A vida está nas transições, com Bruce Feiler

Endeavor Brasil
Endeavor Brasil

A Endeavor é a organização líder no apoio a empreendedores de alto impacto ao redor do mundo. Presente em mais de 30 países, e com 8 escritórios em diversas regiões do Brasil.

Este artigo compila os insights do webinar da Endeavor Global “Leading Through Crisis” com Bruce Feiler, escritor de best sellers, entre eles, “Life is in transitions”/”A vida está nas transições”. Esse material faz parte de uma série de conteúdos lançados pela Endeavor para ajudar empreendedores a navegarem pela crise

Bruce Feiler se intitula o primeiro marido da Endeavor. Autor do livro “Life is in transitions”, entre outros, ele conversa com a Linda sobre como os empreendedores e empreendedoras podem olhar com carinho e respeito para os momentos difíceis da vida, que ele chama de “lifequakes”, a junção de vida com tremores.

O livro foi escrito depois que passou por uma situação difícil em 2013 – um diagnóstico de câncer, uma quase falência, uma tentativa de suicídio do seu pai – e decidiu coletar aprendizados de histórias inspiradoras. 

Pare por um segundo e ouça a história que se passa em sua cabeça. Está lá, em algum lugar, em segundo plano. É a história que você conta aos outros quando os conhece; é a história que você conta a si mesmo quando visita um lugar significativo, quando folheia fotos antigas, quando comemora uma conquista, quando corre para o hospital. É a história de quem você é, de onde você veio, para onde você sonha em ir no futuro. É o ponto alto da sua vida, o ponto baixo, o ponto de virada. É no que você acredita, pelo que luta, o que mais importa para você. É a história da sua vida. E essa história não é apenas parte de você. É você de uma forma fundamental. A vida é a história que você conta a si mesmo.” _ Trecho do livro Life is in Transitions

Para escrever o livro, Bruce passou cinco anos conversando com as pessoas sobre as maiores transições de suas vidas. Para isso, ele atravessou os 50 estados dos EUA coletando as histórias de vida de centenas de americanos – desde a perda de empregos até de entes queridos; de mudar de carreira e de relacionamento; de ficar sóbrio a simplesmente procurar um novo começo. 

Assim, ele conseguiu encontrar padrões e desenhar sugestões que podem ajudar a sobreviver e prosperar em tempos de mudança. Uma das maiores descobertas foi um mundo em que as transições estão se tornando mais abundantes e que o domínio das habilidades para gerenciá-las é mais urgente para todos nós. 

Hoje, suas histórias e aprendizados servem como ferramentas para as pessoas usarem quando forem atingidas pelas situações difíceis, ou como ele costuma dizer, lifequakes

As transições da vida

Nossa vida é não-linear, cada pessoa passa por diversos lifequakes, mudanças maciças que levam a uma grande transição. 

Uma transição de vida é um exercício de criação de significado. É uma ocasião autobiográfica, na qual somos chamados a revisar e recontar nossas histórias de vida, acrescentando um novo capítulo em que encontramos significado. 

O lifequake em si pode ter sido positivo ou negativo, mas a história que contamos sobre ele tem um final otimista e voltado para o futuro.

Temos que encarar as transições como oportunidades para criar novos sonhos. É a transição que te move de um lugar para outro. 

Uma transição é uma experiência emocional. O sentimento mais comum, segundo os estudos de Feiler, é medo, por isso o principal questionamento é: como eu vou me adaptar, vou ter condições de fazer isso?. O segundo é tristeza e o terceiro é vergonha: eu tenho vergonha de passar por fases difíceis

Para lidar com esses sentimentos, o autor nos convida a dar adeus ao passado. É importante passar pela fase de dor e sentimento de perda para depois dar passos para mudar coisas que não nos fazem bem.

É crucial achar algo que não funciona no passado e mudar isso. 

Como encarar as transições?

Bruce criou uma forma de encarar as transições da vida com um esquema de priorizações, chamado de ABCs do eu:

Existem diferentes desafios nessas áreas e, muitas vezes, as transições nos fazem encarar todos esses âmbitos. E nós somos diferentes ordens do ABC. A Linda, no caso, CAB, a Endeavor é a sua causa, ao mesmo tempo que o lugar a qual pertence. 

Endeavor é ABC, focada em scale-up e giveback. Somos uma organização de, por e para empreendedores. Nós te ajudamos, te conectamos com seu B e te encorajamos a fazer giveback.” _ Linda Rottenberg 

Less super, more human

Em português, menos super e mais humano. Esse é um grande aprendizado que o casal Bruce e Linda carregam consigo. 

Em 2008, o Bruce foi diagnosticado com um câncer raro, que dá somente em crianças, o osteogenic sarcoma. Ao mesmo tempo, tinham gêmeos pra cuidar e a Endeavor tinha acabado de receber um investimento para expandir as operações na América Latina, África e alguns países do leste europeu. 

E nisso, a Linda achava que não podia mostrar fraqueza. 

Um dia, voltando de uma cirurgia do Bruce, ela caiu em lágrimas, decidiu ser autêntica e se abriu para o time, falando que ela tinha receio do que poderia acontecer com sua família e com o time. 

Nesse momento, sendo vulnerável, seu time ficou muito orgulhoso, já que sempre acharam ela super heroína. 

A crise como transição

Diz o ditado que: when economies turn down entrepreneurs come up. Ou seja, quando as economias declinam, os empreendedores emergem. 

Passamos pelo caos e é esse momento que entendemos que a vida está nas transições. Os empreendedores atravessam momentos de caos o tempo todo. 

O primeiro passo é dizer adeus ao que estávamos acostumados. Depois de um lifequake nada volta ao que era antes. E, no final, todo o processo traz grandes aprendizados. Para este contexto em que estamos vivendo, precisamos ter em mente que não vamos voltar, não vamos “voltar ao normal”. 

Neste momento, nós estamos mais integrados enquanto mundo. E nisso existe uma oportunidade incrível de criar algo novo. 

Nós passamos metade da nossa vida em transições. Temos que criar novos “eus”, não tentar recriar o passado.”

Bruce Feiler 

Como lidar com seu time em momentos de transição?

Sabemos que empreender é solitário. Mas, durante os momentos de transição, é preciso ter alguém pra conversar. 

O empreendedor deve parar um pouco e ouvir a história que passa em sua cabeça. E depois, escolher alguém que ofereça um espaço seguro para dividir os desafios. Sempre vai existir alguém pra ouvir sua história e te ajudar a passar por isso. 

E quando você conta uma história com diferentes cores, momentos e formatos, você encoraja as pessoas. E prova que todos nós podemos passar por isso juntos.

Uma das lições que aprendemos nesses 22 anos de Endeavor é que a troca entre pares com pessoas que têm os mesmos desafios é reconfortante – e não precisa necessariamente ter o mesmo cargo ou função que você.” _ Linda Rottenberg 

Lição final

Quando grandes viradas acontecem, a história se torna real. Não tenha medo, o bom das transições é que elas passam e, no final, você fica mais forte. 

Você tem que ser o herói da sua própria história.”

Bruce Feiler 


Conheça o Programa Scale-up Endeavor e faça parte da rede dos empreendedores e empreendedoras que mais crescem no mundo e são grandes exemplos para o país.

Quero saber mais