id4all id4all

Diversidade desde o dia 1: o grande exemplo da idwall

Endeavor Brasil
Endeavor Brasil

A Endeavor é a rede formada pelas empreendedoras e empreendedores à frente das scale-ups que mais crescem no mundo e que são grandes exemplos para o país.

A idwall nasceu com a ideia de que as pessoas precisam levar o melhor de si para o trabalho para construírem um produto inovador. A partir desse valor intrínseco do Lincoln e do Raphael, hoje a scale-up é um grande exemplo em iniciativas de Diversidade & Inclusão para o ecossistema. 

O que é intrínseco? 

O Dicionário Oxford diz que é o que faz parte de ou que constitui a essência, a natureza de algo; que é próprio de algo; inerente.

E talvez seja a melhor definição para as iniciativas de Diversidade & Inclusão da idwall: é um valor que está presente desde o dia 1. 

História completa da idwall aqui

Lincoln e Raphael se conheceram em uma das turmas de Análise de Sistemas da UNICAMP, em 2009. Eles perceberam que tinham habilidades complementares e passaram a encarar desafios juntos. Tanto que trabalharam no mesmo banco, e lá perceberam que todas as pessoas eram parecidas: gênero, raça, orientação sexual, gostos e costumes. 

Essa experiência foi determinante para o que eles iriam construir juntos no futuro: uma empresa composta por pessoas diferentes, com ideias diferentes. Desde o princípio, Lincoln e Raphael sabiam que, quando as pessoas levam sua identidade e potência máxima ao trabalho, criam produtos mais inovadores e encontram soluções novas para problemas antigos. 

Por isso, quando estavam começando a idwall, em 2016, decidiram não chamar somente colegas, amigos e amigas para a empresa, mas também pessoas que conheceram em lugares inusitados – como churrascos e shows -, quando percebiam que elas pensavam diferente deles. 

Porém, apesar dessa consciência, era preciso fazer mais.

Em 2018, ano em que a equipe triplicou de tamanho, os Empreendedores Endeavor convidaram Mariana Jó, Engenheira de Dados e uma das primeiras integrantes da equipe, para assumir o desafio de dar início ao Comitê de Diversidade e Inclusão, o id4all

Quando começamos a idwall, queríamos construir uma empresa valiosa. Não só pelo produto, mas por ser um lugar que impacta positivamente a vida das pessoas e que quer mudar a realidade do país. 

Por isso, precisávamos de pessoas que pensassem diferente da gente, que fizessem perguntas e questionassem coisas que a gente não enxergava. No começo, não víamos essas iniciativas como Diversidade & Inclusão, mas como decisões estratégicas porque queríamos um produto inovador. 

Depois, conforme fomos crescendo, percebemos que, como empresa, conseguiríamos trabalhar, mesmo que de forma mínima, para diminuir os problemas estruturais que temos na sociedade.” — Raphael Melo, fundador da idwall e Empreendedor Endeavor 

id4all


O id4all, Comitê de Diversidade e Inclusão da idwall, é formado por quatro ou cinco pessoas de grupos sub-representados dentro da empresa – e da sociedade. Entre as primeiras pessoas a formarem o comitê estavam Mariana Jó e Henry Schmitz, que são de outras áreas e atuam no id4all paralelamente. 

Hoje, é composto por Henry Schmitz, Amanda Makino (Product Owner do MeuID) e Rodolfo Mascarenhas (Pessoas e Cultura – Desenvolvimento). 

O objetivo sempre foi discutir e desenvolver ações que ajudem a quebrar, de dentro para fora, preconceitos que estão enraizados na sociedade através do diálogo e da informação.

O Comitê trabalha como um facilitador da Diversidade & Inclusão dentro da scale-up e planeja as principais ações, porém, conta com a ajuda de outros times na execução das iniciativas. 

Eu sempre deixava um espaço mínimo na minha agenda toda semana para atividades e demandas do Comitê. É uma coisa a mais que a gente faz, só que é um sentimento diferente do que se eu tivesse duas funções na idwall que fossem meramente profissionais. Diversidade e Inclusão é algo em que eu acredito muito e que está ligada aos meus valores pessoais. É uma coisa que eu faço porque eu quero muito fazer, e eu considero um privilégio poder chamar isso de trabalho. 

Dessa forma, participar do Comitê é tomar decisões muito importantes para a empresa. Nós temos muita liberdade para propor ações e trabalhamos junto com o Lincoln e o Raphael no planejamento estratégico das iniciativas.” — Mariana Jó, Engenheira de Dados e membra do id4all

Anualmente, o id4all cria um roadmap de ações anuais nas frentes de educação, infraestrutura e acessibilidade (física e digital), eventos internos e externos e ações e políticas afirmativas

comitê diversidade idwall

Comitê reunido para fazer o planejamento anual de 2018 – da esquerda para a direita: Andrei Oliveira, Mariana Jó e Henry Schmitz.

As primeiras ações


Quando se trata de iniciativas de Diversidade & Inclusão, os primeiros passos são cruciais para o desenvolvimento de ações sólidas e duradouras. Na idwall, o primeiro passo foi dado antes mesmo do Comitê existir. 

Vagas exclusivas

Logo no primeiro ano de fundação da empresa, as lideranças já vinham fazendo ações de D&I. A primeira delas foi a definição de vagas exclusivas para mulheres na tecnologia.

É fato e foi comprovado pelo Informe de Percepção de Gênero, divulgado pelo LinkedIn em 2018: mulheres tentam 20% menos vagas que os homens. Elas sentem que precisam cumprir 100% dos requisitos solicitados pelos empregadores. A maior parte dos homens, contudo, arrisca com apenas 60% dos requisitos concluídos. 

Dessa forma, não adiantava trocar somente a palavra “desenvolvedor” por “pessoa desenvolvedora”. Era preciso abrir mais espaço. O resultado foi uma empresa com 46% de mulheres em 2018. 

Questionários de Perfil e Evolução Histórica

Depois que o Comitê foi formado e legitimado, o próximo passo foi entender o cenário: um questionário de perfil autodeclaratório para conhecer, realmente, o público interno da idwall. 

A principal preocupação era que o questionário fosse de fácil entendimento, seguro e autodeclaratório. Mas, a construção foi mais difícil do que a gente imaginava. Batemos em diversos obstáculos, referências, perguntas e até no texto complementar, porque não podíamos ser tendenciosos, ofensivos ou deixar alguém desconfortável. Foi um grande exercício de autoconhecimento e reflexão para todo mundo.” — Mariana Jó

Após a realização do questionário, o Comitê percebeu que era preciso repeti-lo semestralmente, uma vez que as movimentações internas sempre alteram o público e é preciso manter esse dado atualizado, já que é o principal dado que norteia as ações de D&I.

A adesão ao questionário é sempre alta, varia entre 85 e 93%. Esse dado nos ajuda a entender onde estará o foco das ações do próximo semestre. Por exemplo, no último, percebemos que temos pouca representatividade de pessoas com deficiência. Então, as metas de 2021.1 estão voltadas para esse público.” — Henry Schmitz, Coordenador de Desenvolvimento de Vendas e membro do id4all

Benchmarks

Ao longo dos dois anos de atuação do Comitê, os idwallers fizeram quatro benchmarks com outros comitês de diversidade: Nubank, Loggi, Geru e Creditas. 

Nos benchmarks, aprendezamos a importância do engajamento das altas lideranças da empresa e como estruturar os grupos de diversidade – já que em algumas empresas começam com grupos de afinidade e depois criam um comitê, enquanto nós, por exemplo, começamos com o comitê e depois os grupos.” — Henry Schmitz

Ações educativas 

Desde o começo, a premissa básica foi que todas as pessoas teriam muito o que aprender dentro da idwall, tanto os membros e membras do Comitê, quanto as lideranças e os idwallers. 

Por isso, o trabalho de educação sempre foi transversal nas iniciativas do id4all. 

Não esperamos que as pessoas entrem na idwall prontas. Nós assumimos uma premissa no Comitê: sempre iremos usar a educação como ferramenta de transformação.” — Mariana Jó

Um dos meios que encontraram para fazer isso foi a criação de uma newsletter interna: periodicamente, o Comitê envia conteúdos para gerar reflexões sobre diferentes lutas e posicionamentos dos grupos sub-representados na sociedade. 

Estes conteúdos, por sua vez, se tornam temas de discussão nas reuniões abertas com o id4all. Esses momentos são importantes, também, para que todo o time entenda a priorização, próximas iniciativas e dificuldades encontradas pelo Comitê. 

Iniciativas de Diversidade & Inclusão


Depois dos primeiros passos, chega a hora de andar com coragem e firmeza. A maioria das iniciativas estruturadas nasceram de pequenas discussões internas do Comitê, que ia aprendendo cada vez mais o caminho a ser percorrido. 

Diversidade & Inclusão no Onboarding

No primeiro dia de um idwaller, ele recebe um onboarding sobre as iniciativas de Diversidade & Inclusão. Por ser o primeiro contato, a pessoa é contextualizada de como a scale-up entende D&I, as principais ações e como ele pode participar.

Grupos de afinidade 

Na idwall, os grupos de afinidade se dividem conforme grupos sub-representados na sociedade: 

O Slack, plataforma de comunicação interna da empresa, também atua em prol das iniciativas de D&I. Os grupos de afinidade se organizam dentro de canais privados. Além disso, os próprios membros e membras dos grupos se organizam para promover iniciativas de Diversidade  & Inclusão. Como, por exemplo, o grupo #idblack organizou um show do Yuri Marçal. 

Os grupos são canais privados e independentes. Para participar, é necessário enviar o pedido a um dos membros do id4all. Para nós, é importante mantê-los privados para garantir um ambiente seguro e de identificação entre as pessoas. Utilizamos este espaço para compartilhar dificuldades do dia a dia, desenvolvimento de ações e trocas.” — Mariana Jó

Guia de Conduta e Ética

O Guia de Conduta e Ética nasceu de uma iniciativa do id4all para proporcionar um ambiente seguro. Nele, os comportamentos ligados à diversidade e inclusão foram diluídos ao longo do texto para serem entendidos como ações do dia a dia.

Alguns exemplos de comportamentos:

Plano de saúde mental

A preocupação com a saúde mental dos idwallers partiu do Comitê e dos fundadores. Eles e elas acreditam que é preciso garantir que todas as pessoas tenham amparo psicológico, especialmente as pertencentes a grupos socialmente sub-representados. 

O resultado foi a aquisição de um benefício de saúde mental para toda a empresa: duas vezes na semana, as pessoas podem fazer terapia com psicólogos, terapeutas, yoga, meditação, entre outros. 

Protocolo para casos críticos

Desde o começo, o Comitê entendeu a necessidade de ter um canal seguro para relatos de situações diversas, como assédio, discriminação e conflito de interesses.

Essa iniciativa surgiu como uma preocupação ligada às pessoas socialmente sub-representadas, mas se expandiu para a empresa como um todo. Hoje, a empresa tem o canal alô idwall, que funciona 24 horas por dia para receber relatos, dúvidas e sugestões de idwallers, clientes e fornecedores. 

Jovem Aprendizes para pessoas negras

Em 2020, a idwall realizou o primeiro programa de Jovem Aprendiz para jovens negros de baixa renda. 

Foram contratados quatro jovens e, ao longo de um ano, farão um PDI com acompanhamento bimestral para desenvolvimento de aspectos técnicos e comportamentais. Além disso, contam com buddies – parceiros e parceiras – nas áreas de atuação e avaliação de desempenho semestral.

Os aprendizes possuem contrato de um 12 meses e, após este período, são absorvidos pelas áreas como assistentes, dando espaço para a contratação de novos aprendizes. 

Mentoria interna

Em 2020, a scale-up também lançou o primeiro programa de mentoria interna para reconhecer e acelerar a carreira dos idwallers, com 50% das vagas destinadas a pessoas negras e mulheres. 

São aproximadamente oito meses com dois encontros mensais para cada mentee. As pessoas mentoradas contam com a mentoria do Lincoln e Raphael, desenvolvimento com o time de Pessoas e encontros com líderes externos, como Simony Morais, Gerente de Gente e Gestão da Locaweb, e Carlos Domingues, Gerente de Diversidade e Change Management da Pepsico.

A área de Pessoas e Cultura realiza check points durante o processo para mapear o andamento do programa, possíveis melhorias e aprendizados. Ao final, realiza um encontro com todos os mentorados, mentoradas, mentoras e mentores para uma avaliação do processo. 

A primeira edição finalizou em fevereiro de 2021 e teve avaliação de média 9 em relação a satisfação do programa numa escala de 1 a 10. 

Trabalho com comunidades

Com o objetivo de se conectar com a comunidade, a idwall elaborou uma carta de apresentação para comunidades que fomentam a inclusão de minorias no mercado tecnológico, oferecendo o seu espaço* para realização de eventos, mentorias, empréstimo de equipamentos, verba para coffee break e outras formas de apoio. 

*No contexto fora da pandemia. 

Marcações inclusivas no escritório

No escritório, o id4all deixa bem claro que todos os espaços são inclusivos para todas as pessoas, independente do gênero, especialmente os banheiros. 

diversidade idwall placas banheiros

Algumas placas presentes no escritório.

The FeministTEA

No dia das mulheres, todas as idwallers receberam o The FeministTEA, um chá feminista com frases de mulheres representativas na luta por direitos iguais entre todes.

feministtea

Foto ilustrativa do chá FeministTEA.

Palestras

Palestra com Mylene Ramos na idwall

Palestra com Mylene Ramos em 2018.

Programa Ilimitadores

Cinco pessoas da idwall – sendo elas um membro ou uma membra do Comitê e quatro lideranças – participaram do programa Ilimitadores da Dow Química. 

O principal resultado desse projeto foi o engajamento da liderança. Nas sessões, eles e elas puderam aprender e trocar experiências sobre a importância de se pensar em diversidade na hora de liderar. 

Treinamento Transcendemos

Em conjunto com a consultoria Transcendemos, o Comitê realizou um treinamento obrigatório para todas as pessoas colaboradoras sobre a inclusão de pessoas trans no ambiente de trabalho.

Reunião do Conhecimento LGBT

A Reunião do Conhecimento é um espaço semanal para compartilhar um conteúdo de interesse de qualquer idwaller. No mês de junho de 2019, o Comitê realizou uma palestra contando a história do movimento LGBTQIA+ e formas de inclusão dessa população.

Reunião do Conhecimento LGBTQIA+ 2019 na idwall

Reunião de Conhecimento LGBTQIA+ de 2019.

Nós temos muitas ações para a diversidade, mas não adianta se não temos um ambiente inclusivo. Diversidade não é algo simples e não pode ser simplificado em minorias representadas. É preciso ter um espaço em que as pessoas possam ser elas mesmas. Para essa construção, precisamos de todo mundo. Precisamos entender que não existe uma verdade só para as coisas. Muitas das nossas ações são para garantir que a nossa empresa é um ambiente seguro para todas as pessoas.” — Raphael Melo

Impactos alcançados


Diversidade & Inclusão demanda tempo. Esforço. Resiliência. Estudo. É preciso ser intrínseco. E também é preciso trabalhar para transformar em realidade e em potência. Assim, com um passo de cada vez, o impacto fica cada vez mais evidente. 

Em dois anos e meio, a representatividade dos grupos sub-representados aumentou em 18% em toda a idwall. Hoje, em 2021, 68% do quadro é composto por pessoas de grupos socialmente sub representados, aqueles que, dado um contexto social, possuem barreiras para pertencer a posições de privilégio.

São consideradas pertencentes a grupos socialmente sub representados pessoas que declararam ao menos uma das características a seguir: pessoas pretas, pardas ou indígenas, com gênero diferente de homem, pessoas parte da comunidade LGBTQIA+ ou pessoas com deficiência.

Evolução dos grupos socialmente subrepresentados na idwall

Evolução dos grupos socialmente sub-representados.

Diversidade & Inclusão não é um projeto. Não é uma coisa que começa e termina. É uma forma de lidar com problemas sociais do país e do mundo. O que dá energia para enfrentar os desafios é quando você vê os dados melhorando. É quando as pessoas trazem pautas de diversidade para reuniões gerais. É quando uma mulher trans se assume dentro da nossa empresa.” — Mariana Jó

Além disso, as iniciativas e as vivências dentro da empresa fizeram com que mais de 85% dos idwallers aprendessem e aprimorassem sua percepção sobre D&I.

“Diversidade & Inclusão não é um projeto. Não é uma coisa que começa e termina. É uma forma de lidar com problemas sociais do país e do mundo. O que dá energia para enfrentar os desafios é quando você vê os dados melhorando. É quando as pessoas trazem pautas de diversidade para reuniões gerais. É quando uma mulher trans se assume dentro da nossa empresa.” — Mariana Jó Além disso, as iniciativas e as vivências dentro da empresa fizeram com que mais de 85% dos idwallers aprendessem e aprimorassem sua percepção sobre D&I na idwall

Gráfico sobre percpeção de D&I.

Nossos vieses são projetados, ainda que inconscientemente, em tudo que produzimos, incluindo nosso código ou nossos produtos. Hoje, entendemos que, com Diversidade & Inclusão, aumentamos a capacidade criativa das nossas  equipes e nosso potencial competitivo. Agora, até quem não é de grupo socialmente sub-representado considera D&I na hora de criar e desenvolver seu trabalho.” — Raphael Melo

O que fez dar certo?


Olhando para esses dois anos de trabalho estruturado, três principais pontos comprovam o que fez as iniciativas darem certo: 

O que fez dar certo é porque vem de dentro. É sobre eu ser aceita como LGBT dentro dos espaços que eu ocupo. E, assim, através do meu trabalho, fazer mudanças para quem vem depois de mim.” — Mariana Jó

Esse valor começou na empresa. Nasceu com a empresa. Entendemos que precisamos dar passos, tentar, errar, aprender. As pequenas coisas que impactam positivamente no dia a dia reforçam o quanto é importante a gente continuar nesse caminho. Quero uma empresa na qual as pessoas foquem 100% da sua energia nos produtos que estamos criando e que não que se preocupem se ela vai ser aceita ou não aqui dentro.” — Raphael Melo

É importante ter apoio dos principais decisores da empresa. O Lincoln e o Raphael não fazem parte de grupos sub-representados, mas eles são incentivadores dos projetos, são as pessoas que mais ajudam a empurrar pra frente.” — Henry Schmitz

É um privilégio, para nós, que essas ideias tenham vindo dos próprios fundadores. Embora eles não sejam de grupos minoritários, sempre foram muito abertos a essa discussão.” — Mariana Jó

Como empresa, a gente impacta as pessoas com o produto que a gente faz, mas a gente também impacta as pessoas que trabalham aqui. Conseguimos impactar quem não é grupo sub-representado e levar consciência para a vida das pessoas.” — Henry Schmitz

Nós entendemos que precisamos agir de forma proativa para construir um ambiente de trabalho inclusivo em que todas as pessoas se sintam seguras, respeitadas e confortáveis para serem exatamente quem elas são e para se expressarem livremente. E isso não deveria ser visto como um diferencial da nossa empresa, mas como uma obrigação de qualquer negócio e de qualquer pessoa que vive em uma sociedade diversa e múltipla como a nossa.” — Raphael Melo

Do dia 1 até o infinito, a idwall segue dando pequenos grandes passos para a construção de um futuro diverso. Inclusivo. Bom para todas as pessoas que trabalham na scale-up. Bom para todas as pessoas que vivem no nosso país.

Para saber mais


Dia do Orgulho LGBTQIA+: por que as empresas devem ter políticas e ações de inclusão

Como e por que trabalhar pela inclusão das mulheres na tecnologia

Ideias diferentes para criações incríveis: conheça o nosso Comitê de Diversidade & Inclusão! (Parte 1)

Ideias diferentes para criações incríveis: conheça o nosso Comitê de Diversidade & Inclusão! (Parte 2)


*Diversidade & Inclusão: tudo começa pelo exemplo

Aqui na Endeavor, desde 2000, nossa missão é acelerar empreendedores e empreendedoras que aceleram o país. 

Porém, não podemos falar em acelerar o país sem considerar diversidade e inclusão – pilares essenciais para o ecossistema que queremos construir. 

O tema complexo e de raiz sistêmica. Mas, como Endeavor, temos a responsabilidade de usar nossa voz e participar nesse debate. Só assim conseguimos construir, juntos, um ecossistema mais diverso e inclusivo.

Em posicionamento enviado à toda a rede em 2020, a Linda Rottenberg, fundadora da Endeavor, também assumiu o compromisso de fazermos a nossa parte:

Embora a Endeavor não possa resolver os problemas globais e sistêmicos da injustiça e desigualdade racial, podemos usar nossa rede global de construtores e influenciadores para fazer nossa parte, da nossa maneira única #OneEndeavor, para ajudar a criar um mundo mais equitativo e mais promissor.” 

A nossa atuação, que começou em 2020 e tomará mais força em 2021, aborda três frentes:

  1. Nos educar e sensibilizar sobre Diversidade & Inclusão e dividir os aprendizados com o ecossistema. 
  2. Nos desafiar a fazer avanços para reduzir os vieses da rede: buscar mais mulheres no topo do funil de seleção e aumentar o engajamento de Mentoras Endeavor.
  3. Sensibilizar empreendedores e empreendedoras sobre o tema: para isso, criamos o Reconhecimento dos Empreendedores Endeavor que se destacaram em 2020 em iniciativas que visam garantir ou aumentar a Diversidade & Inclusão em suas empresas – este artigo faz parte desta frente de atuação.