Nefrocare


A Nefrocare é hoje a maior rede de clínicas independentes do Brasil, atendendo quase 2000 pacientes renais crônicos dentro de suas unidades. Reconhecido por diversos órgãos internacionais pela sua exclência e empreendedorismo, a Nefrocare tem como missão promover e desenvolver soluções para saúde renal, com qualidade, segurança e eficiência, visando o bem estar social. O crescente número de doentes renais já tornou o Brasil o terceiro maior mercado de hemodiálise do mundo. O número de novos pacientes cresce 9% ao ano e, apesar do forte crescimento, estimativas apontam que, dos 150 mil brasileiros que precisam fazer hemodiálise, apenas 90 mil estão em tratamento. No Brasil, o Sistema Único de Saúde (SUS) custeia quase 90% dos pacientes e se encontra presente em mais de 95% dos centros de terapia renal. A diálise consome quase 10% do orçamento do Ministério da Saúde, mas, devido à forte demanda, faltam recursos e o reembolso real do SUS é cada vez mais negativo. Por esses motivos, o setor vive em crise. A primeira clínica Nefrocare foi aberta em Santa Bárbara D’ Oeste, em 2003. Desde então, Watari comprou outras cinco clínicas e construiu mais quatro. Assim, a empresa tornou-se a maior rede de diálise independente do país. “Atualmente, temos 500 funcionários e faturamento anual de R$ 35 milhões”, afirma Watari. Devido ao seu tamanho, a Nefrocare tem uma série de vantagens competitivas. Consegue, por exemplo, negociar melhores preços com os fornecedores – uma máquina de diálise custa por volta de R$ 44 mil. Quando fecha a compra de pacotes com várias dessas máquinas, a Nefrocare consegue baixar o preço da unidade para R$ 25 mil. Watari também mantém um bom relacionamento com o governo brasileiro, graças ao trabalho desenvolvido para a Japan International Cooperation Agency (JICA), entidade japonesa que investiu mais de US$ 10 bilhões para ajudar países em desenvolvimento. Consultor da organização, em 2006 Watari empreendeu melhorias, tais como a construção e gestão de clínica de diálise, centro de cirurgia cardíaca e imagiologia no sistema de saúde angolano. Seu objetivo, agora, é melhorar a imagem das clínicas de diálise perante o poder público do Brasil, de modo a estabelecer parcerias. Outro objetivo da empresa é atuar internacionalmente, em mercados aonde as gigantes americanas e européias ainda não chegaram, como os demais países da América Latina, África e, claro, o próprio Japão.

Principais resultados