O Plano B combina mesmo com você?

Pedro Janot
Pedro Janot

Pedro Janot o começou a carreira como comprador da Mesbla, passando pelas Lojas Americanas. Logo em seguida, assumiu posições comerciais na Richards e se tornou diretor geral no turnaround do projeto de expansão da marca. Sua experiência o levou a CEO da Zara no Brasil em 1998, a vice-presidência da área de não alimentos pelo grupo Pão de Açúcar e a CEO da Azul Linhas Aéreas. No final de 2012 passou a se dedicar a repassar seus conhecimentos de gestão, liderança e inovação em palestras e artigos ministradas por todo país. Atualmente é mentor e conselheiro, e atua no terceiro setor em entidades privadas e de capital aberto.

Empreender em tempos de crise é sempre o plano B para quem está na corda bamba ou acaba de ser demitido, mas o que é importante considerar nessa empreitada?

Muitos amigos meus e, certamente, muitos seus, enquanto tentam uma recolocação – que no mercado atual pode ser mais demorada ou menos promissora – me consultam sobre abrir o próprio negócio.

Esse é um papo para muitas horas. Mas, em geral, sigo uma linha de pensamento que é fundamental:

Você tem a personalidade de um empreendedor? Ou é só uma solução de momento?

Essa resposta guia a tomada de decisão porque é preciso que as características prevaleçam, já que qualquer novo business é uma jornada de herói. E o que a gente está dizendo aqui a ciência comprova.

Um novo relatório da Truity Psychometrics mostrou que 13,5% das pessoas com a personalidade que eles classificam com as características de extrovertida, intuitiva, reflexiva e perceptiva, se declaram empreendedores. A explicação? Estudos da neurociência indicam que níveis de extroversão estão relacionados com a forma que o o cérebro processa a dopamina. Extrovertidos têm uma resposta maior, o que se conclui como uma propensão maior ao risco, segundo publicado na Business Insider.

Qual a sua disposição e suporte para arriscar? Falhar faz parte do processo e lidar com o sucesso também. É uma jornada de herói e normalmente se demora por volta de dois anos para fechar o primeiro ciclo de bons resultados. Você está pronto?

Leia mais:

7 dicas fundamentais para empreender no Brasil

As palavras que empreendedores de verdade nunca dizem

Os 4 erros mais perigosos para startups