Sobre o Empreendedor

Eduardo Vanzak

Na casa de Lohran Schmidt e de Eduardo Vanzak, a referência de empreendedorismo é feminina. Apesar de só se conhecerem na faculdade, os dois tiveram uma infância bastante parecida. Eduardo cresceu em meio à confecção de roupas de sua mãe até fundar, aos 14 anos, sua própria loja. O empreendedor era tão inventivo que chegou a registrar mais de 200 nomes de futuros negócios que um dia poderia ter.

Os dois se conheceram pelos corredores do Ibmec em Belo Horizonte. Cursavam Administração à noite, mas empreendiam desde sempre. Na época, Lohran tocava a própria agência de marketing digital e Eduardo empreendia uma marca online de vestidos. Sem sócios, os empreendedores tinham uma série de desafios, mas ninguém com quem conversar. Foi assim que a amizade cresceu.

Enquanto a cidade inteira dormia, eles passavam madrugadas trocando experiências e conversando sobre os desafios de cada negócio. Era uma mentoria mútua, quando eles ainda nem conheciam o significado dessa palavra. Quando decidiram criar a própria empresa, a habilidade de inventar bons nomes de Eduardo fez toda diferença. Em meio ao brainstorming, ele lembrou de um dos nomes que tinha registrado há um tempo e se encaixaria perfeitamente com a proposta que tinham. Um nome de batismo que já existia antes mesmo de a empresa nascer. Assim nasceu a Desinchá. Um nome que provoca um sorriso de canto para quem é fã de trocadilhos e posiciona a marca no ponto exato, distante dos competidores, mas bem perto dos consumidores.

Sobre a Empresa

Na busca por uma oportunidade de negócio, a ideia da Desinchá surgiu na pausa para o almoço. Em meio a um mercado global de grande potencial, de chás, o produto precisaria construir um novo hábito no Brasil. No mundo, o chá é a segunda bebida mais consumida, apesar de o Brasil representar apenas 1% do mercado global. Para muitos, isso poderia ser um sinal de que o mercado nacional não tem interesse no produto. Mas para Eduardo e Lohran, era sinal de que encontraram um oceano azul. Os empreendedores entenderam que o chá poderia ser ponto de partida para mudanças ainda maiores na saúde e estilo de vida. No primeiro ano, foram 1,5 milhão de chás vendidos. Já em 2019, chegaram à marca de 4 milhões. Hoje, a Desinchá é uma das principais referências de marca com presença digital no Brasil. Além do chá original, o crescimento também veio com a expansão da linha de produtos. Tanto de novos sabores como Piña Colada, Pitaya com Blueberry e uma versão noturna para sono tranquilo. Mas também de outras verticais. No ano passado, eles lançaram uma linha de cosméticos com os mesmos extratos naturais para cuidado com a pele e também uma academia online com cursos para construção de hábitos saudáveis envolvendo alimentação, ioga e exercícios.

Ano de Fundação
2017
Segmento
Food & Beverage
Ano Apoio Endeavor
2019

Outros empreendedores nesse negócio: