Movile


Ainda quando os celulares não possuíam cores e tinha telas minúsculas, em meados de 2000, os empreendedores tiveram a visão de longo prazo e sonharam grande. Conduziram, então, pesquisas sobre os aplicativos para celulares mais populares no Japão, na Europa e nos Estados Unidos, a fim de identificar mercados promissores no Brasil. Eles viram que a área de entretenimento, especificamente a de jogos, era a que mais tinha apelo entre o público jovem – principal consumidor de aparelhos e serviços de telefonia móvel. Nos seus primeiros anos de atividade, um projeto, em especial, foi decisivo para colocar a empresa no cenário nacional como um das principais empresas de software para celular. "Um jogo extremamente simples, porém com grande apelo para os donos de celulares mais simples: um quiz (perguntas e respostas) utilizando apenas a tecnologia SMS (torpedo) com conteúdos de grandes empresas de mídia, como a Editora Abril”, afirma Marcelo. Mais de 10 milhões de pessoas participaram do jogo ao longo de cinco anos, o que chamou a atenção de outros mercados na América Latina. Atualmente a Movile é a maior e mais completa empresa de serviços para celulares da América Latina. A empresa é resultante da fusão entre duas empresas originadas nas incubadoras da PUC-RJ e Unicamp. Em 2008 recebeu aporte do grupo sul-africano MIH/Naspers e segue com a aposta de que a Internet do futuro será acessada majoritariamente pelo celular. Por isso, trabalha desenvolvendo serviços de interatividade baseados em mensagens de texto, downloads (aplicativos, músicas, jogos, vídeos e imagens), marketing móvel, entretenimento e plataformas de uso corporativo. Tudo na ponta dos dedos. Desde o final de 2010, com a consolidação da Movile como a principal empresa do segmento no mercado latino americano, Marcelo Sales e Rafael Duton passaram a se dedicar também a criar os próximos produtos disruptivos no mercado digital na América Latina. Criaram, assim, a aceleradora digital 21212 e como sócios fundadores da Movile participam de suas atividades através de seu Conselho de acionistas.