facebook
Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Folhetagem: Conte aos Vizinhos que Você Existe

LoadingFavorito

Para evitar ser um ilustre desconhecido em seu próprio território, utilize a velha prática da folhetagem.

Lojistas e prestadores de serviços ficam surpresos quando constatam que apesar de estabelecidos por anos seguidos em determinados bairros, muitos dos moradores locais e até vizinhos jamais os perceberam e vão buscar produtos e serviços semelhantes em outros bairros ou cidades. Uma das causas é porque nos esquecemos de contar à vizinhança que existimos e estamos à mão. Você sabe me contar onde posso encontrar os serviços de um chaveiro, borracheiro, mecânico ou a localização de uma escola ou cantina perto da sua casa? Se tiver o costume de andar a pé, passeando com o seu cão, poderá nos dizer, mas se só anda de carro vai ser difícil. Somos assim, não prestamos atenção no que nos é familiar.

Para não passar pela surpresa de se descobrir como um ilustre desconhecido em seu próprio território, utilize a velha e batida prática da folhetagem. Apesar de vivermos a era dos e-mails e do marketing, a distribuição de folhetos é ainda uma maneira eficiente, econômica, prática, abrangente e pontual de promover e realizar vendas.

Conheço uma pequena empresa na área de reforma de estofados que divulga seus serviços há décadas só fazendo folhetagem. Quando o movimento começa a declinar, um funcionário sai de casa em casa e vai deixando folhetos. Nem bem ele voltou à base já há interessados ligando para solicitar serviços.

E como deve ser um folheto de boa qualidade? Em primeiro lugar, o texto deve ser sintético e bem explicativo. Não perca tempo com introduções longas e vá direto ao assunto, concentrando-se em apenas uma ou duas ideias centrais. Certifique-se de que colocou todas as informações necessárias: endereço – com mapa se for necessário –  horários de atendimento, telefones, e-mail, blogs, sites, preços, condições de pagamento e as vantagens dos seus produtos ou serviços. Se tiver estacionamento ou convênio, diga onde fica. Não queira ser engraçadinho com piadas fora de contexto e ocasião, nem use dizeres religiosos, não se meta em política partidária e tenha cuidado com temas sobre futebol ou sexo – isso não é hora.

Para distribuir folhetos em lugares públicos, em algumas cidades deve-se pedir autorização na prefeitura. Nos grandes centros urbanos já existem profissionais qualificados em realizar este tipo de trabalho. Normalmente alguém que monitora um grupo de entregadores levando-os aos locais escolhidos, confere se o trabalho está sendo bem feito e presta conta do que fez. Se você for utilizá-los, peça referências a quem já usou o serviço, caso contrário poderá encontrar seus folhetos jogados por aí, ou dezenas numa só caixa de correio. É claro que, como em qualquer tipo de comunicação de massa, pode haver desperdício, mas os resultados alcançados por uma folheteria bem feita e distribuída sempre compensam. Outra forma de distribuí-los é encartando em jornais e revistas. Uma boa dica é encartá-los nas revistas dos clubes sociais. Negocie sempre, jamais aceite a primeira oferta e não tenha receio em tentar baixar o preço para um terço da proposta; pode ser que dê certo.

Eloi Zanetti é Consultor e palestrante em marketing, comunicação corporativa e vendas.

, Consultor em Marketing e Comunicação
Consultor e palestrante em marketing, comunicação corporativa e vendas. Foi diretor de comunicação do Bamerindus (1979 a 1989). Criador das campanhas O Tempo Passa o Tempo Voa…, Gente que Faz, o Banco da Nossa Terra, entre outras. Na ocasião inovou também a comunicação interna do Banco. Premiado dezenas de vezes. Foi diretor de marketing de O Boticário(1989 a 2000). Idealizador da linha de comunicação da empresa. Pioneira no marketing de relacionamento no Brasil. Primeira empresa a implantar ouvidoria e uma das primeiras em CRMs. Criador do conceito e da implantação da Fundação Boticário de Proteção a Natureza. Estabeleceu os padrões de comunicação da empresa, levando-a a ocupar uma das mais cobiçadas posições de marca no país.
eloizanetti.com.br/blog
twitter.com/eloizanetti

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: