Departamento de Pessoal ou RH?

Este conteúdo já ajudou 18 empreendedores

Quando uma área de Recursos Humanos passa a ser um ponto fundamental para o crescimento do meu negócio?

Há algum tempo atrás e nem tão atrás assim, a atual área de RH (Recursos Humanos) de uma empresa era mais conhecida pela sigla DP (Departamento Pessoal). E o próprio nome já diz bastante sobre a origem e a história que a área de recursos humanos carrega: um departamento que cuidava dos documentos pessoais dos funcionários, ou seja, algo bem burocrático e operacional. E quando pensamos nisso, logo vem a imagem amarelada daqueles arquivos cinza cheios de documentos confidenciais e aquela funcionária que ninguém sabia exatamente o que ela fazia, até surgir um problema com o plano de saúde ou ser mandado embora. Pois bem, nasce daí a dificuldade de algumas empresas ao enxergar valor na área de RH porque ainda a encaram com olhos de departamento pessoal, como área de suporte e não como uma área que constrói estratégias.

E se engana quem pensa que só as pequenas e médias empresas podem ter dificuldade em valorizar o potencial estratégico de uma área de recursos humanos; existem grandes empresas que mudaram a nomenclatura de seu antigo setor de DP, mas que na verdade, ainda não conseguiram transformá-la em uma divisão que inclui as pessoas como foco estratégico de suas ações e negócios. A área de recursos humanos passa a ser um ponto fundamental para o crescimento de uma empresa quando as pessoas contratadas para trabalhar diretamente com o negócio se vêem gastando mais horas fazendo ações de RH do que com as ações do negócio propriamente ditas. É nesse momento que fica claro que é preciso estruturar uma área de RH responsável pelo planejamento e execução das ações relacionadas aos colaboradores.

Atualmente, uma das contratações mais difíceis de ser feita é a do profissional de recursos humanos, porque para atuar na área de recursos humanos de uma empresa não basta saber e querer se relacionar bem com as pessoas, é preciso também que esse colaborador tenha visão do negócio, conheça as melhores práticas de RH do mercado e saiba que seu papel é essencial na construção e implementação das estratégias da empresa que atua. Portanto, uma área de RH composta por bons profissionais passa a ser fundamental para o crescimento do negócio quando existe a necessidade de otimizar e multiplicar  o desempenho das pessoas, seja através de seleção, treinamento, planos de desenvolvimento e sucessão, estudo de cargos e salários, apoio às áreas de negócio na estruturação de equipes, entre tantos outros focos que  fazem da área de recursos humanos um importante negócio para o seu negócio.

ACESSE MODELO DE SELEÇÃO POR COMPETÊNCIA PARA APERFEIÇOAR O RECRUTAMENTO DE PROFISSIONAIS PARA SUA EMPRESA.

Sofia Esteves é psicóloga, presidente do Grupo DMRH e Cia de Talentos, professora de Captação de pessoas do MBA de RH da FIA e autora do livro Virando Gente Grande – Como orientar jovens em inicio de carreira.

Este conteúdo ajudou você?
, DMRH e Cia de Talentos, Presidente
Sofia Esteves é Fundadora e Presidente do Grupo DMRH. Graduada em psicologia com pós-graduação em Gestão de Pessoas, é Professora no MBA em Recursos Humanos da FIA, Professora convidada em Orientação de Carreiras e Mercado de Trabalho no Insper em São Paulo e Palestrante convidada na Fundação Dom Cabral. É Diretora de Jovens Profissionais na ABRH/SP, trabalha em pesquisa na área de Tendência de Carreiras Futuras, e é autora do livro “Virando Gente Grande – Como Orientar Jovens em Início de Carreira Editora Gente”. Foi ganhadora dos prêmios “Mulheres Mais Influentes do Brasil” na categoria Recursos Humanos em 2007, oferecido pela Gazeta Mercantil e “Empreendedores do Novo Brasil” em 2006, oferecido pela revista Você S/A e Endeavor.

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: