Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Empreendedorismo em família

LoadingFavorito

O que as mães dos empreendedores têm a ensinar? Em homenagem ao Dia das Mães, conversamos com Jaqueline, mãe de Marcus e Alexandre Hadade, da Arizona, para conhecer a sua versão sobre o empreendedorismo e a vida. Conheça essa história.

Quando tivemos a ideia de fazer uma matéria especial para o Dia das Mães, que trouxesse o relato de algumas mães de empreendedores, não imaginávamos como a ideia seria recebida. Em parte pelo duplo filtro de agenda, do empreendedor e de sua mãe, em parte por uma possível resistência em compartilhar histórias íntimas da família. O resultado não poderia ter sido mais legítimo: a proposta despertou uma certa surpresa – geralmente proporcional ao seu grau de ineditismo – e, acima de tudo, respostas verdadeiras e emocionadas.

O primeiro contato que fizemos com uma das “candidatas” à pauta revelou, logo de cara, o que viria pelo caminho: “Sim, claro, seria um prazer atendê-la. Apenas não agora, que tenho que levar minha neta para a aula de piano”. Tudo bem, marcamos para um próximo momento, como é de costume em qualquer caso de entrevista. Agendamos, portanto, um horário para o dia seguinte. Também não deu certo a segunda tentativa. Depois vim a saber que o marido tinha tido um mal-estar, e ela se pôs atenta à sua recuperação. Na terceira ou quarta ligação, surgiram o supermercado e mais alguns compromissos que já não cabem citar aqui.

A essa altura, diante das seguidas investidas frustradas com a mãe-entrevistada, comecei a reconhecer alguns traços nada incomuns com boa parte dos empreendedores: uma agenda atribulada e, ao mesmo tempo, uma forte intenção em colaborar. Por fim, ela achou melhor me encontrar pessoalmente – afinal, mães de empreendedores podem preferir meios de comunicação mais pessoais do que o Skype –, e colocou a sua casa à disposição para me receber como se eu fosse uma velha conhecida.

Durante a conversa, Jaqueline Hadade, mãe de Marcus e Alexandre, os empreendedores da Arizona, revelou, de forma delicada, histórias, valores e características particulares a cada um deles, que, reunidos em um relato tipicamente materno, resultam em uma rica história de empreendedorismo em família.

A madame nunca vai aprender

Lembrou-se, por exemplo, de quando teve de decidir se assumia ou não uma empresa. Casada, com três filhos pequenos e uma casa para cuidar, sem nunca ter estudado nada relacionado à administração de empresas, Jaqueline ouviu uma sugestão do marido para que passasse a cuidar de uma gráfica, criada para servir ao negócio principal da família, a Cineral, e que estava no vermelho, prestes a ser fechada. Mesmo com o pé atrás, cheia de medos e dúvidas, ela não recusou o convite de imediato, e começou, todas as tardes, a ir até a empresa para observar o trabalho.

Ficou uns meses nisso até que, um dia, ela soube que um funcionário havia dito o seguinte: “A madame nunca vai aprender isso aqui”. “Aquilo pegou dentro”, descreveu Jaqueline, “Cheguei em casa naquela noite e falei para o meu marido: ‘Dô, pode dispensar o gerente que eu vou tocar a gráfica daqui para frente’”. Em pouco tempo, levando pilhas de papeis para fazer os orçamentos à noite, em casa, Jaqueline tirou a gráfica do vermelho e aprendeu “na raça” – como ela própria brinca. A decisão durou 20 anos.

Quando Alexandre tinha 20 e poucos anos, ele decidiu fazer uma viagem para estudar na Austrália. Na volta, disse ao pai que não queria mais trabalhar na empresa da família, onde naquela altura trabalhavam todos os filhos, que aquilo não era o que queria para a sua vida, que gostaria de ter um emprego na área financeira. “Foi um choque”, contou Jaqueline. “Mas respeitamos a vontade dele”. Seu pai sugeriu apenas que, enquanto estivesse procurando emprego, fizesse os contatos através da gráfica.

“Ele se apaixonou de um jeito!”, relembra a mãe. “Envolveu-se tanto com o negócio que chegava a dormir nas pilhas de papel, a empresa já começou a crescer, ele informatizou tudo, colocou um professor do meu lado para me ensinar a fazer os orçamentos na mão… Fez uma revolução em tão pouco tempo ali!”

O que importa

“Mãe, eu voltei pela família. Lá é um outro mundo, mas nós somos muito ligados”, disse Alexandre ao voltar de sua temporada no exterior. Emocionada, Jaqueline contou que o sentimento neste momento foi: “Fizemos alguma coisa certa”.

“Demos a liberdade total para nossos filhos fazerem o que precisavam fazer, e eles sempre puderam contar com a nossa ajuda. Tiveram o apoio do pai empresário, a quem recorriam sempre que tinham dúvidas. Como eu faço isso, como eu faço aquilo. O pai podia não estar junto, mas sempre esteve atento, na retaguarda”, relata, lembrando a influência paterna na trajetória empreendedora dos filhos.

O vínculo duradouro entre as pessoas é um dos exemplos mais marcantes de Jaqueline. Além disso, ela valoriza também a presença. “O pai deles tinha vida agitada, empresa, vida pública. Mas quando ele estava em casa, era uma atenção tão grande aos meninos, que acho que isso cobria toda a falta. Fim de semana era deles por completo. Íamos para o sítio, enfim, tivemos uma vida muito próxima deles”, recorda.

Como toda mãe, Jaqueline fala com saudades de um tempo que parecia mais tranquilo, faz questão de ressaltar o valor de cada um na família (além de Marcus e Alexandre, lembra a presença de Luciana no trio) e reluta em dar prioridade para si mesma no relato. Filha de mãe armena e pai descendente de italianos, ela expressa, com uma humildade característica, a sua admiração por aqueles que começam uma vida nova em um lugar nunca antes conhecido, sem notar que ela própria construiu uma família – que cresce em número e amor – a partir de um fiozinho de oportunidade. Sem nunca dizer que não para a família.

 

Acompanhe a programação do Portal para conhecer, em breve, outras mães de nossos empreendedores.

 

Por Carolina Pezzoni, editora do Portal Endeavor.

 

A Endeavor é a organização líder no apoio a empreendedores de alto impacto ao redor do mundo. Presente em mais de 20 países, e com 8 escritórios em diversas regiões do Brasil.

Acreditamos que a força do exemplo é o caminho para multiplicar empreendedores que transformam o Brasil e por isso trazemos aprendizados práticos e histórias de superação de grandes nomes do empreendedorismo para que se disseminem e ajudem empreendedores a transformarem seus sonhos grandes e negócios de alto impacto.

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: