facebook
Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Como o intraempreendedorismo pode impulsionar a inovação em sua empresa

LoadingFavorito
intraempreendedorismo-certo

O intraempreendedorismo é algo que vem sendo cada vez mais práticado pelas empresas, mas será que seu negócio tem o melhor ambiente para essa tática?

 As empresas estão constantemente em busca da inovação e de um diferencial para ampliar a sua vantagem competitiva. Com um olhar atento para dentro da organização, muitas delas encontram, entre seus colaboradores, a vontade e  competência para tanto. Esse é o perfil dos intraempreendedores, colaboradores que buscam, criam e implementam ideias, possuem capacidade diferenciada de analisar cenários e de encontrar oportunidades.

O intraempreendedorismo influencia diretamente na satisfação do colaborador, auxiliando ainda na retenção de talentos, otimização de recursos e manutenção do capital intelectual. É possível afirmar ainda que essa modalidade de empreendedorismo pode estar condicionada a três aspectos: o perfil dos colaboradores, o ambiente e a cultura organizacional e, finalmente, o papel da liderança.

Para fomentar o intraempreendedorismo nas organizações, gestores devem estar atentos aos colaboradores que se destacam pela vontade de inovar e de fazer parte de algo maior. A geração Y costuma ter papel preponderante nesse contexto, pois são pessoas sedentas por criar, buscar novidades e não costumam permanecer engajados em rotinas extremamente burocráticas e repetitivas.

Na Involves, temos o engajamento desse público como um desafio diário e, felizmente, nossa rotatividade é baixa, sobretudo em decorrência da “liberdade sem libertinagem” que buscamos propiciar a eles. Além de reconhecer as conquistas coletivas e individuais, essa geração também precisa de desafios e de ter sempre clara a expectativa de crescimento da carreira dentro da empresa.

A motivação dos colaboradores para incentivar o intraempreendedorismo está intimamente relacionada à cultura organizacional da empresa. Ou seja, é preciso investir na criação de um ambiente favorável, adotar a postura, proposta por Peter Senge, de organizações que aprendem, nas quais “as pessoas aprimoram continuamente suas capacidades para criar o futuro que realmente gostariam de ver surgir”. É importante considerar que, em uma empresa de cultura fechada, burocrática, em que as pessoas são “fazedoras de processos“, as conquistas pessoais estarão sempre distantes, por mais inovador e criativo que um profissional seja.

Na construção da cultura organizacional favorável ao intraempreendedorismo, também tem papel chave os grandes líderes, aqueles que exercem a liderança legítima, baseada no exemplo. Esses colaboradores representam e servem à equipe, direcionando os objetivos individuais para que sejam comuns ao time.

Na Involves, todos os trimestres cada time se reúne e define os objetivos individuais e coletivos, que extrapolem a rotina diária e que rendam algo diferente do trabalho habitual. Além de conquistarmos uma equipe alinhada, geramos um ciclo virtuoso, em que cada pessoa reconhece os objetivos e as conquistas dos colegas.

Os benefícios mútuos do fomento ao intraempreendedorismo não devem ser ignorados por gestores e colaboradores e, portanto, acredito que a construção de uma cultura favorável deve ser prioridade. É evidente que algumas características das novas empresas de tecnologia, como a flexibilidade de horários e a remuneração variável são bastante facilitadoras, mas não há receita pronta e o ideal é não tentar imitar a empresa X ou Y.

A verdade é que cada organização deve encontrar o seu caminho, estabelecendo pequenas práticas que façam com que as pessoas sintam-se parte das conquistas coletivas e que incentivem o comportamento intraempreendedor. E como fomentar a cultura intraempreendedora? Comece desde já:

1) Aplique uma pesquisa de clima com seu time. Pergunte aos colaboradores o quanto eles se sentem verdadeiramente donos do seu papel na empresa. E, principalmente, peça sugestões de como eles poderiam ter maior autonomia. Mas lembre-se, de nada adianta ouvi-los se você não for colocar a mão na massa e mudar os pontos levantados.

2) Procure no seu time as pessoas com perfil chave para disseminar a cultura intraempreendedora, eles serão os “Capitães” do empreendedorismo. Reúna essas pessoas para uma roda de debates, mas tenha cuidado, não desmereça aqueles que não forem convidados para o grupo. Afinal, dentro de uma empresa, o que faz o seu sucesso é a união do seu time e não a sua segregação.

3) Crie um canal aberto de ideias com todo o time. Utilize uma ferramenta visível, como cartazes e post-its disponíveis nas paredes. Mais que isso, incentive-os a utilizar essas ferramentas, faça com que eles entendam a razão de estarem ali.

4) Crie um funil de ideias. Ressalte as ideias do time que tiveram uma continuidade. Mostre quais estão em andamento e quais foram implementadas, isso ajudará a colocar todo o time na mesma página.

5) Leia muito sobre melhoria contínua! Aplique o PDCA, ferramenta da qualidade utilizada no controle do processo para a solução de problemas, na sua empresa. Utilize uma ferramenta que incentive o time a discutir objetivos de curto prazo, como os OKRs (sigla para Objetives  and Keys Results). Cada indivíduo precisa saber em qual direção seguir, além da sua rotina de trabalho diária.

6) Analise periodicamente o seu papel. Você é um chefe ou um líder? Você sabe como ser um bom líder? Você distribui broncas ou mapeia planos de desenvolvimento individuais? Você é inspirador? Você é admirado pelo seu time? Você realmente faz parte do time? Elimine os seus luxos e coloque-se no mesmo patamar do seu time. Por que só você tem uma sala separada do time? Se você não está com o seu time, você não faz parte dele.

7) Convide pessoas inspiradoras de outros lugares para palestrarem na empresa. Isso é importante para que todos tenham uma visão além das paredes da organização.

8) Implante um Programa de Participação nos Lucros e Resultados. Você prefere ter 100% de uma fatia pequena do bolo ou 70% do bolo inteiro? O PPLR reconhece financeiramente os resultados de todo o time, mas também existem outras formas de recompensa, escolha a que melhor se encaixa com o perfil da sua empresa! Se quiser se aprofundar no assunto, que tal o nosso E-book sobre Remuneração Variável ?

9) Seja audacioso. Estipule, junto ao time, metas de crescimento relevantes. A maioria das empresas é apenas “levada pela maré”. Passam-se anos, e a empresa continua igual. Reinvente a empresa todos os anos e utilize os objetivos para guiar essa constante inovação.

10) Delegue, delegue, delegue, delegue e delegue. Um líder centralizador simplesmente mata a cultura intraempreendedora. Você deve ser um mentor para o time. É claro que você vai pegar junto no cabo da enxada, afinal, como empreendedor você é um grande trabalhador. Mas, se você não olhar pelo time, o time vai procurar seu caminho no vizinho (ou na concorrência).

Leia também:

3 mitos sobre liderança que atrapalham o empreendedor

As armas da persuasão

Como o tempo livre dos seus funcionários pode mudar sua empresa

, Involves, Administrador
André Krummenauer tem 29 anos e nasceu em Ibirama (SC). É administrador de empresas pela UDESC/ESAG. Estudou trade marketing na prática em grandes empresas no Brasil e no exterior, durante projetos de implantação do software Agile Promoter. Trabalha com gestão de pessoas, estratégia empresarial, processos organizacionais e empreendedorismo.

Deixe seu comentário

1 Comentário

Faça login para deixar seu comentário sobre este conteúdo
ordernar por: mais votados mais recentes
  1. 0 curtidas
     
    Curtir

    Show André!!!

    Tenho fortes convicções nisto que foi mencionado.

Parceiros
Criação e desenvolvimento: