Empreender é uma prova de resistência

Milena Satyro

Como lidar com o emocional ao encarar a prova de resistência que é empreender?

Para empreender, é preciso mínima ousadia e muita coragem. Estes são pontos que, de início, parecem natos. Com o passar do tempo, na experiência de empreendedor, percebemos que é preciso mais que isso. É preciso aprender de tudo um pouco: vender, mas entregar. Faturar, enquanto se controla as despesas… É aí que o fascínio começa a se desdobrar, e que percebemos a quantidade de desafios que nem sempre imaginávamos que teríamos.

Então você se pergunta: Pra quê? Por quê? Quando você consegue (depois de inúmeras tentativas) responder de dentro pra fora, tudo o que você realizou começa a fazer mais sentido. E a luta continua, mas com mais fervor, com mais direcionamento e, principalmente, com mais autoconfiança.

Para conseguir ultrapassar os limites do mundo dos negócios, primeiramente precisamos ultrapassar os nossos próprios limites. A única forma é através do autoconhecimento e de conseguir responder: porque estou fazendo isso?

Quando entendi, com a ajuda da Endeavor, que meu propósito de vida empreendedora era maior ainda do que eu imaginava e que estava alinhada à minha filosofia de vida, o sentido que encontrei para minhas ações passou a me amparar nas situações mais adversas do dia-a-dia, em cada difícil tomada de decisão. Meu “porquê” me ajudava até mesmo (não sempre, porque ninguém é de ferro) a não ficar vulnerável ao humor das outras pessoas, ao clima atmosférico e até mesmo ao saldo do caixa.

Este último é, de todos, a maior das provas de resistência… Resistir na falta de caixa e vencer as barreiras é possível somente com muito propósito. Com o tempo, percebi que, se passamos por situações desconfortáveis, é exatamente para aprender a sustentar o negócio e adquirir preparo. No dia-a-dia não é tão simples assim, mas se faz possível, porque quando bate o desespero e você tem a sensibilidade de perceber o mundo a sua volta, consegue virar a página daquele assunto naquele dia, tomar a melhor decisão e seguir em frente.

Tenha claro que é tudo uma passagem, mais uma porta se abrindo (não se fechando) para o fascinante sucesso da realização.

Acreditar em si, acreditar nas pessoas que estão com você, acreditar de verdade no sonho faz, de alguma forma, você se conectar a ele na vida real. Por isso, ACREDITE!

Leia mais:

Ser feliz, empreender ou ser feliz empreendendo?

As palavras que empreendedores de verdade nunca dizem

Sucesso em tempos difíceis