As perspectivas do Banco Central para o ambiente de negócios no Brasil

Endeavor Brasil
Endeavor Brasil

A Endeavor é a organização líder no apoio a empreendedores de alto impacto ao redor do mundo. Presente em mais de 30 países, e com 8 escritórios em diversas regiões do Brasil.

Bancos já não são mais castelos fortificados—é preciso estimular a competição e a inovação.

Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central, se diz um fanático por tecnologia.

Desde que assumiu o cargo, em fevereiro de 2019, um de seus desafios tem sido mudar a mentalidade tradicional dentro do BC. Afirma precisar convencer as pessoas de que “o mercado futuro está em uma mudança exponencial e que a gente precisa acompanhar e inovar”, conta.

Segundo ele, os pilares que antes sustentavam bancos como instituições poderosas precisam ser atacados. Isso não só para que eles mesmos sobrevivam, como também para aumentar a competição do mercado.

Entre esses pilares, ele cita:

Roberto acredita que a transformação é positiva, e pretende dar ainda mais espaço para fintechs e empresas menores, para melhorar o acesso e a experiência dos clientes.

“Por muito tempo buscamos soluções públicas para problemas privados, agora chegou a hora de encontrarmos soluções privadas para problemas públicos”, disse.

Em maio, ele anunciou o lançamento da Agenda BC#, que procura aliar inovação tecnológica ao crescimento do país e incentivar o aumento da participação do setor privado na economia. Estruturada em quatro dimensões (inclusão, competitividade, transparência e educação financeira), ela guiará o trabalho do BC pelos próximos anos.

Confira no vídeo a conversa de Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central, com Camilla Junqueira, diretora-geral da Endeavor Brasil, no Scale-up Summit 2019.