Geekie


Se duas pessoas não aprendem da mesma forma, por que ensinamos da mesma forma? Apenas metade dos alunos que ingressam no ensino médio conclui os estudos. Dos que concluem, 80% têm desempenho abaixo do esperado em matemática e português. O diagnóstico tem a ver com a forma que o conteúdo é passado nas escolas, que às vezes mais parecem fábricas: a divisão é feita de acordo com data de fabricação e o processo é todo padronizado, para que depois passem por uma prova. Só que cada aluno tem seu próprio ritmo, suas próprias fraquezas e vantagens. A proposta da Geekie é que, em vez do aluno precisar se encaixar no currículo, o currículo possa se moldar às suas necessidades. Com base no conceito de ensino adaptativo, eles criariam uma tecnologia que utiliza big data, sistemas de auto-aprendizagem – ou seja, que observam padrões para “ensinar melhor” – e uma plataforma web que pudesse personalizar o processo para cada estudante. Para cumprir essa promessa, a Geekie hoje tem três produtos, que podem ser acessados por administradores, professores e alunos, do computador ou do celular, da escola ou de casa. Com média de crescimento superior a 260% a cada ano, a Geekie já impactou mais de 3 milhões de alunos. E esse é só o começo!