Sobre a Empresa

Se hoje os dados são o novo petróleo, em 2002 Big Data era algo tão intangível quanto o gás natural. Mas foi nessa época que Daniel e Leonardo enxergaram a oportunidade de usar tecnologia de leitura de text e data mining para fazer o monitoramento e análise de inteligência de mercado de empresas de telecomunicações, bancos e até e-commerces. A virada do modelo de negócios aconteceu em 2012, depois de uma visita ao Vale do Silício. O contato com negócios escaláveis, globais e inovadores fez os dois empreendedores abrirem mão da estabilidade do serviço de consultoria que ofereciam para criar um produto de Software as a Service. De todas as possibilidades, os empreendedores decidiram se especializar em soluções de Inteligência de Dados para Marketing e Vendas. Na prática, o cliente é atraído por um Killer App, ou seja, um dos serviços da plataforma como monitoramento de mídia espontânea, gestão do ROI de mídia paga ou de vendas para o governo. A partir disso, o trabalho de Customer Success é focado em treinar o usuário a explorar a plataforma para descobrir os outros Killer Apps e novas possibilidades de uso, ampliando o up-selling da ferramenta. A estratégia funcionou tão bem que a scale-up passou a crescer 50% a cada ano, desde 2017, chegando em 70 clientes. Além disso, a receita recorrente mensal cresceu 150% com o foco no up-sell dos serviços da plataforma. Apesar dos gráficos positivos, para Leonardo, o sonho grande é ainda maior. "Se você observar a relação entre Lifetime Value e CAC (Custo de Aquisição do Cliente), vai reparar que a média ideal é que o LTV seja três vezes maior que o CAC. O nosso é 11 vezes maior. Esse número é maravilhoso, mas indica também que estamos deixando dinheiro na mesa. Se tivermos mais lenha para investir em Marketing e Vendas, vamos crescer em uma velocidade mais rápida, chegando a dobrar de tamanho todo ano."

Ano de Fundação
2003
Segmento
Tecnologia
Ano Apoio Endeavor
2018

Empreendedores nesse negócio: