lucro líquido que a empresa faz para cada real em receita. Essa margem ilustra a quantidade de dinheiro que a empresa lucra a cada real de receita obtido depois de pagar todas as suas despesas e impostos.

Se a margem de lucro líquido de uma empresa for de 10, isso quer dizer que para cada 100 reais que a empresa ganha, ela tem um lucro líquido de 10 reais.

A fórmula para o cálculo da margem de lucro líquida é:

Margem líquida = Lucro líquido / Receita total x 100

Considerando o mesmo exemplo acima, para calcular a margem líquida, o empreendedor deverá subtrair as despesas e impostos incidentes no negócio. Vamos assumir que eles representarão mais R$3.000. O valor do Lucro Líquido será de R$4.000 então.

A margem líquida desse negócio será de R$4.000 (lucro líquido)/ R$15.000 Receita Total x 100 = 26%. Isso significa que a cada R$100 vendidos, a empresa lucra R$26.

3. Margem de contribuição: o que é, por que é importante e como calcular

Finalmente chegamos ao conceito de  margem de contribuição que é outro índice importante, relativo ao preço de um produto.

A margem de contribuição indica o quanto a empresa consegue gerar de recursos para pagar as despesas fixas de seus produtos e obter lucro.

Assim, a margem de contribuição é calculada da seguinte forma:

Margem de contribuição = Preço – Custos e Despesas Variáveis da venda

Se é preciso comprar o que é vendido e ainda pagar algumas despesas que só ocorrem quando se vende, como é o caso de impostos sobre a venda e das comissões dos vendedores, quanto sobra para a empresa pagar despesas fixas e ter lucro? Essa é a a resposta que a margem de contribuição traz.

Se a margem de contribuição for superior ao valor total das despesas fixas, a empresa estará gerando lucro. Se for inferior, significa prejuízo à vista.

Agora, atenção! Muitas vezes a margem de um produto equilibra a de outro. Então, é preciso olhar esses dados em conjunto para se fazer um diagnóstico da lucratividade da empresa. Ou então, uma margem de contribuição menor que as despesas fixas pode existir se estiver relacionada a alguma estratégia intencional da empresa. Por exemplo, muitas empresas de ecommerce têm o objetivo de adquirir usuários e ganhar market share e decidem não lucrar no início do negócio para que ele cresça.

Bom, agora que você já sabe o que  é margem bruta, margem líquida e margem de contribuição, já pode olhar para as finanças do seu negócio de outra forma: com um olhar mais clínico e preparado para pensar as melhores estratégias. Boa sorte!

A Endeavor é a organização líder no apoio a empreendedores de alto impacto ao redor do mundo. Presente em mais de 20 países, e com 8 escritórios em diversas regiões do Brasil.

Acreditamos que a força do exemplo é o caminho para multiplicar empreendedores que transformam o Brasil e por isso trazemos aprendizados práticos e histórias de superação de grandes nomes do empreendedorismo para que se disseminem e ajudem empreendedores a transformarem seus sonhos grandes e negócios de alto impacto.

Deixe seu comentário

2 Comentários

Faça login para deixar seu comentário sobre este conteúdo
ordernar por: mais votados mais recentes
  1. Bruno reis - says:

    0 curtidas
     
    Curtir

    Em outros artigos tenho verificado que para calcular a Margem Líquida o lucro líquido é dividido pela Receita Líquida ( Receita Bruta – Impostos). Esta correto este raciocínio?
    Grato.

  2. Thiago Diniz Moreira - says:

    0 curtidas
     
    Curtir

    Muito relevante essas diferenciações!!!

    Porém , como posso fazer essas parametrizações, quando se tem um portfólio extenso de produtos, e ainda sim de diferentes áreas???

    Como otimizar esse processo tão significativo,sendo ao mesmo tempo eficiente e eficaz??

Parceiros
Criação e desenvolvimento: