Como se preparar para fazer empréstimo de curto prazo

Endeavor Brasil
Endeavor Brasil

A Endeavor é a organização líder no apoio a empreendedores de alto impacto ao redor do mundo. Presente em mais de 30 países, e com 8 escritórios em diversas regiões do Brasil.

Esse material faz parte de uma série de conteúdos lançados pela Endeavor para ajudar empreendedores a navegarem pela crise. Neste artigo, contamos como conseguir fazer empréstimo de curto prazo.

Diante da recessão econômica, muitas scale-ups têm buscado alternativas de empréstimo de curto prazo para manter a saúde do caixa e ter fôlego financeiro para viver os próximos meses. Nesse passo a passo, explicamos como funciona o acesso a linhas de crédito de curto prazo em bancos brasileiros.

Preparação


 

Definição de estratégia e objetivo

O primeiro passo para buscar um empréstimo é determinar a razão da sua necessidade de caixa. Eu preciso cobrir o déficit, adiantar pagamentos ou comprar estoque?

Para responder a essas perguntas, você precisa olhar primeiro para a sua estrutura financeira, entender o seu margin management (margem) e calcular a sua necessidade de empréstimo: qual o ciclo financeiro, o prazo médio de recebimento e de pagamento?

Dependendo do seu negócio e da sua necessidade de capital, mais ou menos linhas de capital de giro estarão disponíveis.

Mapeamento dos bancos públicos e privados que podem ser acessados e as finalidades de empréstimo que cada um oferece

Faça um mapeamento dos bancos públicos e privados do seu interesse e das linhas ofertadas por esses bancos, priorizando aqueles que você já possui relacionamento e que já conhecem o histórico da sua empresa.

Ao mapear essas instituições financeiras, leve em conta que os bancos regionais têm como requisito a operação na região local, e as agências estaduais têm como requisito a operação dentro do próprio estado da agência. No mapeamento dos bancos, considere se ele atua com linhas de crédito relacionadas a sua necessidade de capital.

Juros

Cada linha irá descrever (ou precisará ser consultada sobre) os juros cobrados. Eles costumam ser proporcionais ao faturamento da empresa e ao risco do negócio. Geralmente, os juros são mais altos para empresas que faturam menos ou empresas que são pouco organizadas financeiramente.

Os contratos podem incluir as seguintes taxas de juros:

Prazos de pagamento

Os prazos podem depender do perfil de negócio e dos termos de financiamento, mas normalmente são obtidos rapidamente, em até três meses. Avalie o cálculo de juros ao longo do tempo e garanta que cada detalhe se encaixe com seu planejamento financeiro.

O prazo de pagamento do empréstimo é, geralmente, de até 5 anos, a depender do faturamento e do ciclo financeiro da empresa, do valor a ser obtido e do produto a ser adquirido junto ao banco.

Garantias

Para empréstimo, os, bancos costumam solicitar como garantia as contas a receber e os estoques da empresa, como recebíveis e duplicatas.

Por isso, faça um levantamento detalhado das garantias que cada banco requer/aceita. Mais tarde, você terá que fazer a conexão dessa lista com as garantias que a empresa possui e que você possa conceder para obter o financiamento.

Outros pontos

Antes de entrar em contato com o banco, é importante que você avalie características da linha, como, por exemplo:
os benefícios (isenções, condições especiais de limite de crédito, auxílio do banco com fornecedores, flexibilidade de condições do financiamento etc.), limite de crédito, forma de pagamento e os termos de desembolso, inadimplência e renegociação.

Preparação dos documentos

Existem relatórios e indicadores financeiros (ebitda, índice de liquidez ou dívida líquida da empresa, por exemplo) que todos os bancos analisam. Quanto mais limpa e organizada é sua contabilidade, menos tempo você perde e mais segurança você transmite sobre o seu negócio.

A documentação pode variar caso a caso, de acordo com o resultado da análise de crédito.

Abaixo está a lista dos documentos e indicadores que os bancos podem solicitar:

Documentos dos sócios, empresários e procuradores

Documentos da empresa

Pitch

Esta é a parte em que você detalha seu plano de negócios, seus drivers de crescimento, e justifica aquele investimento. Leve uma apresentação expositiva para fazer seu pitch. Ela deve incluir:

Mostre também elementos que possam ser interessantes para o banco. Se isso abrange o potencial de vendas cruzadas para ele, por exemplo (folha de pagamento, recebíveis, aplicações…), insira essa fundamentação no seu pitch.

Se você já está numa fase sensível da sua empresa, saiba que o banco vai lhe perguntar qual a capacidade da empresa de pagar o endividamento, com base nos seus últimos balanços.

Conversas com instituições financeiras


Você já filtrou todas as informações e montou seu projeto de investimento, o que significa que você deve ter em mãos uma seleção das linhas que você terá como alvo. Agora começa o trabalho de verdade.

Quem abordar para fazer empréstimo

Prefira bancos com os quais você já tenha contato, os que estão crescendo e aumentando a atuação no setor da sua empresa.

Prepare-se para tentar mais de uma vez

É improvável que o crédito para sua empresa seja aprovado na primeira tentativa, no banco de sua preferência e atendendo exatamente a todos os detalhes que você imaginava. Portanto, o mais indicado é ter algumas opções e, assim, a tranquilidade para negociar também condições mais vantajosas.

Importante: dependendo da urgência da necessidade de caixa, você terá menos tempo disponível para o roadshow. Quanto mais organizado e preparado internamente, melhores as condições e chances de sucesso.

Mantenha sua área financeira organizada para cumprir rapidamente com todos os requisitos documentais do banco.

Negociação


Esse é o momento em que você irá negociar as condições de financiamento: juros, prazo de pagamento e garantias solicitadas. Entenda quais juros são os mais adequados para o seu negócio e qual o melhor prazo, incluindo a carência, para você ter toda a dívida quitada. Entenda, também, qual o melhor tipo de garantia que seu negócio pode conceder que torne o custo do crédito mais barato.

Durante o processo de negociação, leve em conta que as linhas de bancos comerciais são como produtos de uma prateleira, ou seja, tendem a ser menos especializadas do que as direcionadas a projeto de investimento (bancos de desenvolvimento e agências de fomento).

Acompanhamento


Após a negociação com os bancos e entre a aprovação do crédito e o recebimento do dinheiro, tenha o controle do status de cada operação com cada banco que você solicitou o empréstimo.
Faça uma planilha para controlar o status de cada operação.

Nessa planilha, coloque:

Se você obteve várias linhas com bancos diferentes, é importante que o acompanhamento seja via controle de caixa.

Acesso a crédito Opções de dívida de curto prazo disponíveis


A lista não é exaustiva, podendo haver outras opções disponíveis que não foram mapeadas.

BNDES

Suspensão de pagamentos das operações diretas:

Veja como acessar

Suspensão de pagamentos das operações diretas:

Veja como acessar

Capital de giro para MPMEs:

Consulte a ferramenta do BNDES

Nela, veja quais agentes financeiros estão atualmente operando por estado, como tem sido a atuação recente de quem está operando a linha, o volume operado, e as taxas finais praticadas, em média. É possível filtrar a ferramenta pelo porte da empresa. O repasse será feito por fintechs e por outras instituições financeiras.

R$40 bilhões: crédito para folha de pagamento: pagamento de até 2 salários mínimos por empregado durante 2 meses

Veja como acessar

R$2 bilhões: empréstimo para o setor de saúde

Veja como acessar

Banco Itaú

Veja como acessar

Caixa Econômica Federal

Veja como acessar

Santander

Saiba mais aqui e fale com seu gerente

Desenvolve SP

Veja como acessar

Bradesco

Veja como acessar aqui

Banco do Nordeste

Veja como acessar

Banco do Brasil

Veja como acessar

mapa de acesso a capital