facebook
Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Investir para crescer ou crescer para investir?

LoadingFavorito

Devo me estruturar para o quanto acho que vou crescer ou é melhor esperar crescer para depois investir e me estruturar?

 

Concluídos os primeiros passos de definições e estruturação do seu negócio, o próximo grande desafio das novas empresas é o crescimento das operações. Para isso, é extremamente importante ter uma visão estratégica do negócio e ter sempre em mente em qual direção seguir.  Nesse momento, o empreendedor cairá em um complexo dilema que, em grande parte dos casos, barra a evolução de muitas empresas com potencial: quanto e quando investir para crescer. A grande dúvida é: “Devo me estruturar para o quanto eu acho que vou crescer ou é melhor não arriscar, esperando primeiro crescer para só depois investir e me estruturar?”.

Como falamos no artigo anterior, com as metas de vendas devidamente estabelecidas, elas precisam ser perseguidas por toda a equipe e devem ser encaradas como um compromisso a ser cumprido. Para não ser pego de surpresa, é preciso que a evolução dos resultados seja acompanhada de perto durante todo o ano, ou seja, siga de perto todas as etapas do processo de vendas, da geraçao de demanda, passando pela evolução do pipeline e do ciclo de vendas à efetivação dos negócios. Assim, é possível identificar rapidamente se as oportunidades geradas e que estão sendo trabalhadas estão caminhando conforme previsto. Caso isto não esteja acontecendo, você tem tempo hábil para mudar o plano e seguir outra estratégia.

Com o processo de vendas evoluindo conforme planejado, a sua companhia precisa se estruturar para superar os desafios operacionais de crescimento. Porém, a evolução da sua empresa não depende somente do aumento do volume de vendas. Os investimentos para melhorar a capacidade das suas operações e entrega, seja de serviços ou produtos, também são essenciais para o progresso. Neste contexto, os investimentos devem ser aprovados e realizados gradativamente, de forma cuidadosa. O capital para estes investimentos pode ser oriundo do lucro realizado pela empresa ou de um financiamento bancário. Esta definição dependerá dos números apresentados pelo seu negócio, cruzando o potencial de mercado, o volume de vendas realizado e a sua capacidade de entrega. Dependendo do negócio, existem áreas chaves para investimento; capacitação da equipe, expansão da produção, ações de geração de demanda, ações de fidelização de clientes são algumas delas. Uma boa alternativa para minimizar o risco dos investimentos é a terceirização de áreas não essenciais do negócio.

Na busca do crescimento, a integração e comprometimento de todas as áreas da empresa são fundamentais. Afinal, o acompanhamento das vendas, o processo de criação de novas oportunidades, a estruturação operacional e a avaliação da capacidade de investimento andam juntas. A troca de informações entre as áreas cria sinergias, gera melhorias e previne possíveis problemas. Com esta engrenagem funcionando bem não será difícil saber o momento certo de investir. 

 

Carlos André é vice-presidente geral para a América Latina da Informatica Corporation, fornecedora líder e independente de soluções de software de integração de dados.

, Loyalty Sci, Cofundador & CEO
Carlos André é cofundador e CEO da LoyaltySci, uma empresa voltada para a criação e estruturação de programas de lealdade e engajamento. Antes da fundação da companhia, Carlos André atuou como vice-presidente da Tibco para a América Latina entre 2013 e 2015. Por 1 ano, ele foi presidente da Software AG para a região. André ainda foi VP da Informatica Corporation por 6 anos e liderou empresas como Peoplesoft Brazil, AT&T Latin America e Oracle do Brasil, onde atuou entre 1995 e 2000.

Deixe seu comentário

3 Comentários

Faça login para deixar seu comentário sobre este conteúdo
ordernar por: mais votados mais recentes
  1. 1 curtidas
     
    Curtir

    Acredito que investir é fundamental para crescer. É isto que diferencia os negócios de sucesso dos negócios estagnados ou falidos. A empresa nunca pode estar abaixo do nível do seu público-alvo. Se o empresário espera crescer para só então passar uma imagem de respeito ao mercado, sua empresa já está fadado ao fracasso.

  2. Ronaldo Barros - says:

    3 curtidas
     
    Curtir

    Após ler o artigo, sinceramente continuei com a mesma dúvida. Ou seja, tudo é um grande “depende”?

    1. Edgar Kaiser - says:

      1 curtidas
       
      Curtir

      Ronaldo, entendo que seja necessário criar uma base sólida acima de tudo antes de tomar qualquer decisão, ou seja, corra riscos calculados, tenha o máximo de informações possível antes de tomar qualquer decisão, como foi apresentado no texto, existem formas de fazer o negócio crescer (vendas) sem grandes investimentos, até que este se torne sustentável o suficiente para diminuição dos riscos.

Parceiros
Criação e desenvolvimento: