facebook
Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Competências: entenda o que é e como usar em prol do seu negócio

LoadingFavorito
Competências: entenda o que é e como usar em prol do seu negócio

Competências: existem as suas, as da sua organização, e as de seus funcionários. Saiba mais sobre isso e descubra como usá-las para melhorar o desempenho da sua empresa

Competências pra lá, competências pra cá, se fala e se ouve muito sobre competências necessárias para montar um bom time, ou competências para ser um bom líder, e por aí vai. Mas, você sabe mesmo o que significa essa palavra e conhece suas diferentes aplicações quando falamos do universo da sua empresa?

As atividades da sua empresa podem requerer diferentes competências quando nos referimos às pessoas e os times como um todo. Mas é bom lembrar que, a própria empresa também precisa desenvolver competências específicas para se manter competitiva no mercado. Além disso, enquanto empreendedor e líder, você precisa muito de autoconhecimento para, justamente, saber quais competências você não tem e montar times mais completos.

Uma competência é um conhecimento, uma habilidade e uma atitude compatível com o desempenho de uma tarefa específica.

Entender o que são competências, saber identificá-las nas pessoas e como usá-las em favor do desenvolvimento do seu negócio é fundamental para crescer. De acordo com o Instituto Brasileiro de Coaching há 10 competências comportamentais mais valorizadas pelo mercado, e que são essenciais para o alcance de sucesso profissional – seja lá em qual área você for empreender, ou até mesmo para uma pessoa que está dentro de uma organização:

  1. Liderança – capacidade de liderar pessoas e influenciar equipes, desenvolver o seu potencial, extrair seu melhor e alcançar grandes resultados;
  2. Automotivação – capacidade de motivar-se independente dos problemas e situações adversas da empresa e continuar produzindo;
  3. Trabalho em equipe – o trabalho em equipe é fundamental numa empresa, assim ter habilidades para produzir enquanto coletivo e jogo de cintura frente as situações são características bem importantes.
  4. Criatividade – esta competência mostra a capacidade de inovação do colaborador em momentos de estresse, como também de criar soluções novas e sua ousadia em fazer diferente.
  5. Comunicação Efetiva – compreende usar bem a comunicação, se relacionar, expressar ideias claras, saber dar feedbacks e esclarecer dúvidas.
  6. Capacidade de Negociação – saber dialogar com os colaboradores em situações de conflito, buscar sempre um entendimento pacífico visando manter o bom clima organizacional, além de saber negociar com agentes externos: parceiros, fornecedores e clientes, por exemplo.
  7. Flexibilidade – saber lidar com mudanças, ser receptivo a elas, conseguir se adaptar, lidar com pensamentos divergentes e buscar crescimento através disso.
  8. Busca por conhecimentos – Profissionais que fogem da estagnação estão sempre em busca de evolução e cursos de atualização para aprimoramentos em sua profissão. Além disso, são bem informados não só quanto ao seu campo de atuação, mas todas outras áreas da empresa. Isso demonstra ambição por desenvolvimento e crescimento.
  9. Bom Humor – Segundo pesquisa da revista inglesa Management Today, pessoas infelizes são 80% menos produtivas, então é essencial buscar o equilíbrio emocional, cultivar emoções positivas e ter bom humor. Isso torna a convivência harmônica e os resultados mais possíveis.
  10. Relacionamento Interpessoal – Possibilita minimizar os conflitos e garante a empatia entre colegas e líderes, bem como o relacionamento de forma efetiva daqueles que  vão seguir suas ideias e colabor com seus projetos.

Qual a diferença entre competências complementares e pessoas multidisciplinares?

É muito importante entender a diferença entre essas duas coisas. Há diferentes tipos de competências: técnicas e emocionais, por exemplo. Um engenheiro calculista com certeza entende muito de números, mas isso não quer dizer que ele saiba lidar com a pressão, por exemplo. Nesse caso, a habilidade com números seria uma competências técnica, enquanto a inteligência emocional para render no trabalho mesmo que sob muita pressão, seria uma competência emocional.

Quando falamos em equipe multidisciplinares, em geral falamos de equipes com pessoas de áreas diferentes. Mas, ter pessoas com competências complementares não é, necessariamente, ter pessoas de áreas diferentes. Uma equipe pode ser multidisciplinar e as pessoas terem as mesmas competências – apesar das variadas formações técnicas.

Competências para liderar

É muito difícil definir uma lista com as competências que um bom líder deve ter. Pois, mesmo que você não tenha tal e tal competência, sempre pode montar um time para apoiá-lo que tenha. Mas, de qualquer maneira, para empreender, em primeiro lugar você precisa ter bilho nos olhos pela sua ideia. Em segundo lugar é importante que saiba lídar bem com riscos. Saber lidar com pessoas, também é importante. Você vai precisar motivar sua equipe, negociar com fornecedores e ouvir clientes. É muita coisa.

Esta matéria da PEGN traz 20 dicas de atitudes, comportamentos e competências para você se tornar um bom líder.

No artigo Você está pronto para ser o CEO da sua empresa?,  você encontra outras dicas e reflexões sobre competências e habilidades de um bom CEO.

E o que é gestão por competência?

Quando bem implementada, a gestão por competências acelera o desenvolvimento de profissionais, reduz ou elimina hiatos de competência e otimiza os recursos investidos na capacitação da sua equipe.

Diante disso, podemos assumir que o sistema de gestão por competências consiste em:

  • Mapear as competências organizacionais de uma empresa;
  • Identificar as competências necessárias para a execução de uma tarefa específica;
  • Identificar as competências que o colaborador possui; e
  • Fazer o cruzamento das informações apuradas, identificando o gap de treinamento e o desenvolvimento necessário para o funcionário.

Assim como ocorre com a adoção de qualquer ferramenta de gestão, cada empresa é um caso único. Então, tudo depende do seu perfil de gestor, e da sua cultura organizacional. Em todo caso, alguns passos para a implantação da gestão por competências já foram bastante utilizados e comprovados. No artigo Gestão por competências: por que é fundamental, e como implantar você descobre tudo sobre o tema.

Mas então o que é Competência organizacional? 

Competência organizacional são aqueles competências que uma empresa precisa desenvolver para ter melhor desempenho ou alcançar suas metas. Se uma empresa quer se tornar mais inovadora ela não precisa necessariamente contratar pessoas mais criativas. Talvez o que ela precise mesmo é ser capaz de entender as necessidades (expressas ou não) de seu consumidor. E ser capaz de mapear o mercado por benchmarks e oportunidades de aquisição de outras empresas. Talvez ela precise ter um bom processo de pesquisa e desenvolvimento. E ser capaz de gerir bem o Funil de Inovação. Talvez ela também precise baixar a resistência interna das áreas comerciais e de produção…

No artigo Você recruta pessoas com as Competências Essenciais? o consultor Daniel Castello Destrincha o tema. 

Leia mais:
Gestão por competências: por que é fundamental, e como implantar
As habilidades essenciais de um time dinâmico e inovador

A Endeavor é a organização líder no apoio a empreendedores de alto impacto ao redor do mundo. Presente em mais de 20 países, e com 8 escritórios em diversas regiões do Brasil.

Acreditamos que a força do exemplo é o caminho para multiplicar empreendedores que transformam o Brasil e por isso trazemos aprendizados práticos e histórias de superação de grandes nomes do empreendedorismo para que se disseminem e ajudem empreendedores a transformarem seus sonhos grandes e negócios de alto impacto.

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: