Sobre a Empresa

Nas primeiras 48 horas, o Neon recebeu mais de 5 mil pedidos de abertura de conta. Ali estava o indício de que o problema que ele viveu também era uma dor de outros brasileiros. Durante os últimos quatro anos, o Neon foi pioneiro em diversas inovações relacionadas à digitalização dos serviços financeiros. A abertura da conta digital 100% remota, a biometria facial para contas digitais, transferência de dinheiro pela Siri do iPhone, e até a criação de um sistema inteligente que transfere os centavos restantes de uma transação em investimento, o arredondamento. Em 2019, além do aporte de R$ 400 milhões da sua série C, o Neon adquiriu também a MEI Fácil, startup de gestão para microempreendedores, em um movimento de se posicionar também como banco digital para pequenos negócios. Dessa forma, ele se aproxima da visão de ser uma plataforma one-stop-shop para serviços financeiros digitais a todos os brasileiros. Todos, mesmo. Essa visão é tão clara na mente de Pedro que, para ele, o sucesso do Neon só vai se realizar no dia em que os brasileiros não sofrerem mais com taxas de bancos abusivas. Mesmo com um time tão grande, um negócio de alto crescimento e tendo captado quase R$ 500 milhões com alguns dos maiores fundos do Brasil, como Monashees e General Atlantic, o sonho é ainda maior. É do tamanho do mercado. Gigantesco.

Ano de Fundação
2016
Segmento
Fintech
Ano Apoio Endeavor
2020

Empreendedores nesse negócio: