Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

E você, como gostaria de ser demitido?

LoadingFavorito

Se você estivesse no lugar de seu funcionário, o que você gostaria que seus diretores levassem em consideração na hora da sua demissão?

Imagine a seguinte situação: os dirigentes da empresa onde você trabalha reúnem-se para decidir sobre sua demissão. Como você gostaria que este processo fosse conduzido, da reflexão sobre a decisão até a comunicação?

Esta questão surgiu-me depois de um insólito almoço. Estava sozinho na praça de alimentação de um grande shopping em São Paulo. Na mesa ao lado, três executivos discutiam abertamente a decisão. Falavam tão alto que eu em segundos já sabia o nome do profissional a ser desligado, seu cargo e – claro – a empresa onde trabalhava. A evolução do diálogo me cortou o apetite:

Bem, sabemos que o Diego é bom, mas tá difícil bancar seu nome “lá em cima” – disse um deles, logo depois de pedir o sal.

Estes caras do comitê executivo… implicam com todo mundo! Assim fica complicado!

Pois é… o problema é que gastaremos muito tempo tentando mostrar a eles que o cara é bom! E que todo o time confia muito nele. Não sei se vale a pena… vamos nos desgastar muito. Talvez seja melhor alguém que possa jogar melhor politicamente.

– Sim, alguém até indicado por um deles… quem sabe…

– Ótimo! Decidido. Vamos mandá-lo embora nesta sexta. Me passe o ketchup.

– Mas o que vamos dizer para o Diego?

– Problemas de performance. Vamos dizer que suas entregas não corresponderam…

– Mas o cara foi destaque na avaliação de desempenho nos últimos 2 anos!!! Como vamos dar esta desculpa?? –disse um deles alarmado, com a boca infestada de batata frita.

– Puts… tinha me esquecido deste detalhe. Então vamos justificar redução de custos!

– Mas ele saberá que o substituímos por outra pessoa. Essa não vai colar…

– É… tem razão…

Uns segundos de silêncio cederam espaço para grandes goles de refrigerante. Tive receio de que meu fígado pedisse a palavra e participasse da “reunião”. Foi quando um deles terminou com a pausa e com a conversa:

– Bem, hoje é quarta-feira. Até sexta pensarei numa boa justificativa. Vamos pegar sobremesa?

Confesso a você, amigo leitor, que nos minutos seguintes fiquei de baixo astral. Não conheço o Diego, não sei nada sobre ele, sua vida, carreira e família. Mas ele não ficaria feliz em saber como seu destino foi decido.

Mais tarde, já “digerido” aquele almoço, pesou-me a missão de ampliar a consciência de empreendedores e líderes em geral sobre atitudes capazes de engajar – ou desengajar – seus times. Nossas decisões impactam as pessoas que são desligadas, mas causam também forte abalo sobre os que ficam. Um recado claro é passado neste momento a respeito de como a empresa enxerga as pessoas, as relações, a qualidade da conversa e como constrói – ou destrói – a confiança.

Este é um momento especialmente desafiador para as empresas reforçarem seus vínculos com colaboradores. Episódios como este guardam muito aprendizado sobre como não lidar com nossos times. Trata-se, certamente, da contramão quando a meta é alcançar nível superior de comprometimento e resultados de nossas equipes.

 

Rogério Chér foi diretor corporativo de RH na Natura e hoje é sócio da Empreender Vida e Carreira.

 

Confira mais de Rogério Chér:
O que importa é o caráter
Na dúvida, não contrate
Gestão de jovens talentos (vídeo)

 

 

 

 

, Empreender Vida e Carreira, Sócio
Rogério Chér é sócio da Empreender Vida e Carreira. Na DBM do Brasil atuou como Consultor de Carreira, coordenou o Núcleo de Empreendedores e foi Vice Presidente de Operações para América Latina. Chér foi Diretor Corporativo de RH da Natura e é professor da FAAP nas disciplinas de Formação de Empreendedores e Comportamento Organizacional. Também atua como professor nos cursos da FGV sobre Empreendedorismo e Criação de Novos Negócios. É autor de livros sobre Empreendedorismo e Gestão, cujo último título lançado chama-se "Empreendedorismo na Veia - Um aprendizado constante". Como conferencista participou de eventos, em dezenas de cidades Brasileiras, ministrando palestras em Instituições e empresas de diversos segmentos como: GS&MD - Gouvêa de Souza, ADCOS, Íntegra Medical, DBM, Queiroz  Galvão, Prefeitura de São Paulo - Secretaria da Saúde, Pieracciani, Faex Transportes, BR Construtora, Amcham, UFMG, Sebrae, Blue TreeHotels, Endeavor, FAAP, Insper, FGV, entre outras.

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: