facebook
Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Casca grossa: como empresas com Founder’s Mentality se destacam

LoadingFavorito
Casca grossa: como empresas com Founder’s Mentality se destacam

Mas o que é Founder’s Mentality? Entenda como você pode ser o grande diferencial de sua empresa.

As empresas com melhores desempenhos no mundo hoje têm retornos acima da média, ganham rápida participação no mercado, mantêm sua vantagem competitiva por um longo tempo e criam empregos em um mundo que precisa desesperadamente deles. E quatro dentre cinco dessas empresas têm elementos claros que as impulsionam, os quais podem ser associados a algo especial ligado aos seus fundadores (ainda em atividade, ou não): a Founder’s Mentality (ou a mentalidade do fundador) – aquelas forças e valores do empreendedor que formam uma cultura organizacional que, de alguma forma, sobrevive e persiste, definindo o que fez aquela empresa especial em como ela compete, ou excelente em como ela se comporta.

Durante os últimos anos, meu co-líder na prática de Estratégia Global da Bain, Jimmy Allen, e eu, realizamos mais de 450 reuniões e workshops em mais de 50 países, na nossa busca pelo que torna essas empresas especiais, duradouras e exemplos. Nós identificamos um conjunto de comportamentos que chamamos de Founder’s Mentality, que definem de uma maneira pura os atributos dessas empresas.

À medida que examinávamos esses atributos, o que nos impressionou foi uma característica “casca grossa”, uma espécie de característica diferencial, às vezes até um pouco exagerada, que, de tão forte e autêntica, coloca essas empresas na liderança.

Isto é, as empresas realmente grandes e duradouras frequentemente têm uma incrível e imbatível característica que corre como um fio áureo pela cultura, identidade e vantagem competitiva delas.

Isso me lembra o tênis profissional: todos têm as chances e a habilidade de ganhar a qualquer dia, graças a técnicas modernas que elevam as habilidades básicas de todos. Mas os realmente grandes sempre parecem ter pelo menos uma dimensão que parece estabelecer um novo patamar — o topspin de direita do Nadal, o cérebro estratégico do Federer, o voleio do McEnroe, a esquerda da Graf e o saque da Serena Williams.

Nós vemos um fenômeno parecido nas grandes empresas que têm Founder’s Mentality. Enquanto a maioria das empresas mantém certos níveis básicos de eficiência operacional e financeira, empresas com Founder’s Mentality se destacam com comportamentos mais incisivos:

1- Cabeça de dono

Um dos comportamentos das grandes empresas com Founder’s Mentality é que elas tratam o dinheiro como se fosse delas, o que afeta como elas lidam com custo, risco e reinvestimento no negócio. Nós enxergamos isso como uma força exagerada em empresas pelo mundo todo. É o caso da América Móvil, do México, onde os princípios fundamentais do Presidente Emérito CEO Carlos Slim incluem colocar todos os ganhos de volta no negócio. Encontramos isso nos princípios de investimento de Warren Buffet, na Berkshire Hathaway, nos Estados Unidos. E vemos isso também na AB InBev, a maior empresa de cerveja do mundo, onde a Founder’s Mentality que criou a AmBev no Brasil está incorporada nos princípios fundamentais da empresa: “Nós somos uma empresa de donos. Donos cuidam dos resultados pessoalmente”. Esses são pontos verdadeiramente “casca grossa”.

Leia mais: Cabeça de dono: 4 lições do CEO global da Heinz

2- Foco na linha de frente

Outro ponto de destaque dentre essas empresas é o foco que elas têm na linha de frente do negócio, seus detalhes, a valorização dos empregados na linha de frente e a insaciável sede por satisfazer o cliente. Nós vemos isso na rede de hotéis Oberoi na Índia, onde o Presidente Executivo Prithvi Raj Singh Oberoi se importa com cada detalhe, do comprimento da calça do manobrista até a sinalização do espaço. E um dos exemplos mais impressionantes foi quando o CEO Howard Schultz retornou para a Starbucks para ajudar a restaurar a empresa. Um de seus primeiros grandes atos foi fechar 7.100 lojas por várias horas para retreinar os baristas (uma ação que a maioria das corporações hesitaria em realizar, por medo do impacto financeiro).

3- Visão de longo prazo

O terceiro comportamento inerente a uma empresa com Founder’s Mentality — e aquele que produz os outros dois — é a poderosa compreensão de um objetivo de longo prazo, uma visão e um senso único da razão para a existência do negócio. Anos depois de fundada, a IKEA ainda conserva seu modelo especial de envolver clientes para trazer boa mobília para as massas. Antes de renunciar como Presidente do Tata Group, Ratan Tata enfatizou a perspectiva e os valores de longo prazo em seu último discurso para seus top 500 gerentes. E esse senso único de propósito é o que os fundadores do Twitter enfatizaram como uma motivação principal da empresa, em uma discussão reveladora que aconteceu no Endeavor Entrepeneur Summit de 2013.

Essas características “casca-grossa” superam homogeneidade quase toda vez. Elas criam diferenciação e paixão em um mundo onde as forças da entropia e institucionalização empurram para o lado contrário. A analogia que vem à mente é que, nos primórdios da mineração de diamantes, os amoladores eram mais duros que os de hoje, com baixo rendimento de produção, mas geravam uma maior frequência de diamantes incríveis, grandes e eternos. À medida que as minas de diamante se tornaram mais corporativas, os amoladores receberam um ajuste fino para produzir uma maior quantidade de diamantes, mas poucos deles grandes e eternos, como eram os diamantes em sua época aura.

Nos negócios, grandes empresas são como aqueles grandes, únicos diamantes. E nós vemos um crescente reconhecimento da importância da Founder’s Mentality nisso. Autenticidade e as características mais casca grossa estão em ascendência, enquanto a mediocridade dos amoladores de ajuste fino está começando a perder espaço.

Artigo originalmente publicado no blog da Bain & Company

Leia mais:

3 coisas que sua empresa pode aprender com uma garrafa de água

Mas o senhor já combinou tudo isso com os russos?

[eBook] Liderança Inspiradora: como inovar na gestão de pessoas

, Bain & Company, Diretor
Chris Zook é diretor da Bain & Company e co-lidera a prática global de estratégia da Bain.

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: