Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Quer manter a gestão nos eixos? Mantenha as finanças corporativas em ordem

LoadingFavorito
Quer manter a gestão nos eixos? Mantenha as finanças corporativas em ordem

Exercer o controle das finanças corporativas é determinante para você chegar aonde quer. Veja aqui como fazer isso

Você já deve ter ouvido falar ou lido em algum lugar que a gestão financeira é o coração de um empreendimento. Que é por meio dela que se fornece o suprimento para todas as áreas, e que seu mau funcionamento pode comprometer gravemente o desempenho dos negócios. E é muito provável que você já tenha percebido, na prática, o quanto a analogia é verdadeira: cuidar bem das finanças corporativas da sua empresa equivale a mantê-la sempre saudável, e pronta para os desafios que o mercado impuser.

Sim, o assunto finanças corporativas é tão importante assim. É fundamental que você, como o principal responsável pela gestão do seu negócio, esteja devidamente capacitado para mantê-las em ordem. É indispensável que, na qualidade de cérebro, você consiga promover o funcionamento perfeito do coração – ou que ao menos tenha alguém de confiança para fazer isso. E o objetivo deste artigo é te ajudar nesta tarefa vital.

Mas o que são as finanças corporativas?

A definição formal diz que a área é responsável por tomar todas as decisões financeiras a respeito de um negócio, utilizando as ferramentas e análises necessárias para isto. Tem como principais objetivos maximizar a valorização da empresa e, simultaneamente, administrar os riscos financeiros existentes.

No fundo, dizem respeito a todos os aspectos das finanças do seu empreendimento.

Não se trata só de contas a pagar e a receber?

De jeito nenhum – isso era lá nos anos 80, 90. Desde então, o mercado vem passando por várias transformações econômicas e tecnológicas: a inflação foi (teoricamente) controlada, a moeda se estabilizou, o Brasil se abriu para o mundo e a internet transformou praticamente tudo.

Este contexto obriga a sua empresa a tomar uma postura mais competitiva para se destacar. E a gestão das finanças corporativas é crucial para isso. É algo que vai muito além de simples departamentos de “contas a pagar e receber”, que a informatização otimizou, sendo substituídos por programas.

Hoje, os departamentos de finanças desempenham tarefas estratégicas em uma gestão como apoiar decisões de precificação, otimização de custos, mudanças na estrutura de capital, entre outras. Este artigo sobre contabilidade gerencial demonstra a importância de você encarar a administração das suas finanças como uma preciosa fonte de informações para tomar decisões.

A própria figura do gerente financeiro e do gerente-contador, muito mais proativas e participativas do que o contador clássico ou do profissional mais operacional de uma área financeira, é a prova de que as finanças corporativas devem ser tratadas com prioridade em qualquer gestão.

Alguma dica para melhorar a gestão das finanças corporativas da minha empresa?

Claro,  elaboramos uma pequena lista com dicas e sugestões para uma boa gestão da área:

Primeiro passo: planejamento estratégico

Definir com clareza sua missão e seus objetivos é essencial para embasar o seu plano financeiro. Pois é a partir deste planejamento que você poderá avaliar quais caminhos estratégicos trilhar até o crescimento e a rentabilidade. O ideal é que o plano estratégico seja transformado em números para ser aprovado por todos os gestores em conjunto.

A estratégia está desenhada? Hora do plano tático

O plano tático é o orçamento. É quanto vai custar colocar em prática o planejamento estratégico. Por isso, você deve quantificar detalhadamente esse plano, transformando-o em orçamentos mensais de receitas e despesas. Também deve realizar uma projeção do Fluxo de Caixa da sua empresa, para conseguir identificar as melhores formas de financiar as necessidades de capital de giro.

Examinando essas projeções financeiras, você poderá avaliar se o desempenho previsto está em linha com as metas gerais e com as expectativas. Por meio de demonstrações financeiras projetadas, é possível identificar as diversas alternativas de investimento e de crescimento. E você também poderá buscar formas melhorar a rentabilidade e o caixa.

Outras tarefas críticas neste momento são a definição da estratégia de preços e a decisão sobre quais projetos podem melhorar a rentabilidade de cada produto.

Acompanhe de perto e não tenha medo de corrigir a rota

Monitorá-la com regularidade – de preferência mensal – é fundamental para avaliar se os resultados estão de acordo com o planejado. Por isso, procure realizar o fechamento sempre nos primeiros dias do mês subsequente.

Neste fechamento, você deve analisar os resultados mensais e compará-los com aqueles previstos no orçamento. Caso ocorram desvios, deve propor ações de correção, uma vez que é este controle que vai garantir que o trem se mantenha nos trilhos, e veloz.

Avalie sempre a rentabilidade

Outro ponto crucial da gestão das finanças corporativas é o acompanhamento da rentabilidade. Procure avaliar, ao menos duas vezes por ano, se os seus produtos ou serviços se mantêm rentáveis. Não são raros os casos em que uma organização descobre que produtos, vendedores e clientes estão dando prejuízo.

Tenha um controle de todo o dinheiro que entra e sai da empresa

Um problema recorrente de empreendedores é que, com o passar do tempo, eles acabam perdendo a percepção, e consideram a situação financeira de uma forma diferente daquela real. Isso é um tremendo risco, e deve ser evitado por meio do controle de todo o dinheiro que entra, da classificação de quais são as saídas e do acompanhamento exato de quanto a empresa está gastando.

Separe o que é o seu gasto do que é o gasto da empresa

Misturar as finanças pessoais e corporativas também é um perigo imenso. Por isso, é essencial que você se organize bem, estabelecendo regras em relação a quais são as suas despesas e quais são da empresa.

Buscar ferramentas que agilizam e facilitam o controle

É absolutamente normal que você não tenha condições de contratar alguém para cuidar da gestão de suas finanças corporativas no começo. E felizmente há uma série de ferramentas que te auxiliam neste sentido, como o ContaAzul e o NiboSão ferramentas de gestão de tempo, produtividade, sistema de gestão, fáceis de utilizar e que te auxiliam a manter o controle financeiro em ordem. Mas uma vez que o negócio cresça, considere contratar um gestor e/ou montar uma equipe que possa monitorar de perto sua gestão financeira.

Onde posso me informar mais sobre finanças corporativas?

Neste artigo, você encontra um guia básico para elaborar um planejamento financeiro.

E este traz 9 segredos sobre gestão financeira que você precisa conhecer.

A Endeavor é a organização líder no apoio a empreendedores de alto impacto ao redor do mundo. Presente em mais de 20 países, e com 8 escritórios em diversas regiões do Brasil.

Acreditamos que a força do exemplo é o caminho para multiplicar empreendedores que transformam o Brasil e por isso trazemos aprendizados práticos e histórias de superação de grandes nomes do empreendedorismo para que se disseminem e ajudem empreendedores a transformarem seus sonhos grandes e negócios de alto impacto.

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: