Poit Energia


"Muitas vezes temos ótimas idéias de novos negócios, mas aí descobrimos que já existem outras pessoas fazendo aquilo. O segredo da Poit Energia foi ter voltado os seus olhos e ouvidos para os clientes, identificando suas necessidades e então oferecendo um pacote de serviços que atendesse a demanda", diz o engenheiro elétrico Wilson Poit, criador da Poit Energia, a maior locadora de infraestrutura temporária do Brasil. O diferencial entre a Poit Energia e as demais locadoras é que ela não disponibiliza apenas geradores de energia, mas uma série de outros equipamentos auxiliares, além de suporte técnico altamente especializado. Em 2011, registrava uma frota de mais de 1.300 geradores que equivale a cerca de 350MW, e mais de 450 colaboradores. Com crescimento médio de 40% ao ano, tinha operações 14 localidades no Brasil, além de Chile, Argentina e Peru. Em 2008, parte da companhia foi vendida ao fundo BRZ, interessado em levar a empresa à bolsa. A empresa registrou, em 2011, receitas de R$ 132 milhões e lucro operacional em torno de 20%. No mesmo ano, Poit começou negociações com a Aggreko, líder global do setor, e anunciou em março de 2012 a venda por mais de R$400 milhões, colocando a empresa dentro de um grupo internacional capaz de impulsionar ainda mais o alcance e a qualidade dos serviços prestados.

Principais resultados