Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

A Confiança do Empreendedor Brasileiro

LoadingFavorito

Confiança geral do empresário brasileiro teve leve queda em quase todos os setores. Mas o que isso muda para você, empreendedor?

O Índice de Confiança do Empresário de Pequenos e Médios Negócios no Brasil (IC-PMN), realizado nesta semana pelo Insper e pelo Banco Santander, indicou que o setor de indústrias está mais otimista para o terceiro trimestre de 2012, com um total de 76,1 pontos, em uma escala de 100. Já no setor de serviços, a confiança caiu um pouco (de 75,6 para 74,1), assim como no comércio (de 74,6 para 73,7).

Com o resultado, a indústria tornou-se a área mais confiante na economia. Entretanto, o índice geral sofreu alta em relação ao mesmo período do ano passado, na época de 72,3 e, agora, 74,1.

“O crescimento em si da economia não tem tanto impacto para o pequeno e o médio empresário, porque ele deve começar em um nicho. É muito melhor encontrar um nicho específico, que esteja crescendo, não tenha competitividade alta, no qual ele tenha capacidade de ser escalável”, define Marcos Simões, diretor de Serviços a Empreendedores da Endeavor Brasil.

Crédito: 15º IC-PMN Santander/Insper

No entanto, Marcos crê que o empreendedor que não tem escalabilidade ou presta serviços a grandes organizações tem motivos para ficar atento. “Se o seu cliente, que é a grande empresa, perde confiança – geralmente por causa dos rumos da economia mundial – você também perde”.

A pesquisa ainda revelou que 36,2% dos empresários de pequenos e médios negócios no Brasil ainda deve aumentar consideravelmente a utilização do crédito nos próximos três meses. “Se você está focado na população em geral, por mais que a economia brasileira não cresça a ritmo chinês, a classe C continua consumindo cada vez mais e a população em geral também. Então, a confiabilidade não é fator determinante para o sucesso do seu negócio”, conclui.

Em relação ao futuro da economia, o otimismo caiu 4,10%, a maior queda do índice. Na análise por região, o Nordeste foi o único cuja confiança cresceu, passando de 74,8 para 75,2 neste trimestre. A maior queda foi registrada na região Norte, de 3,42%. A área menos otimista do país é o Sul, que também sofreu queda de 2,09%.

Crédito: 15º IC-PMN Santander/Insper

Por Vinícius Victorino, da equipe de Cultura Empreendedora – Endeavor Brasil.

* Pesquisa e imagens: Insper/Santander

 

A Endeavor é a organização líder no apoio a empreendedores de alto impacto ao redor do mundo. Presente em mais de 20 países, e com 8 escritórios em diversas regiões do Brasil.

Acreditamos que a força do exemplo é o caminho para multiplicar empreendedores que transformam o Brasil e por isso trazemos aprendizados práticos e histórias de superação de grandes nomes do empreendedorismo para que se disseminem e ajudem empreendedores a transformarem seus sonhos grandes e negócios de alto impacto.

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: