Akiyama


A biometria é uma das grandes tendências na identificação civil e criminal. A Akiyama, empresa nascida em Curitiba em 2005, é uma das companhias nacionais que mais se destacam no setor. A empresa desenvolveu um sistema que coleta e analisa impressões digitais sem a necessidade de um papiloscopista (profissional especializado nessa tarefa). Graças à interface simples e inteligível, a ferramenta pode ser usada por qualquer pessoa, sem treinamento prévio. Isso torna o procedimento até dez vezes mais rápido e três vezes mais barato. Até 2007, a Akiyama apenas distribuía componentes eletrônicos de fabricantes internacionais, atuando principalmente em soluções de controle de ponto e acesso. Quando o Detran-PR deu início a um projeto de identificação dos candidatos à carteira de habilitação, dentro das auto-escolas do Estado, a Akiyama voltou seu foco para a identificação biométrica. Foi aí que nasceu o novo sistema. “Sempre tivemos a inovação como nosso foco, tanto para produtos como para os negócios e esse projeto surgiu num momento em que já estávamos colocando no mercado uma novidade que atendia uma necessidade pública, que é o aumento da segurança das informações relacionadas à identificação das pessoas”, comenta Ismael Akiyama. Com isso, a Akiyama ganhou credenciais para integrar a Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia em Identificação Digital (ABRID) e logo conquistou vários clientes de peso, entre eles o Governo Federal. A empresa de Ismael está por trás do Registro de Identificação Civil (RIC), um dos maiores projetos de cadastramento civil do mundo. Atualmente, a empresa possui uma carteira com aproximadamente 1.300 clientes e 70 funcionários.

Principais resultados