facebook
Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Dívidas: ruins ou boas para as empresas?

LoadingFavorito

Você se gaba de nunca ter se endividado? Saiba porque acessar crédito pode ser útil para o crescimento de seu negócio. 

É muito comum um empresário se encher de orgulho ao falar que sua empresa nunca precisou obter creditos em instituições financeiras ou que nunca precisou de bancos. É  muito importante que o empreendedor tem conhecimento sobre quando obter credito é uma vantagem ou uma desvantagem para o negócio.

Se a empresa nunca precisou de crédito para equilibrar as contas, realmente é algo para se orgulhar, pois é uma comprovação de que a empresa foi capaz de realizar vendas e crescer sem gerar um descompasso no fluxo de caixa, isto é, o empreendedor soube planejar o futuro realizando as receitas previstas e controlando os custos e despesas da operação. Um dos piores cenários para o empreendedor é a ciranda da necessidade de endividamento contínuo para que o negócio continue “de pé”, para sair desse cenário será necessário muito mais que recursos financeiros . Serão necessárias novas estratégias, novos produtos ou serviços e novas pessoas.

Quando não utilizar de credito de terceiros é ruim para empresa? Quando existem oportunidades de crescimento sustentáveis e a empresa não tem recursos próprios para os investimentos e antecipação de despesas necessárias para desenvolver a expansão dos negócios.

Portanto, utilizar de creditos de instituições financeiras e, principalmente, linhas especiais de crédito oferecidas pelo BNDES e agências de fomento (FINEP, Desenvolve SP, Investe Rio e outras) pode ser vantajoso para o negócio permitindo aproveitar oportunidades de crescimento que apenas com capital próprio não seriam possíveis.

Para  que o processo de captação de recursos seja  sustentável para a empresa é necessário que o planejamento do montante de capital a ser captado esteja coerente com a utilização dos recursos e que sejam avaliados os prazos de pagamentos e os juros da dívida em relação à geração de caixa da empresa, principalmente da geração de receitas dos novos projetos. É muito importante alinhar as amortizações e os pagamentos de juros com a geração de caixa.

Outro ponto importante é preparar a companhia para se relacionar com as instituições financeiras e agencias de fomento, nesse processo é muito importante a companhia disponibilizar aos potenciais credores as informações financeiras organizadas (Balanço Patrimonial e DRE), sólidas estruturas de garantias (recebíveis futuros, fianças ou garantias reais da companhia ou dos sócios),suas experiências de crédito anteriores e  de sua situação cadastral (SPC, Serasa e outros).

Donato Ramos atua na área de Private Equity da Squadra Investimentos. É mentor Endeavor desde 2008.

 

Confira mais de Donato Ramos:
Como Atrair, Reter e Motivar Talentos?
Governança Corporativa em PME's
Muito Além do Capital

, Mentor Endeavor

Donato Ramos atua na área de Private Equity da Squadra Investimentos.  Foi sócio-diretor da Mundo Verde, maior rede de varejo de produtos naturais, orgânicos e saudáveis do Brasil. Tem experiência em diversos mercados como serviços B2B, indústria de bens consumo, Banco de Investimentos, franchising e varejo. Ao longo de sua jornada profissional, desempenhou cargos em operações, vendas, marketing e finanças. Desde 2008 é mentor Endeavor e atualmente faz parte do conselho consultivo da Birutas Mídias Mirabolantes e da Sedi. Desde 2011 é mentor da aceleradora de negócios digitais 21212.

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: