facebook
Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Empreender com Paixão – de Keynes a Jobs

LoadingFavorito

O empreendedor, acima de tudo, tem um problema a resolver; o resto simplesmente não importa!

Definir “empreendedor” é tarefa das mais ingratas, mas de alta relevância.  Atualmente, gosto muito de uma definição bastante simples.  Se um executivo competente é o que maximiza o rendimento dos recursos disponíveis, um empreendedor competente é o que alcança um objetivo minimizando a utilização de recursos, independente de sua disponibilidade inicial.  O empreendedor, acima de tudo, tem um problema a resolver; o resto simplesmente não importa!

No inicio do projeto, somos motivados por nossos sonhos e não enxergamos barreiras que não possam ser superadas por nosso esforço e competência.  Alguns meses depois, quando zarpamos do porto das ideias e enfrentamos os mares bravios da execução, percebemos que aquilo que imaginávamos de início nem sempre (aliás, quase nunca) funciona perfeitamente.  Seguimos em frente ou mudamos nossos planos?

Empreendedores são criaturas obstinadas – e assim devem ser.  Porém, a linha que separa o confiante do cabeçudo é tênue.  A paixão pela solução concebida pode cegar o empreendedor para a verdade dos fatos.  O grande economista John Maynard Keynes, questionado sobre uma importante mudança de postura sobre política monetária, teria dito “Quando os fatos mudam, eu mudo de ideia. E você, meu senhor, o que faz?” Quando a realidade derruba nossas hipóteses iniciais, ajustar as velas pode ser um sinal de inteligência, não de fraqueza.

Podemos, em certos casos, perceber que a solução criada é boa, mas para um objetivo diferente do que imaginávamos.  Vale lembrar que o Viagra foi originalmente desenvolvido para melhorar a circulação sanguínea.  Mesmo assim, trata-se de aprender com evidências e focar na solução de problemas reais.

Exceções, como sempre, existem.  Steve Jobs nos mostrou que ignorar o que os outros enxergam e expressam pode ser a única maneira de realmente revolucionar o mundo.  Mas é difícil não considerá-lo uma exceção.

Empreendedores são movidos por paixão.  Encontram um desafio e não sossegam enquanto não o superam.  A tentação de apaixonar-se pela própria ideia, porém, é grande, e pode desviar o empreendedor do seu real objetivo.   O empreendedor, acima de tudo, tem um problema a resolver; o resto simplesmente não importa!

Maco Perlman é fundador e CEO da Digipix.

 


 

Marco Perlman estudou na Stanford University, onde se formou em Economia e obteve um mestrado em Engenharia Industrial.  De volta ao Brasil, foi consultor de empresas, primeiro como associate na McKinsey & Company e depois como gerente de projetos na Gradus Management Consultants.  Em seguida, trabalhou com private equity e venture capital na GP Investimentos.  Em 2004, cedeu ao instinto empreendedor e fundou a Digipix.  É mentor e voluntário da Endeavor desde 2000.

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: