Sobre o Empreendedor

Claudio Sassaki

Claudio Sassaki sempre foi bom aluno, muito por influência de sua família e da cultura japonesa. No ensino médio, começou a se dedicar mais à natação e ao tênis e acabou ficando muito ausente por conta dos campeonatos em que participava. Quando o vestibular começou a se aproximar, precisou tirar o atraso. Resultado? Foi aprovado em duas das melhores universidades do país e passou a dividir seu tempo entre elas: Engenharia na USP e Administração de Empresas na FGV.

Em pouco tempo, no entanto, Sassaki percebeu que aquilo não era para ele. Não da forma que o conteúdo era passado. O pai não gostou nada da decisão do filho em prestar um novo vestibular, quanto mais para arquitetura e urbanismo. Para seguir nesse caminho, o jovem precisaria dar um jeito de se sustentar e, por isso, foi dar aulas particulares. Ensinava tudo, de matemática a ilustração, complementando ainda como instrutor de tênis aos sábados, o que lhe despertou uma paixão por ajudar as pessoas a atingirem seu potencial.

Graduado, Sassaki acabou indo trabalhar no mercado financeiro. Por 10 anos esteve no Credit Suisse, alcançando a posição de vice-presidente, nos Estados Unidos. Foi lá que conheceu Eduardo Bontempo, administrador por formação, que viria a ser seu sócio algum tempo depois. Acontece que, discutindo os enormes gargalos no sistema de ensino brasileiro, os dois resolveram fazer, eles mesmos, a mudança acontecer.

Assim nascia a Geekie, uma startup que combina tecnologia com o conceito de ensino adaptativo para aumentar o desempenho de alunos do país inteiro e garantir educação para todos e para cada um.

Sobre a Empresa

Se duas pessoas não aprendem da mesma forma, por que ensinamos da mesma forma?

Apenas metade dos alunos que ingressam no ensino médio conclui os estudos. Dos que concluem, 80% têm desempenho abaixo do esperado em matemática e português.

O diagnóstico tem a ver com a forma que o conteúdo é passado nas escolas, que às vezes mais parecem fábricas: a divisão é feita de acordo com data de fabricação e o processo é todo padronizado, para que depois passem por uma prova. Só que cada aluno tem seu próprio ritmo, suas próprias fraquezas e vantagens.

A proposta da Geekie é que, em vez do aluno precisar se encaixar no currículo, o currículo possa se moldar às suas necessidades. Com base no conceito de ensino adaptativo, eles criariam uma tecnologia que utiliza big data, sistemas de auto-aprendizagem – ou seja, que observam padrões para “ensinar melhor” – e uma plataforma web que pudesse personalizar o processo para cada estudante.

Para cumprir essa promessa, a Geekie hoje tem três produtos, que podem ser acessados por administradores, professores e alunos, do computador ou do celular, da escola ou de casa. Com média de crescimento superior a 260% a cada ano, a Geekie já impactou mais de 3 milhões de alunos. E esse é só o começo!

Ano de Fundação
2011
Segmento
Educação
Ano Apoio Endeavor
2016

Outros empreendedores nesse negócio: