facebook
Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

E-commerce no ar? Procure um especialista

LoadingFavorito

No começo, trazer o conhecimento de uma empresa especializada para dentro de casa pode ser melhor do que contratar um profissional logo de saída.

Se você acabou de colocar um novo e-commerce no ar, precisa divulgar e não sabe por onde começar, a resposta está logo a seguir: “Procure um especialista”.

Segundo o e-bit, em 2013 serão R$ 28 bi de faturamento no e-commerce brasileiro e 20% deste montante virá de lojas novas longtail, que exploram nichos do comércio.

Apesar da frase acima parecer um anúncio clichê, há um aprendizado importante por trás dele. Muitas empresas iniciam suas jornadas na Internet e, por restrição de investimento, optam por ter uma operação de Marketing de Aquisição dentro de casa. Esta solução, que parece ser boa no curto prazo, traz problemas grandes no longo.

O mais óbvio deles – e o que todos pensam primeiro – é a rotatividade dos profissionais do setor. Todos sabem como profissionais de Marketing Digital são disputados. Uma pesquisa da revista Exame revelou que o Marketing Digital apareceu sete vezes entre as 30 profissões mais promissoras de 2013. A Veja.com publicou um levantamento com empresas de e-commerce que estão contratando e mostrou que, em 65% dos casos, os candidatos são despreparados para ocupar as vagas abertas.

Imagine então como é a retenção deste profissional dentro de uma startup. Além de altos salários, o cargo de diretor tem que vir após alguns poucos meses de trabalho. Lembre-se que a Geração Y quer ser “estratégica” e não “operacional”.

Mas talvez o mais importante ponto a se pensar é o quanto vale trazer o aprendizado de uma empresa especializada para dentro de casa. Ao contratar um profissional de Marketing Digital para uma startup, os empreendedores acabam tendo uma visão única e pessoal dos seus canais de aquisição. Em alguns casos, o empreendedor de Internet já vem deste mercado e, portanto, já tem a base necessária para contratar um profissional. Porém, na maioria das vezes, a ideia do e-commerce vem de uma oportunidade de mercado ou de uma experiência anterior em um setor específico.

Na minha visão, contratar um único profissional de marketing para cuidar dos canais de aquisição do e-commerce é o mesmo que contratar um encanador conhecido do zelador do prédio pra trocar a tubulação de água de casa. Quem já passou por esta experiência certamente entenderá o que eu estou falando. É uma loteria. Pode até ser que você nunca mais se preocupe com o assunto, mas tem uma grande chance de você ter que chamar uma empresa especializada, assim que o vizinho de baixo ligar reclamando que tem água pingando em sua cabeça.

O fato é que os empreendedores investem muito em educação, desde cursos técnicos até MBAs nas melhores – e mais caras – universidades do mundo. Eu considero a contratação de uma agência especializada em Marketing Digital um dos melhores investimentos em formação que uma startup pode fazer.

Depois de adquirir este conhecimento, fica mais fácil tomar a decisão de contratar um funcionário internamente ou continuar com um parceiro externo. Dessa forma, o conhecimento já estará dentro de casa, tornando possível cobrar resultados, seja de um ou de outro.

Paula Bromfman Puppi é sócia e CEO da Blinks.

, Blinks, CEO

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: